auravide auravide

CAMINHO DOURADO


Facebook   E-mail   Whatsapp

Imagine que está num local da natureza, um local no campo ou numa serra, é um sítio muito aprazível onde não está qualquer outro ser humano... somente você e a natureza.
Está sentado bem no meio desse local e consegue cheirar todos os perfumes que emanam dele, da vegetação, das flores, das árvores, da terra; consegue ouvir todos os sons desse local, uma ligeira brisa que acaricia a vegetação, a água dum riacho que passa algures, o cantar distante de algumas aves.
Bem em frente a você, imagine que existe um estreito caminho que o leva a uma árvore enorme e bela; esse caminho é dourado, um dourado muito bonito que o convida a caminhar sobre ele e a dirigir-se àquela árvore. Sinta que essa árvore tem um presente para si e continue a dirigir-se a ela, calmamente seguindo o caminho dourado, sem pressa.
À medida que se vai aproximando da árvore, vai sentindo a sua energia, a sua harmonia, o seu poder. Chegue bem junto a essa árvore, abra os seus braços e abrace-a com muita ternura; ao sentir os seus braços a tocar a árvore, sinta que eles entram nela, bem como todo o seu corpo. Você e a árvore tornam-se um só.
Sinta toda a energia da natureza a percorrer o seu corpo, a inundá-lo de harmonia. Sinta que dos seus pés saem raízes, raízes que penetram lenta e profundamente a terra; cada vez mais raízes, cada vez mais profundamente, até que as suas raízes encontram um riacho subterrâneo de água cristalina, muito bela.
As margens desse riacho subterrâneo, são de cristal de quartzo, conferindo-lhe uma beleza única. Leve as suas raízes a serem banhadas por essa água cristalina e sinta toda a sua frescura; sinta que essa frescura se eleva a todo o seu Ser.
Quando sentir o seu Ser repleto com a frescura daquela água cristalina, sinta que essa frescura volta à sua origem, àquele riacho subterrâneo e que leva com ela, algo do seu corpo: são as suas preocupações, medos, egoísmo, pessimismo, ódio, inveja, impaciência, insegurança, timidez, sentimentos de culpa, angústias, os seus ressentimentos, os seus rancores; tudo isso é atraído por aquele riacho, como se ele tivesse um grande ímã que atrai esse tipo de sentimentos e pensamentos; pensamentos e sentimentos que são levados, que saem pelas suas raízes e se escoam para a água cristalina daquele riacho subterrâneo.
Sinta-se agora muito mais leve, mais perto da sua verdadeira essência: um estado de paz, de tranquilidade, de harmonia, de amor. Delicie-se por alguns momentos, com essa serenidade e sinta como ela preenche todo o seu Ser.
Volte novamente a ter consciência que está dentro daquela árvore enorme e bela e sinta de novo a sua energia. Sinta que os seus braços se elevam para o céu, são os troncos da árvore, sinta que tem muitos braços, muitos troncos, muitos dedos, muitos ramos, muitas folhas, muita beleza, muita harmonia e que os seus troncos, os seus ramos, são ligeiramente soprados por uma brisa muito leve, como que o acariciando. Deixa-o num estado de ainda maior serenidade.
Sinta então, que os seus troncos, os seus ramos, crescem em direção ao céu, como se fossem atraídos por algo. Crescem cada vez mais, sinta os troncos e os ramos a crescer e a fluírem dos seus braços, dos seus dedos; passam as nuvens, passam outros planetas, passam outros sistemas, outras galáxias, até alcançarem um mar de luz.
Essa luz pode assumir tonalidades brancas, douradas ou mesmo violeta. É uma luz divina, uma mar de luz divina. Leve os seus troncos a serem banhados por esse mar e sinta toda a sua harmonia, toda a sua paz.
Sinta que essa luz preenche todo o seu Ser, que se dirige a si em grandes camadas, em grandes ondas de luz divina, inundando-o de paz, de harmonia, de amor.
Sinta que pode atrair, desse mar de luz divina até você, os sentimentos e as sensações que desejar, então, sinta fluir pelos seus troncos, pelos seus ramos, pelo topo da sua cabeça: optimismo, paciência, segurança, calma, alegria, auto-estima, paz, tranquilidade, doçura, amor, compaixão, muita serenidade, muita harmonia, muito amor, muita compaixão. Deixe-se inundar de bons sentimentos.
Sinta-se agora muito, muito leve, sinta a sua verdadeira essência: um estado natural de paz, de tranquilidade, de harmonia, de amor. Deixe o seu Ser preencher-se desses sentimentos por alguns minutos.
Volte novamente a ter consciência da sua união com a árvore... separe-se dela e agradeça-lhe este momento. Ela diz-lhe que sempre que quiser, estará disponível para o receber dentro dela e voltar a usufruir dos sentimentos e sensações que tem para nos oferecer.
Conscientize-se do local onde está fisicamente, traga para ele a sua atenção, traga também todos os sentimentos daquele mar de luz divina.
Abra os seus olhos, lentamente, sem pressa, respire fundo e sinta o seu Ser preenchido de sentimentos puros e Amor.

www.reikijpmg.com/meditacoes.html
Publicado em:

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo

Por favor, deixe sua opinião



Veja também
veja-mais Dia das bruxas
veja-mais Agora, não depois
veja-mais Volto a acreditar!
veja-mais Ainda a culpa



As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa