auravide auravide

CARMA

Facebook   E-mail   Whatsapp

Não cofundir "compensação" com "remissão".
Jesus faz uma remissão para nós, junto a Deus. Nós só poderemos começar a compensar quando, tendo obtido o perdão através de Jesus, tentarmos vivenciá-Lo.
Enquanto não nos consagrarmos a Cristo, não poderá haver reconhecimento de que somos Dele porque Ele nos tem.
Quando reconhecermos isto, reconheceremos que Ele nos tem e nós O temos.
Então, e só então, poderemos começar a compensar nosso carma. E se obedecermos a injunção "Vai e não peques mais", ELE equalizará nosso débito com o carma e seremos liberados em Seu seio.
O carma é encerrado para aquele que é remido dessa forma e inicia-se sua oportunidade de fazer reparação. Para este a encarnação não é mais necessária? Pois não tem ele o FILHO? E como ser consagrado a Cristo? É este apenas um postulado da igreja? Não, é mais, amigo.
O Divino é eterno, infinito. O humano é finito! Quando o homem desperto conhece a si mesmo, escolhe o caminho que irá seguir.
Essa escolha representa o CRUZAR DO UMBRAL do Divino pelo Humano. É passar a pertencer ao Filho, que está no interior.

Phylos.

Recebido de Soraya Souza



Facebook   E-mail   Whatsapp




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa