auravide auravide

CARREGADOR DE NUVENS E O POVO ESTRELA


Um bonito jovem morava com seus pais nas margens do Lago Huron. Sues pais tinham muito orgulho dele e decidiram que ele iria sem um grande guerreiro. Quando teve idade suficiente para arranjar sua Sacola de Medicina, partiu para floresta com esse mesmo objetivo. Enquanto caminhava começou a sentir-se cansado e logo se deitou para descansar. Enquanto dormia ouviu um voz muito doce a segredar:

- "Carregador de Nuvens, vim buscar-te. Segue-me"

O jovem pôs-se de pé.

- "Estou a sonhar. Isto não é senão uma ilusão" , disse para si próprio, enquanto olhava estonteado para dona daquela voz tão suave, um donzela de uma beleza tão incomparável, que os olhos sonolentos de Carregador de Nuvens se turvaram.

- "Segue-me", repetiu, erguendo-se com tanta beleza do solo com a penugem de um dente-de-leão. O jovem, para sua surpresa, levantou-se ao mesmo tempo que ela, tão leve e facilmente como ela havia feito. Cada vez subiam mais e mais, passando o cume das árvores pelo céu adentro, até que finalmente transpuseram uma fenda na vasta abobada celeste. O Carregador de Nuvens apercebeu-se então que encontrava-se no país do Povo Estrela e de que sua linda guia não era um donzela mortal, mas sim um ser sobrenatural. Tão fascinado estava pela sua doçura e gentileza, que a seguiu até uma grande tenda. Entrou, aceitando o convite da bela Donzela-Estrela e deparou com uma decoração de armas e ornamentos de prata trabalhada com estranhos e grotescos motivos. Durante um tempo, andou às voltas dentro da tenda admirando e elogiando tudo que via, o seu sangue de guerreiro aquecendo à medida que ia deparando com aquelas armas raras. De repente, a donzela gritou:

- "Shiu! Vem aí o meu irmão! Esconde-te, depressa!". O jovem agachou-se num canto e a donzela tapou-o com um pano de rico colorido. Mal ela tinha acabado de o tapar, um sério e respeitado guerreiro entrou na tenda.

- "Nemissa, minha querida irmã - disse, depois de uma pausa - , não foste já proibida de falar com terrestres? Talvez penses que conseguiste esconder o jovem, mas não conseguiste. " Depois, desviando a sua atenção da irmã, cada vez mais ruborizada, e dirigindo-se ao Carregador de Nuvens, disse, de um modo benévolo.

- "Se ficares aí muito tempo, vais ficar com fome. Anda cá para fora e vamos conversar." O jevem fez o que lhe era sugerido e o irmão de Nemissa ofereceu-lhe um cachimbo, um arco e flechas. Deu-lhe ainda Nemissa para sua mulher e viveram felizes por muito tempo.

Retirado do livro; Mitologia Norte Americana - Lewis Spence

Editorial estampa / Circulo de Editores - Lisboa
https://geocities.yahoo.com.br/thevisionfalcon/carregador.htm

Publicado em:




Comentários



As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa