auravide auravide

EM BUSCA DE UM AMOR

Facebook   E-mail   Whatsapp

Cassiel era um anjinho do tipo “cupido”. Muito feliz por acertar os coraçõezinhos humanos e fazer brotar o amor entre os casais. Um dia, porém, Cassiel estava observando um dos casais que tinha flechado...

Deu vontade de experimentar esse sentimento tão diferente que fazia pessoas opostas, deixarem de lado suas diferenças, a ponto de dividirem uma vida inteira, em nome do amor.

Foi até o Coordenador dos Anjos-Querubins, e pediu:

- Príncipe Raziel, queria fazer-lhe um pedido. Gostaria de ir a Terra como um rapaz, a fim de experimentar o amor dos humanos como vejo acontecer, quando lhes acerto a flecha da benevolência em seus corações.

Príncipe Raziel sabia que isso seria um bom ensinamento para o jovem anjo. Foi até o Serafim Metraton, e comunicou-lhe o pedido do pequeno Cassiel. Passaram-se uns instantes e Serafim Metraton veio com a resposta de Deus.

Príncipe Raziel, então disse ao jovem cupido:

- Podes ir, meu filho! Deus, em sua infinita bondade e sabedoria, concedeu-lhe o pedido. Mas, terás apenas 24 horas terrestres, para encontrares esse amor no coração de outra jovem. Irás na forma de um rapaz, conforme o seu pedido.

Cassiel agradeceu deveras a Deus e aos seus superiores pela oportunidade, e desceu à Terra. Como nunca havia estado no chão, achou estranho, pois era muito diferente do ele via do alto, quando anjo. As pessoas eram apressadas demais, ninguém lhe dava informações, sequer atenção. Estavam todos muito ocupados com seus afazeres.

E o pior de tudo, Cassiel não conseguia sentir a ressonância do amor, em ninguém que passava por ele. As horas voaram! E Cassiel estava triste... Não sentiu o amor em moça alguma, nem em ser humano nenhum... Não compreendeu, e achou que sua viagem a Terra fora em vão.

Ao voltar ao Reino dos Céus, foi ter com o Príncipe Raziel:

- Senhor, não consegui sentir o amor em moça alguma... Estou tão triste!

O Príncipe falou:

- Cassiel, não sentistes amor em ninguém, porque ele está dentro de ti mesmo! O Amor verdadeiro, só é sentido quando detectamos a Essência Divina em nós próprios. Ao nos amarmos, os outros também aprenderão a nos amar pelo que somos. Suas flechas da benevolência ajudam, pois, os humanos a reconhecerem-se...

Cassiel compreendeu, que o Amor existe dentro de nós, que é Deus manifestando-Se pelos seus filhos que abriram o coração para Ele. E quando um casal se forma, por advento desse Amor, é a sublimação do Divino. É um Amor sem máculas, ciúmes, ou cobranças. Apenas Amor pelo simples fato de ser Amor...

Hellen Katiuscia de Sá, em 10 de abril de 2005

Aproveite e leia uma mensagem do anjo:

Facebook   E-mail   Whatsapp




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa