auravide auravide

Enamorar-se


Será que é só querer para conseguir?

Será que apenas a vontade consciente é capaz de fazer alguém amar? Acreditamos que não. Apenas a decisão racional de querer encontrar alguém não é suficiente para possibilitar o encontro. Há pessoas que têm esse desejo, passam anos e anos à procura de alguém, mas não se enamoram e culpam os outros, o ambiente e a falta de sorte por sua solidão.

Às vezes, chegam a sentir alguma emoção por alguém, começam a envolver-se, mas, como um relâmpago, o estímulo desaparece. Ou então, encantam-se por alguém e começam a ter a sensação de não ser queridas pelo outro, permanecendo na solidão.

Na realidade, quem não encontra alguém é porque, internamente, não está predisposto a amar. Não está disponível para envolver-se e, erroneamente, pensa que está querendo compartilhar o amor.

Quem se acomoda com a solidão dificilmente vai se enamorar porque, para isso, é necessário estar sentindo o incômodo da solidão e ter a percepção realista de que estar só o(a) faz infeliz.

É uma visão dialética. Se por um lado é necessária a sensação de incômodo, de falta de algo na vida, para o movimento em direção ao amor, por outro lado é fundamental que se queira crescer no amor e que se confie em si mesmo e na própria capacidade de viver em amor. Só assim, num caminho crescente, depara-se ao mesmo tempo com o desconforto provocado pela consciência da lealdade à solidão e com o impulso de ir ao encontro da felicidade, despertado pela beleza do amor.

Do livro "Amar pode dar certo", Editora Gente.
www.shinyashiki.com.br

Publicado em:




Comentários



As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa