auravide auravide

ESTRANHO NO NINHO

ESTRANHO NO NINHO
Facebook   E-mail   Whatsapp

As coisas pequenas, frágeis e dóceis.
As cores quentes, os tons suaves.
O doce e o amargo.
O frio e o calor.
A solidão e o estar junto.
O inimigo e o amigo.
O maçante e o excitante.
O Sol e a Lua.
A vida, a morte.
As alegrias e tristezas.
As dores e satisfações.
Pessoas, seres estranhos caminhando sobre o mundo.
Mentes dormentes, corações confusos.
Mudos de alma, vazios de espírito.
Perdidos, frustrados...
Pessoas fingindo, sentir, pensar, fazer.
Ditando normas e regras que nunca seguiram.
Minando toda possibilidade de verdade.
Coisas andantes, solitários e mesquinhos.
Pessoas tentando serem humanas.
Desconhecem o significado desta denominação.
Estranhos num ninho que não lhes pertence.
Caminhando sobre o mundo, sem rumo, sem destino.
Cegos e surdos vagando no universo.
Na superfície das coisas.
Feitos de mentira, fabricados, descartáveis.
E o tempo virá dessas coisas serem limpas.
E nada restará, nem sinais, nem lembranças.
Apenas o pó e o nada.

Milene Gonçalves

Aproveite e leia: O Verdadeiro Eu...


Facebook   E-mail   Whatsapp




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa