Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 

Feche para Balanço


Facebook   E-mail   Whatsapp   chat aura

Muito bem...
Comece pelas gavetas do quarto, de preferência àquelas do seu criado-mudo, jogue fora os remédios que sobraram da última crise de estresse, você ao certo não irá mais tomá-los, então pra que guardá-los...

Pegue a Bíblia que está na cabeceira da cama, mude a página com o marcador, pois você com certeza não anda lendo muito a Bíblia.

Rebusque lá no fundinho das suas gavetas, aquelas fotos das viagens, com tios ou tias, fotos daquele carnaval de muito tempo atrás com seus amigos e amigas, das ex namoradas ou namorados, daquele tempo de solteiro ou solteira - devem estar amareladas pelo tempo - então desfaça-se delas, esse tempo já foi, essa energia já passou, dê possibilidade para outras fotos, outras paisagens, outras pessoas, e mesmo que sejam as mesmas e os mesmos amigos, que sejam renovadas, passadas a limpo... isso é muito bom, sinal que você ainda os conserva em sua vida; é bom ter velhos amigos renovados.

Guarde tudo em sua mente e libere a energia, abra os espaços para o novo, deixe o novo entrar em sua vida.

Vá até a sua sapateira e separe aqueles pares de sapatos que você julgava usá-los, aqueles que só usou em uma festa, no casamento do irmão, da irmã, do melhor amigo ou amiga, então... pra que guardá-los? Doe a uma instituição, existem muitas pessoas que irão precisar, e cá entre nós, você não está indo em tanta festa assim, a quantos casamentos você foi esse ano? Percebeu que todos os seus amigos já se casaram?

Chegou a vez do armário... coragem; este precisa de maiores limpezas, comece pelas malhas, aquelas que você tirou do armário do seu irmão ou irmã e trouxe para o seu e nunca usou, aquelas que você, quando limpou o guarda-roupas da sua mãe, levou para o seu e nem desdobrou. Desfaça-se, livre-se da maioria, pois se pensar bem, nem lhe servem mais, ou você julga fora de moda, então guardar para que? Existem muitas pessoas que necessitam mais do que você, aqueles casacos pesados que você levava em suas viagens, na certa não está mais viajando tanto e nem consegue usá-los nesse nosso clima tropical, então está esperando o quê? Desfaça-se, dê lugar ao novo, libere essa energia estagnada em sua vida.

Muito bem:
Feito isso, vire-se para a sua estante de livros, vamos... não tenha dó, desça todos eles e olhe um a um, primeiro retire tudo que vc. guarda entre as páginas, e com certeza irá se surpreender, quanta coisa que você anotou, deixou lá e nunca leu, conhecimento é bom mas é necessário passá-lo à frente; não se deve guardar, existem muitas pessoas que também necessitam fortalecer a alma, não guarde o conhecimento só para você, vá a um sebo e troque esses livros por outros que você ainda não leu, ou então doe-os a uma instituição, pra que toda essa energia presa em sua estante, como os livros da faculdade, você irá usá-los novamente em quê? E mesmo que necessite, temos a internet, pois nem o seu filho ou filha, vão querer manuseá-los mais.

Imagino que todos tenham um lugarzinho, um cantinho, seja na garagem, no depósito do prédio, no antigo quarto de solteiro ou solteira na casa da mãe, debaixo da escada, onde costumam guardar todas as tranqueiras que podemos chamar de diversas (quadros antigos, gravuras que foram representativas, cocar do Xingu, Berimbau, vidro de bola de gude, renda portuguesa da avó, pingüim de geladeira, radio do carro antigo, luva de Box, coleção de gibi, jornais guardados com matérias que você só leu uma vez) enfim ficaria aqui enumerando coisas de A a Z, agora me digam, pra que tudo isso? Quem irá precisar disso? Quanta energia acumulada e quanta falta de espaço para o novo e para o agora!

Como somos conservadores, como somos egoístas e guardamos tudo, para nada, acumulamos sem precisão, temos muito mais do que necessitamos para viver e assim passam anos e anos, e não nos damos conta de tudo isso.

Proponho que façamos um balanço nesse final de ano, que possamos abrir espaço para o novo em nossas vidas, em nossas casas, e mesmo que não seja o novo, que seja o renovado, que seja o limpo, sem o ranço e os ácaros, que vivamos o agora.
“Não vos preocupeis pelo dia de amanhã, pois a cada dia já basta o seu cuidado”; palavras sábias de um mestre que viveu sem acumular nada e no entanto se faz presente até hoje em nossas vidas e em nossos corações.

Que em nosso Reveillon o banho seja não só da champanhe, mas seja de renovação, pela vida, pelas nossas coisas, pelos nossos valores; que não sejamos preconceituosos com os menos favorecidos, com os motoboys, com os deselegantes, com os mal arrumados, e com as pessoas que não nos são simpáticas, pois somos todos um, vamos dar lugar ao novo, sem ter medo da reação que o novo nos causa. Vamos lá olhar de frente o nosso armário, e ver que ele não era pequeno, e sim existia muita coisa dentro dele parada e sem vida, nossa estante não era pequena, muito livro sobrava nela, nosso quartinho ou depósito é imenso, só estava saturado de coisas.

E assim é. A nossa vida é imensa, grandiosa e só está saturada de coisas que já não usamos e então vamos parar e fazer esse balanço.
Abrindo espaços em nossas vidas

Muita Paz, Felicidade, Saúde e Prosperidade

Nelson Sganzerla
[email protected]
Publicado em:

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo



Veja também
A esperança é o sol que aquece as almas
Irei recomeçar
Eu posso sempre mais
Tudo tem o seu tempo



As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.





horoscopo



Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa