auravide auravide

Gaia - Um Novo Conceito de Vida, para uma Nova Vida


Revendo o consumo de sacolas plásticas

Quantas sacolas plásticas você leva para casa todos os dias e que não lhe servirão para nada? O que você faz com elas?

Estudos mais recentes da Ecologia mostram o Planeta Terra como sendo um sistema vivo que se auto-regula. Este conceito levou o cientista James Lovelock a utilizar a palavra “Gaia”, para designar o Planeta, em homenagem à antiga deusa grega da Terra.
Na verdade, sabemos que o solo e a água dos rios, lagos e oceanos digerem todos os componente que Gaia produz, isto é, o resto de corpos de plantas e animais é decomposto e vira adubo. Os minerais liberados circulam pela biosfera reciclando a vida.
Todavia, Gaia não reconhece os produtos químicos produzidos pelo homem e não os digere, como o plástico, entre eles.
Os plásticos soterrados nos lixões das cidades impermeabilizam o solo, impedem a circulação da vida, sufocam Gaia que adoece, da mesma forma em que ocorre gangrena quando o sangue deixa de circular em um de nossos membros e as toxinas da putrefação se espalham pelo corpo todo, asfixiando a vida.
O que fazer?
Somente reciclar não basta.
É preciso aderir à proposta dos 5R: em primeiro lugar, “refletir” sobre a real necessidade do produto que pretendemos adquirir; após, “rejeitar” aqueles provenientes de processos industriais que poluem ou utilizem mão de obra escrava; “reduzir” o consumo, incluindo a água e a energia; depois “reutilizar” o quanto for possível para só passar para a quinta etapa que é a “reciclagem”.

Como reduzir o consumo das sacolas plásticas? Eis algumas sugestões:

- Você pode levar as sacolas plásticas, que foram guardadas, para reutilizá-las em suas próximas compras nas feiras, nos varejões, nos açougues, nas padarias e por que não nos supermercados?!
- Você pode acomodar, em sua bolsa, pequenos volumes que compra, como os remédios, sem a pequena sacola que as drogarias e perfumarias oferecem e que não lhe servirão para nada.
- Você pode levar consigo uma sacola não descartável para carregar os produtos adquiridos, como se fazia na época em que não existiam as embalagens plásticas.
Por tudo isso, Gaia agradece sua contribuição pela recuperação da vida.
Se tiver outras sugestões, ou quiser opinar sobre o tema, entre em contato conosco.

Maria Ida Bachega Bolçone, escritora, professora de Biologia, com vários cursos na área ambiental e holística.
E-mail: maria_ida@itelefonica.com.br

Publicado em:




Comentários



As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa