auravide auravide

LUZ E SOMBRA

Facebook   E-mail   Whatsapp

Imagine um balanço. No movimento para frente, vamos para a luz do sol. Para trás, vamos para a sombra de uma árvore. Conforme vamos crescendo em desenvolvimento, o processo é o mesmo. Se balançarmos para a Luz, temos de balançar ao mesmo tempo para a Sombra. Não podemos alcançar um sem experimentar o outro. Quando objetivamos alcançar a luz, temos que aceitar a sombra.

E para que a sombra não nos engula ou paralise é preciso se fortalecer na luz, isto é, fortalecer nossa aura. Para isto é necessário rir bastante e nos divertir; dançar para experienciar a flexibilidade; escutar música inspiradora; fazer coisas excitantes, interessantes e de preferência com pessoas novas e antigas com as quais temos muita afinidade; sair às vezes da rotina e principalmente reescrever diariamente a nossa estória.

Muitas vezes parece que estamos determinados a ficar presos em nossos scripts antigos. Eles ainda servem para algo e nós teimamos em continuar, agüentando as conseqüências deles.
Algumas pessoas, por exemplo, tem scripts sobre não serem entendidas. Isto pode ser difícil de mudar. Ou porque sentimos que ninguém nos entende e ficamos constantemente tentando nos explicar, não importa o quanto ouçam, ou por causa de nossa crença arraigada achamos que não entendem mesmo e não saímos do mesmo círculo vicioso.

O mesmo acontece em relação ao apego às nossas mágoas. Se nós não liberamos nossas emoções, elas vão uma hora ou outra se cristalizar numa vibração densa e pesada e se manifestar como uma doença ou enfermidade.

O corpo físico tem a vibração mais densa de todas. Mas as emoções podem e devem ser liberadas física e psicologicamente através do sistema de fluidos do nosso corpo.

O sangue flui para limpar uma ferida. A saliva flui para amolecer a comida, assim como os sucos digestivos. A cera flui nos ouvidos. As emoções podem sair pela urina e ser liberadas pelo suor e lágrimas, podendo também ser dissolvidas através de entendimento e aceitação. A energia assim é então transmutada. Mas para isso acontecer elas precisam ser reconhecidas.

Este reconhecimento se faz mais fácil e melhor se há disposição para uma visão ampla de si mesmo, vendo o próprio interior mais objetivamente (luz e sombra), fortalecendo assim sua segurança interior. Pois quando o interior é claro, cristalino, objetivo e íntegro, a coerência interno/externo se faz presente. Quando reconhecemos e reivindicamos nosso poder pessoal, quando reencontramos a força feminina dentro de nós, as mulheres e os homens podem então encontrar a verdadeira paz de espírito.

Autor Desconhecido
Recebido de Rose Lane Romero
https://ubbibr.fotolog.net/winonasel/


Aproveite e leia: Criando a mudança...

Facebook   E-mail   Whatsapp




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa