Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 

Ninguém muda ninguém

Ninguém muda ninguém
Facebook   E-mail   Whatsapp   chat aura

Aprendendo a lidar com as diferenças.

Talvez o seu maior incômodo na sua convivência diária com as diferenças seja adaptar-se ao comportamento imprevisível das pessoas que apresentam uma constante alteração de humor. As emoções dessas pessoas se movimentam como uma roda gigante que uma hora está lá em cima e, de repente, já está lá em baixo. Pessoas assim, quando estão de alto astral, chegam sorridentes em casa ou no trabalho, e falam com todo mundo esbanjando simpatia e atenção.

Mas, quando a roda do equilíbrio gira e o astral desce, elas chegam aos mesmos ambientes onde sempre cobriram as outras pessoas de afeto e simplesmente passam caladas, em passos rápidos e de cabeça baixa, para não serem vistas e, muito menos, abordadas; assim, não têm de explicar a sua mudança de humor repentina que agora lhe consome o autocontrole. Trancam-se em seu mundo íntimo conflituoso e não querem manter contato com ninguém enquanto não vencerem a guerra contra os seus próprios sentimentos, que os atacam silenciosamente como inimigos íntimos, oprimindo-os.

Aliás, nessas horas de recaídas emocionais, o que elas mais precisam é desse distanciamento, para poder reencontrar a harmonia interior e prosseguir em sua caminhada evolutiva. Poucas pessoas de seu convívio entendem que é assim que elas funcionam, e são raras aquelas que respeitam esses momentos tão difíceis de quem passa por esses altos e baixos emocionais.

As pessoas que estão acostumadas a viver demonstrando aquela alegria de fachada, que na verdade não passa de uma felicidade dos dentes pra fora, não suportam ter que engolir esse silêncio deixado por quem muda de humor sem motivo aparente. Porque, para elas, ser ignoradas dói mais do que ouvir ofensas em praça pública.

No entanto, antes de você emplacar alguém nessas condições com rótulos negativos do tipo "essa pessoa é uma desequilibrada, mal-educada e neurótica", e demais carimbos pejorativos que colocam tantas pessoas em situações de exclusão social, repense o seu comportamento e tente não ser mais um peso sobrecarregando o fardo que elas já carregam intimamente.

Se você não puder fazer nada para ajudar alguém a sair do buraco, pelo menos tente não exaltar mais um ponto fraco. Evite fortalecer na mente de uma pessoa um conceito negativo, para que essa crença destruidora não continue colocando-a abaixo de suas potencialidades. Procure não ficar só criticando, porque, dependendo das palavras que você usa, em vez de construir, você pode acabar abrindo um abismo no íntimo da pessoa.

Para quem está fora de uma situação, é muito fácil bancar o comentarista, que fica trancado no conforto de uma cabine só apontando os erros de quem está em campo enfrentando as barreiras colocadas pelos adversários.

O difícil mesmo é entrar no jogo e apresentar o resultado que a torcida espera de você e, ainda, marcar o coração das pessoas com jogadas íntegras. Teste a sua luz e se coloque no lugar dessa pessoa que você tanto critica, ou, pelo menos, tente se imaginar na pele dela por alguns instantes. Só assim você verá o quanto é sufocante a vida de quem herdou essa sensibilidade.

Por Evaldo Ribeiro
Portal Vida e Consciência

Publicado em:

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo



Veja também
Irei recomeçar
Eu posso sempre mais
Tudo tem o seu tempo
O amigo de todas as horas



As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros,
conforme termo de uso STUM.





horoscopo



Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa