auravide auravide

O CAMINHO DO ESPINHO


Facebook   E-mail   Whatsapp

"O caminho dos sonhos começa, geralmente, como uma suave caminhada pelas montanhas, para depois tornar-se um desafio pelo vale", diz o mestre.
"O viajante, então, se depara com um caminho de espinhos, de passagem difícil e fica desanimado, pois muito tempo precisa para poder atravessá-lo".
"De repente, olha para o lado e para sua surpresa, percebe que logo ao lado existe um caminho tranqüilo, que pode levá-lo à suave caminhada que teve no início da jornada - só que com uma diferença: este caminho leva para outro lugar.
"Então ele pensa em seu mestre e que provavelmente ele diria que aquele é caminho dos que desistem dos seus objetivos, dos seus sonhos. Que muitas pessoas, no momento difícil, acabam optando por ele, por um tempo, apenas para descansarem. Mas que, infelizmente, a maioria delas se acostuma com ele e jamais torna a entrar pelo caminho que as leva ao seu destino: o caminho do espinho.
"E durante a vida toda as pessoas caminham tranqüilas, e se aborrecem um pouco, mas o caminho fácil faz com que se acostumem - tudo é melhor do que o caminho do espinho.
"Mas o tempo passa e sua jornada começa a ficar mais difícil e as pessoas percebem que no lugar da relva e das flores surge uma floresta, que vai se fechando, torna-se um pântano e quando menos esperam, estão perdidas e terminam morrendo de angústia e solidão, no meio do caminho.
"Enquanto isso, o viajante perseverante atravessa o caminho de espinho, com muitas marcas e cicatrizes, mas sabe que elas irão curar, enquanto retorna ao caminho de relva suave e flores perfumadas. Ele sabe que um dia terá de passar novamente pelo caminho do espinho, mas agora já adquiriu experiência e talvez não terá tantas dificuldades como teve da primeira vez".

Diz o mestre:
"O caminho dos nossos sonhos às vezes se torna difícil e podemos optar por um caminho fácil, enquanto repomos as nossas forças. Mas, quando descansados, precisamos retornar logo à viagem, pois abandonar o caminho dos sonhos significa abandonar a Missão que Deus nos concedeu e a pouca paz de espírito que conquistamos no início da jornada".

Autor Desconhecido

Recebido de Soraya Souza

Aproveite e leia:
O sonho... O barco... O tempo... A teia...
Publicado em:

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo

Por favor, deixe sua opinião



Veja também
veja-mais Agora, não depois
veja-mais Ainda a culpa
veja-mais Tudo és
veja-mais Novos dias



As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa