Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 

O Desafio


Facebook   E-mail   Whatsapp   chat aura

Um publicitário morreu e, como era da área de atendimento e mau para o pessoal da criação, foi para o inferno. O Diabo, que todos os dias recebe um print-out com nome e profissão de todos os admitidos na data anterior, mandou que o publicitário fosse tirado da grelha e levado ao seu escritório. Queria fazer-lhe uma proposta. Se ele aceitasse sua carga de castigos diminuiria e ele teria regalias. Ar-condicionado, etc.

- Qual é a proposta?

- Temos que melhorar a imagem do inferno - disse o Diabo. - Falam as piores coisas do inferno. Queremos mudar isso.

- Mas o que é que se pode dizer de bom disto aqui? Nada.

- Por isso é que precisamos de publicidade.

O publicitário topou. Era um desafio. E as regalias eram atraentes. Quis saber algumas coisas que diziam do Inferno e que mais irritavam o Diabo.

- Bem. Dizem que aqui todos os cozinheiros são ingleses, todos os garçons são italianos, todos os motoristas de táxi são franceses e todos os humoristas alemães.

- E é verdade?

- É.

- Hmmm - disse o publicitário. - Uma das técnicas que podemos usar é transformar desvantagem em vantagem. Pegar a coisa pelo outro lado.

Sua cabeça já estava funcionando. Continuou:

- Os cozinheiros ingleses, por exemplo. Podemos dizer que a comida é tão ruim que é o local ideal para emagrecer. Além de tudo, já é uma sauna.

- Bom, bom.

- Garçons italianos. Servem a mesa pessimamente. Mas cantam, conversam, brigam. Isto é, ajudam a distrair a atenção da comida inglesa.

- Ótimo

- Motorista franceses. São mal-humorados e grosseiros. Isso desestimula o uso do táxi e promove as caminhadas. É econômico e saudável. Também provoca a indignação generalizada, une a população e combate a apatia.

- Muito bom!

- Uma situação que não seria amenizada pelos humoristas. Os humoristas, como se sabe, não têm qualquer função social. Eles só servem para desmobilizar as pessoas, criar um clima de lassidão e deboche, quando não de perigosa alienação. Isto não acontece com os humoristas alemães, cuja falta de graça só aumenta a revolta geral, mantendo a população ativa e séria. O alívio é dado pelos garçons italianos.

- Perfeito! - exclamou o Diabo. - Já vi que acertei. Quando podemos começar a campanha?

- Espere um pouquinho - disse o publicitário. - Temos que combinar algumas coisas, antes. Por exemplo: a verba.

- Isto já não é comigo - disse o Diabo. - É com o pessoal da área econômica. Você pode tratar com eles. E aproveitar para acertar também o seu contrato.

Com isto o Diabo apertou um botão intercomunicador vermelho que havia sobre a sua mesa e disse:

- Dona Henriqueta, diga para o Silva vir até a minha sala.

- Silva? - estranhou o publicitário.

- Nosso gerente financeiro. Toda a nossa economia é dirigida por brasileiros.

Aí o publicitário suspirou, levantou e disse:

- Me devolva pra grelha...

"Mãe de Freud", coleção L&PM Pocket, Editora L&PM - Porto Alegre, 1997, pág. 83
https://www.tdnet.com.br/lerbr/lfv_desafio.html



Publicado em:

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo



Veja também
Irei recomeçar
Eu posso sempre mais
Tudo tem o seu tempo
O amigo de todas as horas



As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.





horoscopo



Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa