auravide auravide

O DIAMANTE INTERIOR

Facebook   E-mail   Whatsapp

Era uma vez um homem, que recebeu de Deus ao nascer, uma pedra. Com as seguintes palavras: Nesta pedra está teu talento. Faça dela tua felicidade e teu caminho de volta a Mim! E lá foi o homem com sua pedra, pensando que talento uma pedra tão feia conteria. Mas não era uma pedra comum, era um diamante em sua forma bruta, feio e fosco, mas que continha em seu interior, um lindo talento, que ele só conseguiria ver se lapidasse a pedra... mas ele não pensou nessa possibilidade... pensou apenas no desconforto de carregar aquela pedra pela vida toda...
Ele seguia pela vida afora com aquela pedra desajeitada, reclamando do peso e sentindo muita inveja dos que tiveram a sorte de receber um diamante de presente, sem nunca mais pensar nas palavras de Deus e nem tentar entender o que elas significavam...
Um dia, ele viu um outro homem compenetrado polindo uma pedra como a sua.
Ficou intrigado e perguntou:
- Amigo, porque tanto esforço em polir esta pedra tão feia?

E o outro respondeu:
- Foi um presente que recebi quando nasci e sei que meu talento está aqui dentro... Talvez esse talento seja minha felicidade, mas como está dentro da pedra preciso me esforçar em torná-la transparente para que ele apareça... e continuou em sua tarefa...
Então o outro seguiu viagem pensando em todo aquele esforço perdido...
Quando voltou, percebeu que a pedra estava mais bonita com o polimento... e cada vez que passava por lá e a pedra estava mais e mais linda e mais transparente! Até que um dia, não mais encontrou seu amigo. Perguntou por ele e disseram que havia encontrado seu talento e sua felicidade dentro do diamante que ganhou e que tinha saído pelo mundo para mostrar sua linda jóia...
O homem resolveu então polir a sua pedra, para ver se acontecia o mesmo. Começou animado, mas logo se desistiu, era muito cansativo e exigiria horas e horas de dedicação... Não adianta, concluiu... dentro daquela pedra feia não haveria nada de bonito mesmo... e seguiu carregando sua pedra...
A vida passou e ele não mais tentou encontrar seu talento dentro da pedra. Por algum motivo que ele não compreendia, não foi feliz em nada que viveu e nem encontrou o caminho de volta.
Quando morreu, foi levado à presença de Deus que lhe perguntou:
- Porque não encontraste a felicidade e o caminho de volta? O que fizeste com o presente que te dei?
Então o homem ressentido, respondeu:
- Senhor, esta pedra feia só me atrapalhou a vida toda e nunca descobri sua utilidade.
Enquanto meus amigos eram elogiados pelo tesouro que haviam recebido, eu era desprezado por haver recebido uma pedra... e tão feia! Porque foste tão injusto comigo?

Então Deus falou:
- Filho, esta pedra é um diamante bruto... como seu talento, naquele momento inicial... Se tivesse se empenhado em descobri-lo dentro da pedra, como seus amigos fizeram, a esta altura ela também já seria uma jóia e o seu tesouro!...
Você veria nele a beleza de seus dons... Sua felicidade estaria em vivenciar estes dons... e através dessa vivência, sentiria minha presença constante a seu lado, indicando o caminho de volta... Mas você não se esforçou, não buscou por eles, não fez a sua parte... Para você, meu presente foi apenas uma simples pedra...

Só então o homem percebeu que sua pedra, também era preciosa e que lapidar seu diamante, transformando assim o talento que ele continha em uma jóia, seria sua felicidade e o elo de ligação com Deus... Percebeu que esteve todo o tempo com sua felicidade nas mãos... sem jamais notar isso!"

Pense nisso!
Seu talento é seu presente divino, entretanto, ele é como um diamante: não nasce pronto, brilhando! O brilho virá do esforço em lapidá-lo...
Portanto, pare de reclamar das dificuldades em polir seu talento... Pare de tratá-lo como um peso inútil e de achar que o talento do vizinho é melhor ou mais brilhante que o seu... Com certeza, ele está se esforçando mais...
Olhe com carinho para seu diamante interior... Perceba qual talento que ele contém... Comprometa-se em transformá-lo em uma jóia... e com certeza encontrará sua felicidade... e o caminho de volta para Deus...

Débora Casalechi

Facebook   E-mail   Whatsapp




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa