auravide auravide

O Espírito de Aloha

Facebook   E-mail   Whatsapp

Recebido de Rubia A. Dantes

O Espírito de Aloha é uma referência ao modo receptivo e amigável pelo qual o povo das ilhas havaianas é tão famoso. No entanto, Aloha é um poderoso modo de resolver problemas, atingir objetivos e encontrar equilíbrio mental e corporal.

Na língua havaiana, Aloha significa muito mais que "alô", "olá" ou mesmo "amor". Seu significado mais profundo é "alegria (oha) de compartilhar (alo) energia vital (ha) no presente (oha)”.

Ao compartilhar esta energia, nos sintonizamos com o Poder divino que os havaianos chamam de mana. O uso amoroso desse Poder é o segredo para se obter saúde, felicidade, prosperidade e sucesso verdadeiro.

Sintonizar-se com esse Poder é tão simples que pode passar impressão de ser simples demais para ser verdade. Tão simples, que pode ser difícil de colocá-la em prática. Este segredo é apresentado em muitas culturas com diferentes roupagens, basta que você abençoe tudo e todos que representam ou simbolizam o que você deseja.

Abençoar alguma coisa significa reconhecer ou enfatizar uma qualidade, característica ou condição positiva, com a intenção de aumentar, continuar ou manifestar o que foi abençoado.

O enfoque positivo de sua mente estimula a força criativa e positiva do Poder, move sua própria energia para fora, permitindo que mais energia circule por você. Quando abençoamos em benefício de outros contornamos quaisquer medos subconscientes que nos impeçam de obter o que pretendemos. O foco de sua benção atua como um agente que aumenta aquele bem em sua vida. A benção que você dispensa aos outros, os ajuda tanto quanto a você.

Para que suas bênçãos alcancem cada vez mais força, será preciso evitar ou abandonar aquilo que nega a benção: a maldição. Amaldiçoar não significa esbravejar ou dizer palavrões. Amaldiçoar é manifestar o oposto da benção, como criticar ao invés de admirar, duvidar ao invés de afirmar, culpar ao invés de avaliar, preocupar-se ao invés de antecipar sua confiança.

Sempre que qualquer uma dessas ações é tomada, ela tende a cancelar os efeitos das bênçãos. Assim, quanto mais se amaldiçoa, mais tempo demandará e mais difícil será obter o mérito, o presente, a capacidade ou a virtude da benção. Em contrapartida, quanto mais se abençoa, menos dano qualquer maldição fará.

Fonte: Claudia Giovani

Facebook   E-mail   Whatsapp




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa