auravide auravide

O PASSARINHO DE SARIÃ

Facebook   E-mail   Whatsapp

Na floresta de Sariã viviam animais de todos os portes e temperamentos.
Alguns ferozes, ágeis, e outros mais acomodados e dóceis. Havia também uma grande variedade de aves e répteis.

Conta-se que entre eles destacava-se um passarinho muito querido pelos companheiros de floresta. Era dócil e diligente. Depois de um prolongado verão, com tantas folhas secas cobrindo o chão, irrompeu na floresta um pavoroso e incontrolável incêndio. À medida em que o fogo invadia o seu interior, os moradores de Sariã fugiam espavoridos. Os mais vagarosos eram alcançados pelo fogo e acabavam fenecendo antes de sair do seu habitat. O fogo ameaçava impiedosamente destruir as árvores seculares e osbosques tranqüilos e acolhedores.
Vendo o que se passava, o passarinho amigo viu-se numa situação de verdadeiro desespero. Mas não perdeu muito tempo. Saiu voando em direção ao rio, onde mergulhou para depois sair voando sobre as chamas. Com a água conservada nas penas aspergia o fogo, na tentativa de apagá-lo. Ia ao rio e voltava incessantemente, repetindo essa fatigante operação dezenas de vezes, sem desfalecimento. Tudo era inútil porque as labaredas, cada vez mais violentas, tomavam proporções sempre maiores. O passarinho, entretanto, não se cansava e nem desistia. Um chacal indolente observou, irônico:
- Companheiro, que desmedida tolice está cometendo? Então acha você que, com
essas poucas gotinhas dágua que leva nas penas, vai conseguir apagar o volumoso incêndio que invade todo o mataréu?
- Bem sei que a minha contribuição é insignificante e fraca diante das colunas de
fogo que aniquilam a nossa querida habitação - disse o passarinho.
- Não posso, porém, fazer mais do que faço. Eu quisera poder me desdobrar muito mais, contudo, não posso. Assim, dentro das minhas possibilidades estou cumprindo o meu dever.

Nesse mundo envolto em chamas somos, particularmente, semelhantes ao passarinho
de Sariã. Não conseguiremos combater as labaredas destruidoras da violência, do desamor e da indignidade que ameaçam destruir a nossa tranqüilidade, harmonia e segurança. Entretanto, onde cair nossa gota de serviço, ela cumprirá sua missão.
O importante agora não é discutir se o fogo vai ou não ser extinguido, se a contribuição pessoal que prestamos será valiosa; mas o que na realidade importa é que cada um de nós cumpra o seu dever de lutar por um mundo melhor, mais digno e fiel transmissor da paz e da harmonia.

www.ilove.terra.com.br/serena/mensagens/passarinho.asp

Aproveite e leia: Caindo na Real...

Facebook   E-mail   Whatsapp




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa