auravide auravide

Olhai os Lírios dos Campos

Olhai os Lírios dos Campos
Facebook   E-mail   Whatsapp

"Considerai como crescem os lírios dos campos" (Mt 6.28)

"Preciso de óleo" disse um monge. Então plantou uma muda de oliveira.

"Senhor", pediu ele, ela precisa de chuva, para que suas raízes possam beber e propiciar seu crescimento, "Mande chuva branda que não a machuque".

E o Senhor mandou-lhe chuvas brandas.

"Senhor", pediu novamente, "minha planta precisa de sol, não muito forte que a abrase".

E o sol brilhou dourando as nuvenzinhas chuvosas.

"Agora, preciso de neve para que minha oliveira ganhe robustez", pediu novamente, e a neve caiu sobre a planta.

No entanto, ao acordar no dia seguinte encontrou a plantinha morta.

Então o monge foi a outro e contou-lhe sua experiência.

"Eu também plantei uma oliveira", disse o outro, "e veja como está viçosa", mostrou. "Eu confiei minha planta ao Deus que a criou. Ele que a fez sabe do que ela precisa, melhor que monges como eu. Não impus condições, não estabeleci meios ou maneiras, apenas pedi: manda o que ela precisa, chuva, sol, vento, neve, Tu o fizestes e Tu sabes.

Nós, como os lírios dos campos crescemos, quer no sol, quer na chuva, e muito mais que os lírios, Deus nos tem amor, e trabalha para quem nele espera.
Acredite na vida! Alguém está cuidando de você, mesmo que não saibamos exatamente o que pedir. Se houver amor em nossos corações, receberemos o sol e a chuva na hora certa.

Baseado em texto do livro "Mananciais no Deserto".

Facebook   E-mail   Whatsapp




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa