auravide auravide

PERFUME DE JASMIM


Tenho vivido um tempo de valorizar pequenas simplicidades: surpreendo-me a admirar sobre a toalha da mesa vazia uma única e tão bela e solitária colher com seu espelho que me reflete ao contrário. Ou ponho-me a observar uma pequena e única flor vermelha que pende do caule exausto que a sustenta a ponto de quase - por tão pouco - tocar o chão.

Às vezes, fecho os olhos para que uma música me toque fundo, fundo, e como uma espada alcance o cerne do meu ser, que vibre tão alto dentro de meu peito, que me desperte sensações de quando tudo era mistério e eu quase não sentia a dor do mundo.

Tenho vivido um tempo de doçuras inesperadas: eis que me trazem de presente um jasmim-do-cabo e seu perfume, eis as delicadezas de quem me compreende, ama e acolhe. E eu, que acredito em multiplicação dos pães, das pedras e das flores, coloco o pequeno, o quase minúsculo caule em cristalina água. Eis, então, que a natureza traz a raiz, eis que planto a pequena muda e eis que brota já, meus amigos, a primeira folha do que será o arbusto e suas magníficas folhas de esmeralda.

Eis, então, o milagre da vida.

Esther Rosado
www.cuestajardins.com.br
Publicado em:




Comentários



As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa