auravide auravide

ROSA

ROSA
Facebook   E-mail   Whatsapp

À força de uma rosa
Não se vence por ventura
Nem pela brutalidade dura

À força de uma flor
Não se mata com ardor
Se lhe mastigar as pétalas

Não sentirás no paladar
A Doce melodia do amor

À força de uma planta
Não se mata com jogo de ânsias...

Espera sua delicada aurora
No desabrochar das vagas horas

À força de uma flor
Paciência e tolerância
Deixando aos espinhos
A impaciência e a dor...

Dispensadas à pequena planta
Das sementes à alvorada
Semeando com sabedoria
Colherás as rosas do amor

Hellen Katiuscia de Sá



Facebook   E-mail   Whatsapp




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa