auravide auravide

TRAIÇÃO A NÓS MESMOS

Facebook   E-mail   Whatsapp

Sim, quando pensamos em qual deve ser a maior das traições, certamente esquecemos, em nossa busca de uma traição a nós mesmos...
A traição a nós mesmos que é a traição ao nosso próprio eu!

A traição que nos conduz à escravidão na condição de submissão para nós dizermos sim quando não desejamos dizer nada mais do que um, simples, não...

A traição que nos fez e faz perder a criança que devemos, sempre, manter dentro de nós e que nos deixa apenas máscaras artificiais com um sorriso maquiado e enlatado...

A traição que não nos permite mais "viajar" ao redor de nós mesmos e do mundo onde vivemos e do qual devemos participar, mais plena e prazerosamente, mesmo que, para realizarmos essa viagem, tenhamos, apenas e tão somente, um pequenino barco de papel, fruto de nossa fantasia e imaginação...

A traição que nos fez e faz perder a individualidade e a singularidade nos fazendo abandonar a sensibilidade e a intuição que poderiam ser o diferencial entre vivermos uma vida de plenitude e de felicidade e vivermos uma outra, vazia e frustrante, que está integrada ao simples ato vegetativo de viver...

A traição que nos conduz a pensar que somos pó ou uma simples poeira que o vento há de levar e que tenta nos fazer renunciar ao que almejamos, sufocando dentro de nós mesmos o que desejamos e sonhamos alcançar, porque nos faz, muitas vezes, esquecer a magia do viver e do amar...

A traição de tantas e tantas infidelidades não a outros mas a nós mesmos, sempre procurando disfarçar e ocultar as evidências e as realidades sentidas e vividas, calando sobre tantas coisas, quando não o desejamos, porque o que queremos, realmente, é falar...

A traição de aceitarmos a nulidade e a eliminação de nossos desejos sob tantos pretextos e justificativas, que passam a ser portas fechadas que obstruem a entrada de nossos corações, tantas e tantas vezes, sufocando no nascimento, novas realidades e um novo amor que começamos a desejar e querer...

A traição que nos levou e nos leva a usar uma máscara constante, um invólucro, com uma embalagem de papel celofane e brilhante, como que a tentar proteger ou esconder tudo que de real existe em nosso ser...

A traição que nos faz não darmos, a nós mesmos, novas chances e oportunidades para buscarmos novos momentos de felicidade...

A traição que nos tenta conduzir a não escolher o nosso próprio caminho, nos fazendo ignorar que, não importa o caminho percorrido e trilhado, sempre há e haverá um ponto de partida e de chegada...

A traição que nos levou e nos leva a deixar que alguém nos maltrate, mediante mil pretextos e razões ou que, também, nos humilhe em função de nossa, real ou aparente, omissão, covardia ou passividade...

A traição que deixou e deixa, as pessoas em nossa volta, definirem, arbitrariamente, quem devemos ser, nos impondo supostos limites que nada mais são do que um questionamento relativo a nossa capacidade e ao nosso potencial...

A traição que se torna uma permissão e um aval para que nos separem das nossas fantasias, das nossas alegrias e dos nossos desejos e sonhos...

A traição que nos conduziu e conduz a usarmos os nossos corpos como um imenso cemitério floral, preparado para enterrar as nossas dores emocionais e os nossos traumas existências, quando não, para nele sepultarmos aquele imenso vazio que nos fizeram aceitar...

A traição que nos cega a visão e nos fez e nos faz não estarmos atentos, ao sopro de nossas vontades, nos conduzindo a fuga e a não nos arrojarmos a procura de novos caminhos e novas chances, sob o peso de antigas verdades e conceitos, já ultrapassados e desgastados, que tanto atrapalham o nosso ser e o nosso viver....

Sim e a máxima das traições é aquela que nos faz esquecer que, cada um de nós, é único e é um ser maravilhoso, que não tem e nunca deverá ter o direito de desistir e de não dar os passos necessários e fundamentais, em direção a maior das realidades sobre a Terra: A VIDA, E O VIVER!

Roberto Romanelli Maia

Recebido de Rejane Guimarães


Facebook   E-mail   Whatsapp




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa