Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade

Vigiai e Orai

Vigiai e Orai
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp


Em muitos momentos da vida nos sentimentos desanimados e com vontade de desistir de tudo.
Nos sentimos fragilizados diante de tantas dificuldades; é como se o chão nos faltasse.
Aí não demora para que uma névoa paire sobre nossa cabeça, fazendo com que nossa mente fique repleta de pensamentos negativos.
Passamos a acreditar que jamais iremos sair dessa situação, que não teremos forças para prosseguir na caminhada e que as feridas não irão cicatrizar.
Nos sentimos paralisados diante da dor.
A angústia parece dominar por completo o nosso ser.
A cada dia que passa, a tristeza se torna maior e os pensamentos nocivos mais constantes.
Procuramos por uma luz, mas à nossa volta tudo parece escuridão.
Os problemas se acumulam, parece que ninguém nos entende, que o mundo está contra nós e que Deus nos esqueceu.
Nossa fisionomia se torna pesada, o sorriso desaparece e os dias se tornam cinzentos.
E a nossa mente continua a produzir idéias negativas; são sentimentos de fracasso, raiva, desânimo e tantos outros que nos impedem de enxergar a solução para as nossas aflições.
Quem nunca se sentiu assim?
Diante de uma dificuldade, muitos têm a tendência de se desesperarem e acreditarem que jamais vencerão os obstáculos, produzindo sentimentos nocivos ao corpo e ao espírito.
E esses sentimentos têm o poder de se multiplicarem rapidamente, passando a contaminar tudo que está ao nosso redor.
Todos os ambientes se tornam desagradáveis, nos irritamos facilmente e a tristeza muitas vezes nos conduz às lágrimas.
E como um ímã, passamos a atrair, cada vez mais, acontecimentos ruins para nossa vida.
Buscamos a todo custo um remédio que nos livre desse sofrimento.
Porém, o remédio que buscamos no exterior, já encontra-se dentro de nós.
O remédio que almejamos chama-se fé.
Com fé, podemos ultrapassar qualquer adversidade.
Nenhuma tempestade conseguirá nos impedir de continuar a caminhada.
Com fé, saberemos que, em muitos momentos, a dor serve para nos ensinar algo.
Com fé, compreenderemos que o “vigiai e orai” se faz necessário em todos os instantes de nossa vida.
Vigilantes, podemos controlar os nossos pensamentos e impedir que sentimentos negativos nos contaminem.
Porque depende do nosso esforço interno controlar essas idéias que são como ervas daninhas e aos poucos, se não forem contidas, podem causar grandes transtornos físicos e espirituais.
E orando, verdadeiramente, nos conectamos diretamente com o Pai e Dele recebemos o auxílio para continuarmos a caminhada.
Por isso, devemos sempre manter a chama da fé acesa em nossos corações, independente do obstáculo que se forme a nossa frente.
Devemos aprender que quando a fé é verdadeira, ela nos faz enxergar a luz que tanto almejamos.
E mesmo quando enfrentamos a pior obsessão, devemos confiar, porque a fé é a ferramenta que nos ajudará a combater o mal.
Todavia, não devemos nos esquecer de aliar a fé à reforma íntima, porque de nada vale uma fé sem obras.
E cabe a cada um de nós, batalhar pelo próprio progresso íntimo, revendo atitudes, combatendo vícios e eliminando qualquer vestígio de egoísmo que possa existir em nosso caminho.
Assim, estaremos fortalecidos contra as investidas das trevas que tanto almejam nos desviar do caminho do bem.
Devemos manter a perseverança em seguir os ensinamentos do Mestre, colocando–os em prática e semeando o amor por onde passarmos.
Se clamamos que a providência divina nos auxilie, devemos nos fazer merecedores de sua misericórdia.
Devemos combater as fraquezas que nos impedem de evoluir.
Muitas vezes, são nossos próprios atos que fazem com que fiquemos algemados ao sofrimento.
Quantos espinhos que encontramos no nosso caminho não foram produzidos pelo nosso orgulho?
Por isso, devemos avaliar nosso comportamento.
Será que realmente estamos fazendo o melhor que podemos?
Será que não estamos nos deixando envolver pela vaidade?
Valorizamos os bens espirituais?
Praticamos o verdadeiro perdão?
Sim, devemos refletir sobre o caminho que escolhemos.
E ter coragem para corrigir o que se faz necessário.
Só assim, poderemos mudar a nossa atmosfera mental, e nos sintonizar com nossos amigos espirituais.
E com pensamentos voltados para a luz, saberemos o caminho a seguir.
Jamais devemos esquecer as palavras do Mestre: “Vigiai e Orai”.
Hoje e sempre....

Sônia Carvalho
[email protected]

Publicado em:




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa