Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

VIVENCIANDO SUA ILUMINAÇÃO

VIVENCIANDO SUA ILUMINAÇÃO
Facebook   E-mail   Whatsapp

Eu ouvi você dizer que nós somos todos iluminados. Se é assim, por que eu estou esperando que algo aconteça? Trata-se de um velho hábito?
Veet Vigyanam, uma coisa é ouvir, a outra coisa é entender. Você certamente me ouviu dizer que nós somos todos iluminados, mas você não confiou nisso - pelo menos você excluiu a si próprio. "Talvez todos sejam, mas eu sou um iluminado?"
Isto era demais para você aceitar, conseqüentemente a pergunta. Sua questão mostra a sua mais profunda agitação.
Você está dizendo: "Se é assim..."
Eu não disse que a sua iluminação é alguma probabilidade talvez você seja iluminado, talvez você não seja. Não havia nenhum "se" e nenhum "mas": foi uma simples declaração.

Eu repito novamente: você é iluminado e você não pode ser qualquer outra coisa.

Mas eu posso entender a sua dificuldade. Disseram a você que você é ignorante e você aceitou isso. Disseram a você que você não e merecedor e você aceitou isso. Disseram a você que você não é bonito e você aceitou isso.
Apenas olhe para quantas coisas você tem aceito sem criar nenhum "sem nenhum "mas", sem sequer levantar uma pergunta. Mas desde a sua infância, não te deram a visão correta. Você tem sempre sido puxado e empurrado de uma forma ou de outra: "Torne-se isso, torne-se aquilo.
Ninguém sequer pensou que, se a existência quisesse apenas "Gautamas Budas", ela teria manufaturado "Gautamas Budas", exatamente da mesma forma como uma fábrica Ford produz carros Ford, numa linha de montagem, todos exatamente iguais, com tremenda eficiência. A cada minuto um carro novo sai da linha de montagem, vinte e quatro horas por dia. Mas a existência não acredita numa situação onde todos são iguais a todos. A iluminação de Gautama Buda está fadada a ser a iluminação de Gautama Buda.

A sua iluminação está fadada a ser a sua iluminação.
O problema surge da comparação. Você começou a pensar: Se eu sou iluminado, então por que eu não sou um Gautama Buda ou um Jesus Cristo ou um Bodhidharma? Eu sou apenas Veet Vigyanam.

Ninguém me venera. Eu saio por aí e ninguém sequer me nota. Que tipo de iluminação é esta? Certamente eu ainda não a atingi. Certamente ela não ocorreu ainda, ela terá de acontecer.

A idéia de que iluminação é algo a atingir tem sido propagada com enorme consistência, por milhares de anos. Eu digo a você que iluminação não é algo a obter, é a sua própria natureza. Se você a está perdendo, a razão não é que você ainda não a atingiu. A razão é que você está procurando por ela à sua volta, em todos os lugares, excluindo você mesmo. Indo a todos os templos, lendo cada escritura sagrada, visitando todos os tipos de pessoas estúpidas que pretendem ser mestres.

Eu quero que você declare, neste mesmo instante, que você é iluminado. Não importa! Não é necessário que todos devam adorar você. Por que alguém deveria adorá-lo? Você está criando condições desnecessárias para a iluminação.

Deixe-me dizer de um modo diferente. No momento em que você respeita a si próprio como iluminado, você não pode fazer outra coisa a não ser respeitar a todos como iluminados da forma que eles são. Não existe a necessidade de que todos se enquadrem em uma certa categoria.
Iluminação não é uma categoria tal onde você tem de comer um certo tipo de comida. Se tivesse uma certa regra como esta - como a de comer espaguete - eu teria renunciado à iluminação. É bom que nenhuma escritura sagrada diga que espaguete é a característica de um homem iluminado. Se você me entende, o que eu estou dizendo - eu estou dizendo que na sua própria ordinariedade, você é perfeitamente bom. Nada precisa ser acrescido a você. E se você pode relaxar nesta ordinariedade, esta própria ordinariedade, devido ao seu relaxamento, se tornará radiante, começará a desabrochar. A sua aceitação, o respeito com você mesmo, será uma nutrição, trará a primavera para o seu ser, e as flores começarão a abrir suas pétalas.
Eu digo isso: “Você é a própria iluminação”. Eu não quero que você atinja a iluminação. Eu quero que você a vivencie. A partir deste momento, o que quer que você faça, faça-o do jeito que a iluminação o faria. A iluminação deve ser uma experiência individual a mais individual das experiências, incomparável e única para todos. Uma vez que isso é entendido, todas as nuvens que o circundam com escuridão começam a dispersar.
Veet Vigyanam, eu continuarei repetindo de novo e de novo, até que isso fique impresso em você, que você é iluminado. E você não tem que fazer nada de especial por isso; você tem apenas que ser o que você é totalmente relaxado, em paz com a existência. Não indo a lugar algum, nenhum atingir, nenhuma meta. Toda a orientação para as metas é que está fazendo as pessoas miseráveis. Disperse todos os objetivos e você começará a dançar neste momento - você tem muita energia envolvida neste processo de adquirir. Movendo-se distante em sua imaginação, você não tem tempo. você não tem espaço, você não tem energia para estar aqui. Se você puder juntar toda a sua energia neste momento, apenas a acumulação daquela energia se tornará uma dança em seu coração.
E a dança transforma tudo, não os seus esforços. Apenas aproveite a sua vida. Ela é perfeita do jeito que é.


Toda a idéia de perfeccionismo cria apenas neurose, patologia e desarranjo na mente.
Osho
Publicado em:

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo


Veja também
Tudo tem o seu tempo
O amigo de todas as horas
Seu amor me aquece o coração
A esperança é o sol que aquece as almas



As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.



horoscopo


auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa