Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade

Você não tem que ver toda a escadaria antes de subir o primeiro degrau

Você não tem que ver toda a escadaria antes de subir o primeiro degrau
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp


Será que você precisa ter absoluta certeza antes de se atirar a um compromisso de trabalho, de relacionamento e de vida? Fica reunindo fatos, dados e intermináveis informações para o projeto, seja na vida pessoal, profissional ou empresarial? Demora uma eternidade para tomar aquela decisão crítica que irá colocar em foco todos os recursos e integrar aquilo que você diz com aquilo que você quer fazer?

Algumas vezes, ao demorarmos, perdemos definitivamente opções que jamais poderão ser oferecidas novamente. Por isso, você não precisa ter certeza absoluta de uma coisa antes de se lançar para realizar uma tarefa, um projeto de vida, um sonho, uma carreira, um casamento ou o que quer que seja. Porque o conceito de “certeza absoluta” é tão irreal quanto perigoso.

Quanto mais “inteligente e bem informado” você for, mais opções sua mente oferecerá para uma mesma decisão, mais “portas possíveis” surgirão, e maior será sua incerteza sobre qual das direções deve seguir. Cuidado. Quem tem todas as opções do mundo não se decide por nenhuma. E o primeiro objetivo da sua vida e da sua empresa não é escolher opções perfeitas (que, diga-se de passagem, não existem), mas ser feliz (no seu caso) e ter mais sucesso (no caso da sua empresa).

Naturalmente, isso não é uma sugestão para a inconseqüência; se você ainda tem dúvidas importantes, não cometa o erro de seguir adiante somente porque outros esperam que você o faça. Busque a certeza sempre, mas a certeza absoluta jamais. Esta costuma surgir no percurso, algumas vezes perto do fim da escadaria, e depende de fatores completamente imponderáveis.

Apenas não aceite submeter sua vida ao desastre silencioso da “paralisia por análise”, aquela mania de só tomar uma decisão depois de reunir milhares de dados, informações e fatos, geralmente quando é tarde demais para seguir adiante.
Não espere mais. Cada ano da sua vida é um degrau da escada. Quanto tempo você ainda vai demorar para dar este próximo passo? Como disse Luther King, “você não tem que ver toda a escadaria antes de subir o primeiro degrau”.

Pergunte-se: se eu tivesse somente mais cinco anos de vida, qual seria minha decisão agora? voltar atrás? acelerar? subir o degrau desta escada? trocar agora de escadaria? E se eu tiver mais quarenta ou cinqüenta anos de vida?

Reúna o máximo de informações possíveis, mas decida levando em conta também aquela sensação interna, a intuição, a pele, o inclassificável. Você não é apenas uma máquina, por isso não deve pensar como uma. Você é uma criatura orgânica capaz de captar mais do mundo. Muito mais.

Há momentos em que é melhor não decidir coisa alguma mesmo. Talvez, seja o seu caso agora. Mas, se não for, diga logo “sim”, ou “não” e, se for um erro, você vai descobrir, de uma vez por todas, muito mais rápido do que se ficar eternamente enrolando a si mesmo.
Lembre-se, você só não pode cometer erros definitivos, que não possam ser corrigidos. Todos os outros são permitidos e, na verdade, esperados. Você não tem que ver toda a escadaria antes de subir o primeiro degrau. Nem conseguiria, se tentasse.

(Aldo Novak)
Recebido de Soraya Souza

Publicado em:




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa