auravide auravide

2021: O ano de Afrodite, a deusa do amor e da autoestima!

por Rosana Ferraz Chaves

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


O planeta regente de 2021 será Vênus, que é o nome romanizado da deusa Aphodite ou Afrodite, como queiram.

Afrodite é uma das deidades gregas mais afamadas e incompreendidas de todos os tempos.

Todas as deidades nasceram de mitos, incluindo Jesus, que nasceu de uma mulher casada que era virgem, morreu e ressuscitou. Tudo isso é aceito no mundo cristão, mas todos os outros mitos são sempre associados com demônios ou coisas que jamais poderiam existir.

Mitos são narrativa de teor fantástico e simbólico, normalmente com personagens ou seres que incorporam as forças da natureza e as características humanas.

Longe de mim criticar qualquer crença que você tenha, por mais fantástica que possa parecer, porque os mitos sempre têm alguma conexão com a nossa realidade interna e sempre nos religam com o divino, em seu lado luz ou em seu lado sombra.

Então antes de criticar as deidades que possam parecer muito fantásticas, precisamos entender que em outras culturas, as nossas deidades são mais fantásticas ainda.

Na cultura cristã que considera o amor como sinônimo de obediência ao masculino, sexo como pecado e virgindade como elevação espiritual, Afrodite é conhecida como a deusa das prostitutas, que nasceu para abalar famílias e promover amantes.

No entanto, a primeira expressão que Deus deixa no primeiro capítulo do livro da Gênesis, é o prazer.

Durante os sete dias em que Deus cria o mundo, ao final de cada dia, aparece a expressão “e viu Deus que era bom” ou “e viu Deus que era muito bom”, com exceção das segundas-feiras, em que Deus nada expressa. Todas essas expressões têm a ver com prazer, portanto, sentir prazer é algo divino.

Existem dois mitos relacionados a Afrodite, sobre seu nascimento. O primeiro foi difundido pelo poeta Hesíodo, relatando que Afrodite teria nascido após uma briga de titãs, quando o mais forte deles, Cronos, decepa o pênis de seu pai, que ao cair no mar e entrar em contato com as ondas, gera Afrodite em forma de flor.

O vento Zéfiro carrega essa flor até a ilha de Chipre, onde as Estações a recolhem, cuidam dela e a levam para a assembleia dos deuses, que se encantam com sua beleza e a desejam como esposa.

O mito mais aceito entre os gregos foi relatado por outro poeta, Homero. Segundo ele Afrodite era filha de Dione, deusa das ninfas e de Zeus, o pai de todos os deuses e de um número grande de filhos, que ele teve com deusas e com mortais.

A lenda diz que houve uma época no Olimpo, em que até os deuses estavam meio depressivos e não tinham vontade nem de ajudar e nem de atrapalhar os humanos, coisa muito comum naquele tempo.

Foi quando a beleza de Afrodite começou a ser notada por todos. Dotada de uma beleza fascinante, Afrodite era muito assediada pelos deuses e isso começou a incomodar as outras deusas, que por inveja criaram uma trama para atingir Afrodite.

Atena a deusa da sabedoria, não suportava toda aquela bajulação em torno da beleza de Afrodite e Hera que era a esposa de Zeus, também não estava gostando nada dos olhares do marido na própria filha.

Aproveitando o clima, Éris a deusa da discórdia cria uma oportunidade para criar mais confusão.

Ela propõe que para acabar com a intriga, Hera, Atena e Afrodite fossem a Terra consultar Páris, filho do rei de Troia, para que ele escolhesse quem era a mais bela das três.

No fundo Éris só queria mesmo era ver a discórdia aumentando, porque ela sabia que Afrodite era muito ingênua, para ganhar das outras deusas.

No dia do encontro com Páris, Hera propõe a ele que se a escolher, ela lhe daria um vasto império na Ásia.

Usando a mesma artimanha, Atena promete a ele que se a escolher, todas as suas guerras serão ganhas.

Afrodite sem saber nada da desonestidade das duas, oferece a ele a única coisa que tem, seu amor e sua beleza. Comovido e encantado, Páris a escolhe.

E foi assim que Afrodite venceu o concurso de beleza, tornando-se a deidade mais bela do Olimpo.

Isso só piorou as coisas porque as deusas não a queriam por perto, de tanta inveja e os deuses todos a queriam como esposa, por causa de sua beleza.

Zeus então pressionado por Hera, resolve a situação obrigando Afrodite a se casar com seu filho Hefesto, o deus do fogo e dos metais, grande artesão que havia forjado a armadura de Aquiles e o seu cetro, além de ser o mais feio de todos os deuses.

Hefesto era muito feio, tinha os pés tortos, mancava de uma perna e tinha os quadris deslocados, causando o rido dos outros deuses, quando caminhava. Quando ele nasceu sua mãe Hera muito envergonhada de ter produzido um ser tão estranho, tentou se livrar dele, atirando-o do alto do Olimpo para que se afogasse no mar, mas Tétis a rainha dos oceanos o salvou.

Hefesto passou grande parte de sua infância escondido da mãe e só foi notado e devolvido ao Olimpo, quando os deuses descobriram que ele era exímio artesão e forjava armas muito boas.

Quando ele se casa com Afrodite, cria para ela um cinturão de ouro com poderes mágicos, que poderiam a defender do assédios dos outros deuses.

Afrodite percebe que essa defesa na verdade seria o seu grilhão e ela inverte os poderes, usando-o para atrair deuses e mortais.

Dizem que com este cinturão ela continua ajudando os mortais até hoje.

Seus poderes são a beleza, o encanto e a sedução e sua ira é contra a inveja, agressão e a submissão das mulheres.

Dizem que seu nome significa “Aquela que brilha da espuma do oceano”, e por muito tempo foi venerada como a deusa do mar e da navegação.

Também foi venerada como a deusa que acalma os machos (homens e animais) e faz com que eles respeitem as fêmeas (animais e mulheres).

Como Afrodite nasceu de dois mitos distintos, os gregos a consideram com duas vertentes: a Afrodite Urânia, nascida da espuma do mar após Cronos decepar seu pai e a Afrodite Pandemia, de todos os povos, nascida de Zeus e Dione.

Se você fizer uma pesquisa, vai descobrir muitas associações positivas com Afrodite e hoje ela é muito reverenciada por ajudar tirar pessoas da depressão e por proteger mulheres de homens hostis.

Os únicos povos e religiões que a criticam e até a associam a um demônio, são as patriarcais, que também demonizam Lilith e todas as deidades femininas que representam o empoderamento, a liberdade e o feminino em sua essência.

Mais do que nunca, as mulheres precisam de proteção e de redescobrir a sua essência.

Que em 2021 Afrodite nos torne belas e iluminadas para as pessoas de bem, que nos ajude a encontrar o amor verdadeiro e que nos esconda de todas as pessoas más, que tentam nos aprisionar e agredir.

Nesse ano compre produtos associados a Afrodite e não deixe de fazer mesmo que um pequeno ritual dedicado a ela, no próximo ano.

Afrodite é associada ao verde-azul do mar, ao rosa do amor e ao vermelho da paixão.

Possui vários símbolos, dentre eles a concha e a Flor de Afrodite.

Velas, perfumes e sabonetes de Afrodite precisam ser preparados da forma correta e podem ser usados durante todo o próximo ano, te ajudando a se destacar, banindo a inveja e ajudando a proteger de tudo aquilo que não vem da luz.

Entre em contato para saber mais.

Texto Revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 66

foto-autor
Sobre o Autor: Rosana Ferraz Chaves   
Oraculista, sensitiva e escritora. Se dedica aos estudos de anjos, baralhos e tarots antigos, ministra cursos de oráculos, neurolinguística. Desenha mandalas e cria perfumes mágicos em seu atelier. Autora do livro Magid - O encontro com um anjo.
E-mail: rosanafch@yahoo.com.br
Visite o Site do autor e leia mais artigos.
Publicado dia 8/12/2020 em Almas Gêmeas

Veja também
artigo Posicionamentos
artigo As Cartas de Cristo
artigo Quando eu te vejo, em espírito e verdade...
artigo Destilar Emoções

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa