auravide auravide

A busca de si mesmo na psicoterapia transpessoal



A busca pelo autoconhecimento, pela nossa harmonia interior, pelo entendimento mais profundo de nós mesmos, são alguns dos objetivos da terapia transpessoal. Um trabalho profundo que visa acessar o nosso sagrado, os nossos vários níveis de consciência, e despertar o contato mais profundo com nossa própria vida, com o Todo desenvolvendo nossa espiritualidade, reconhecendo nossa divindade e nossa missão de vida.

O estado alterado de consciência como o que se faz na indução em consultório, é um caminho para entrar em contato com seu EU mais profundo e com a sua própria espiritualidade. Através deste estado acessamos informações do registro psicogenético, local onde são impressas as nossas vivências emocionais mais marcantes de todas as nossas encarnações até o momento e onde acessamos durante o trabalho de TVP e Regressão de Memória (parte do processo terapêutico transpessoal). A marca psicogenética é transmitida através da consciência emocional que é a parte de nós que nunca acaba, e que é transferida para as próximas encarnações.

Existem várias abordagens a serem utilizadas na terapia, dependendo da queixa trazida pelo paciente, suas características pessoais e o objetivo da terapia. Algumas pessoas buscam modificações de padrões de comportamento que atravancam sua vida no presente, outras buscam sanar conflitos internos profundos que trazem angústia, depressão e outros males; já outras, buscam a análise profunda de sua alma, e o autoconhecimento.

Cada conflito, cada sentimento negativo, são sinais de que não estamos sintonizados com as nossas várias consciências. O objetivo do trabalho transpessoal é exatamente trabalhar a nossa interação com essas várias consciências superiores e mesmo inferiores que são parte integrante de nosso Ser Completo. Trabalhar nossos desejos, nosso coração, a interação com nosso estado mental, a nossa missão de vida, nossas motivações mais profundas e encontrar nossa essência é a meta principal da terapia transpessoal.

Ouvir nossa própria voz, encontrar-se consigo mesmo, re-conectar-se com nosso EU e a integração do Ser, é a base do trabalho no consultório. E o resultado é sentido na prática, de forma natural e espontânea, pois trata-se de um trabalho psíquico e profundo que trabalha nossos planos sub e inconsciente.

Acessar o nosso Sagrado, a nossa Divindade, entrar em contato com nossos potenciais e nossas capacidades espirituais, interagir com o mundo arquetípico e mais profundamente com o plano espiritual, conhecendo nossa própria essência, traduz-se em evolução e facilita o processo pessoal de reforma íntima.

Entrar em contato com sua paranormalidade, aprender a trabalhar com suas imagens mentais, acessar os conteúdos psicogenéticos e desenvolver sua espiritualidade são caminhos para resolução de conflitos internos profundos, sintonia com sua missão e caminho de vida e conquistar uma vida mais plena internamente refletindo-se na vida prática nos relacionamentos com os outros, consigo mesmo e na saúde e bem estar integral do Ser Humano na nossa vida cotidiana.


Roberto Gwydion é terapeuta e tarólogo - tarologoweb

Texto revisado por Cris


Publicado dia 26/4/2007
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 11



foto-autor
Autor: Paulo Zonta   
Terapeuta e Coaching
E-mail: paulozontaescritor@gmail.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa