auravide auravide

Indiferença!


Facebook   E-mail   Whatsapp

É algo assim: “tanto faz como tanto fez”. É dessa forma que está sua vida, seu trabalho, seus estudos, seus relacionamentos? Todos esses aspectos ou apenas um deles, dois talvez? Se está acontecendo, é hora de parar para refletir sobre. Mesmo que seja apenas um. Identificar as consequências: se não atinge a você, com certeza está atingindo outra pessoa. As poucas coisas que devem ser indiferentes para nós é a opinião alheia quando indevida, as fofocas quando lançadas, o que os outros irão pensar quando tomamos decisões que nos são importantes e que, por algum motivo, incomodam.
Fora isso, estaremos não só nos prejudicando como também aos envolvidos.
Há também a possibilidade de sermos indiferentes a alguma escolha, por exemplo, vamos ao cinema ou ficamos para uma noite sossegada em casa. As duas possibilidades agradam, não existe preferência. O que a outra pessoa ou o grupo escolher estará bom da mesma maneira. Em grande parte, pessoas que se portam indiferentes a situações ou mesmo a outras pessoas, aproximam-se muito da condição de desprezo. É como se elas considerassem insignificante o que está ao seu redor. Agem como se não fosse com elas.
Agem com desatenção e frieza até. Não percebem ou não se importam de estarem, ao demonstrarem seu desinteresse, ferindo aqueles que estão próximos. A apatia que revela desdém, nenhum valor.

Em tempos de dificuldade é comum transformar escolhas importantes em algo sem mais valor. Algo como a parábola da raposa e as uvas. Ao não conseguir alcançá-las, a raposa ia embora dizendo: “elas estavam verdes mesmo”. Fazer essa transformação, do importante ao indiferente, reflete apenas o sentimento de impotência para enfrentar as dificuldades e desafios que se fazem necessários para as conquistas. Expressa o sentir-se fraco para ir à luta.
O grande e péssimo resultado dessa postura é que para que isso ocorra, a pessoa tem que sufocar suas motivações. Esse fato atinge um estágio tal que ela se torna quase que um ser robotizado. Passa a agir no automático, sem manifestação de emoções, nem a favor e nem contra. Apenas vai vivendo. Nada tem sabor.
Porém, é preciso saber que as insatisfações e frustrações, mesmo não sendo percebidas, existem e estão atuando em ao menos duas frentes: uma reforçando a indiferença manifesta em seu comportamento e outra aumentando o vazio interno pela falta de reconhecimento dado a si mesmo, aumentando o distanciamento do querer viver.
Quantos os que dizem sobre o fato de viver: “tanto faz como tanto fez”! Tanto faz como tanto fez viver, como estão vivendo, não que não tenham dentro de si o desejo de outro tipo de vida, que consideram tão distante ou até mesmo impossível. “Tanto faz como tanto fez” é uma chave que permite ficar na mesma condição e não fazer nada para mudar. É preciso sim tomar decisões. Se me vejo indiferente a algo ou alguém, devo imediatamente me deslocar, buscando o que me interessa e não alimentando nos demais mágoas e ressentimentos que são geradas por essa indiferença.
Muitos se impõem ao abandono por não enxergarem saídas e novas possibilidades.
O depoimento de pessoas que assim viveram por longo tempo e depois conseguiram despertar, tomando atitudes que as levaram de volta ao que realmente lhe era importante dizem sobre o tempo que perderam, reconhecem agora terem sido presas por um “grande medo do desconhecido!”.
Uma cliente um dia me disse: “Paulo, já que a vida me traz dores e obstáculos, exigindo de mim esforços que não gostaria de fazer, vou fazê-los, mas na direção que quero e o que conseguir será lucro, enquanto da outra forma seriam apenas frustrações”.
Grande tomada de consciência. As pessoas deixam de lutar pelo que querem por achar difícil, sem ver o quanto é difícil viver sem o que querem! Pensem nisso.

Texto revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 17


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Paulo Salvio Antolini   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Almas Gêmeas clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa