auravide auravide

Meios Amores - Reconheça-os e pare de sofrer


Facebook   E-mail   Whatsapp

Eu não acredito que possamos ter muitos amores na vida. Eu acredito que o amor verdadeiro não dá espaço para outros amores.

Sim, somos motivados por paixonites, entusiasmo, ilusão, engano, obsessão, apego, atração sexual, interesse, fogo, desejo, arrebatamento, fascínio...
Mas isso são adjetivos inventados para dizermos que é amor.
Amor na minha concepção é algo muito diferente.
Temos relacionamentos cármicos que algum tempo depois transformam esses "amores" em disputa, raiva, dissimulação, interesse financeiro, ofensas, mágoa...
Amor de verdade te olha nos olhos e vemos um espírito que vem nos acompanhando há séculos. Você sente no estômago, na pele...
Pode até ser parecido com estes "amores" que terminam... com a diferença que estes perpetuam.
 
Vamos, então, chamar de "meios amores" o que muitos confundem com amor. Esse "negócio" que ocupa o centro da vida de muita gente e nos torna dependentes dessa química Muitas vezes o estágio inicial de plenitude é tão intenso e enebriante que passado os primeiros tempos, ainda tentamos preservar e perseguir aquela chama que deu origem ao primeiro impacto.
 
Mas o tempo passa... Mudamos e não mudamos juntos ou na mesma frequência e intensidade e, então, o ritmo do casal entra em descompasso.
Claro que esses "meios amores" não é mais o mesmo para ambos, mas enquanto um reconhece que chegaram ao último refrão, o outro ainda quer voltar à primeira estrofe.
Desafinamos! E se fácil é se iludir, uma outra história bem mais complicada é esquecer essa ilusão.
No entanto, quando acaba, pés no chão é o melhor caminho para desconstruir a idealização da relação.
 
Normalmente, um pouco antes do final propriamente dito, podemos passar por períodos rotineiros, enfadonhos, cansativos...
Amarre estes momentos "no abraço" e procure não lembrar da felicidade dos estágios iniciais. São estes momentos difíceis dos últimos tempos da relação que nos dão combustível para enfrentarmos e nos consolarmos com os términos.
Acompanhar a vida do outro por meio de amigos comuns ou redes sociais? Nem pensar... Só alimentam ainda mais a nossa baixa autoestima e nosso trauma.
Respeite o seu luto porque ele é necessário. Só lidamos com um problema quando aceitamos a realidade. Um dia melhor, outro pior, é assim mesmo.
 
Programe o tempo livre e preencha sua agenda com atividades e companhias interessantes e não fique naquela "lenga-lenga" da autopiedade chorando pelos cantos com peninha de si mesma. Não queira mais amores pequenos, amores metades... Não aceite mais meias palavras, pouca vontade e nenhum interesse...
Desprograme aquela fita que roda e roda em sua cabeça... Ah! era tão bom!!!
Bem, sabemos que sofrer é inevitável, mas prolongar o sofrimento é pouco inteligente e, afinal, somos ou não somos merecedores de amores inteiros?
Não há nada errado em viver paixão por paixão ou até sexo por sexo. Cada um sabe o que é melhor para si. Mas não prolongue o que veio com data de vencimento.
Não compensa!
 
Texto Revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 3


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Autor: Silvana Giudice   
Psicoterapeuta Reencarnacionista Numerologia Pessoal- Empresarial- Vocacional Terapia Floral Tarô Aconselhamento Endereço- Tatuapé- proxima Metrô Carrão telefone- (011) 3586-8885 e 98706-0806 Tatuapé-São Paulo mais informações- silvanagiudice@hotmail.com
E-mail: silvanagiudice@hotmail.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa