auravide auravide

O amor que eu mereço


Facebook   E-mail   Whatsapp

O amor que eu mereço é puro. Não o tipo de pureza boba, dos contos de fada. Mas daquele tipo que não liga para conveniências. Ele olha, às vezes de longe, cuidando de mim.
O amor que eu mereço não me faz nenhum mal. Sim, podemos discordar. Podemos nos desentender, mas não fico mal por uma coisa ruim que ele disse. Ele não me atinge simplesmente porque me conhece o suficiente e não quer me ver magoada.
O amor que eu mereço não joga. Pelo menos não mais depois de virar amor. Eu não sou um brinquedo, uma boneca e nem nada para se mostrar. Não é narcisista a esse ponto.
O amor que eu mereço me escuta. Assim, de verdade. Pode até ser que não se lembre do dia do meu aniversário de formatura ou, ops, do nosso aniversário de namoro. Mas quando eu preciso falar, ele ouve. Assim, sem julgamentos, só me deixa falar e falar até eu cansar, entender e dormir.

O amor que eu mereço me ajuda. Me ajuda a me entender melhor. Me ajuda a colocar prateleiras e abrir vidros de palmito e sempre, sempre vai entender mais de carros do que eu. O amor que eu mereço estará lá, se e quando eu precisar.
O amor que eu mereço não sente ciúmes porque não baseia nossa relação no ego. Nem no meu e nem no dele. Ele sabe que eu sou só dele. Sem posse, compartilhando. Não existem desconfianças, nem rancores e nem medo.

O amor que eu mereço é humano. É singelo, cheio de falhas. Eu vou perdoar todas, uma por uma. Vou pensar por que aquilo é importante para ele. O amor que eu mereço me dá boa noite, mas às vezes esquece. Às vezes, traz rosas ao invés de flores do campo. Às vezes não traz nada, mas me dá um beijo cuidadoso na testa ou um olhar.
O amor que eu mereço me reconhece. Eu sou alguém para ele. Ele pensa em mim, lembra de mim quando vê chocolates por aí ou um par de sapatos dourados que é a minha cara. Ele sabe quem eu sou porque tem a curiosidade de me estudar. Ele não se relaciona com um clichê, mas com uma mulher.

O amor que eu mereço me deseja. Ardentemente. Safadamente. Apaixonadamente. Vê em mim uma mulher que também o deseja e quer ser completa, inteira. Não julga minhas fantasias ou meus medos. Simplesmente ama cada pedaço de mim.
O amor que eu mereço é complexo e delicado. Sincero e honesto. Fala o que pensa, mas com jeito. Me dá bronca quando eu preciso, aponta as minhas inseguranças com muito carinho. Eu posso até ficar brava ou pensativa, mas ele fez para o meu bem.
O amor que eu mereço não é perfeito. Ele é único, exclusivo. Será só o meu amor perfeito. Encaixa-se em mim como uma luva, como dois corpos apaixonados. Assim é, assim está escrito, a perfeição que eu sei que eu mereço.

Pensando bem, o amor que eu mereço é o único tipo de amor que eu sei dar.



Texto revisado


Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 25


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: Andrea Pavlo   
Psicoterapeuta, taróloga e numeróloga, comecei minhas explorações sobre espiritualidade e autoconhecimento aos 11 anos. Estudei psicologia, publicidade, artes, coaching e várias outras áreas que passam pelo desenvolvimento humano, usando várias técnicas para ajudar as mulheres a se amarem e alcançarem uma vida de deusa.
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Almas Gêmeas clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa