Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

O QUE FAZER COM A DOR DE COTOVELO?

por Sandra Cecília F.de Oliveira
O QUE FAZER COM A DOR DE COTOVELO?

Publicado dia 9/4/2012 em Almas Gêmeas

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


"Epicondilite lateral é a causa mais comum de dor no cotovelo".

Essa doença, que se manifesta na protuberância externa do osso do cotovelo, ocorre, sobretudo em indivíduos de 35 a 55 anos. Os mais atingidos são os que fazem esforços repetitivos, como digitadores, jornalistas e escritores. A causa são os esforços intensos e repetidos nos músculos do antebraço, que acabam provocando uma degeneração. Dor na região é o primeiro sintoma. (Revista CARAS/17 de Out. de 2006 - EDIÇÃO 676)".

E quando a dor de cotovelo é a dor de amor? Quando o cotovelo dói é uma dor funda e, às vezes, intermitente. E é assim a dor de amor. Dói fundo, pulsante, sem alívio. Talvez por conta disso que a dor de amor é chamada de dor de cotovelo.

O que fazer com a “dor de cotovelo?” Fingir que nada está acontecendo é somatizar. A dor emocional migra para algum órgão do corpo ou mesmo causa uma doença, ou uma depressão.

Você deve mergulhar fundo em sua “dor de cotovelo!” Dissecá-la para se conhecer melhor e, também, mergulhar fundo no seu eu espiritual. Ele sabe as suas necessidades amorosas. Seu espírito sabe tudo o que você precisa para ser feliz no amor. E, se o “o cotovelo dói” é porque está indo contra a força do amor verdadeiro. O amor pode causar tristeza ou mesmo sofrimento, mas quando é correspondido essa força transporta barreiras e obstáculos. Talvez necessite passar por essa dor para reconhecer o amor verdadeiro.

Está vivendo um amor não correspondido? Dói fundo o ciúme, a raiva e o medo da perda. Mergulhe fundo nesse poço escuro. Fique à espreita como se fosse um mero espectador. Deixe um pouco de lado a emoção e a dor. Assim, entenderá o que está acontecendo com você. E poderá transformar esses sentimentos dolorosos num recomeço.

Se for um amor não correspondido, chore e lave de lágrimas o seu travesseiro, mas, se depende dele ou delaa parceria amorosa, é bom reagir logo. Chore, mas não o bastante para fazer uma depressão. Artistas se sentem inspirados quando estão sofrendo de dor de cotovelo; pelo menos estão dando um fim útil a uma dor sem remédio. A vida é curta, querido internauta! Lembre-se disso e conte no relógio a duração da sua dor de cotovelo. É curioso, mas sofrer por amor pode ser uma dor quase feliz. A sensação de vítima o exclui do processo doloroso de ser responsável pela sua vida afetiva. A maturidade psíquica nos faz mais fortes. Se você é o agente da sua felicidade, saberá medir a sua dor. E não mergulhará na dor da autopiedade.

Se o seu amor é correspondido pode haver salvação. Talvez seja orgulho ou ciúme. O melindre excessivo e tantas coisas bobas devastam o jardim do amor. Todo jardim tem ervas daninhas, mas elas podem ser destruídas e aí o amor se regenera. As flores brotam perfumosas e coloridas. O amor verdadeiro pode se regenerar se ambos se mobilizarem para isso! Em vez de curtir a dor de cotovelo, resolva o conflito! Em vez de reagir, aja! Procure o diálogo! Por vezes, é necessário o confronto mais apimentado. Mesmo assim, vale a pena! Se não houver acordo, pelo menos você tentou!

Poesias tristes, melodias sofridas, lágrimas e olhar perdido. É a mensagem do homem que sofre por amor! No entanto, pense em você! Pense que a vida é dinâmica e você pode mudar tudo se quiser! Se ele ou ela não quer seu amor é melhor contar no relógio a dor do cotovelo! Procure se mexer para se sentir melhor! Pode ser um passe, oração ou mesmo psicoterapia! Nada mais terapêutico do que a autoestima! Ela não evita o sofrimento, mas cura as feridas, porque você se ama! E, se você se ama, não vai viver chorando por quem não merece você! 

A dor de cotovelo vai passar! Essa é a promessa para seu futuro amoroso! O mundo está cheio de corações disponíveis prontos para amar! Enquanto seu príncipe ou princesa não chega faça o melhor pela sua vida!


O remédio para a dor de cotovelo é a esperança de uma vida nova e excitante! 

Ritual para ajudar a amenizar a dor de cotovelo:

acenda uma vela branca para Nossa Senhora da Guia e peça com fé que ela guie seus passos para o amor verdadeiro.

Pegue um copo com água e ore com fé para que a água seja magnetizada para amenizar a angústia e o sofrimento. 

Se você gosta de rituais com velas acenda uma vela para seu anjo guardião e peça ajuda! 

Se você não tem mais forças para trabalhar e o sofrimento não passa, procure ajuda terapêutica. Seja feliz!

Texto revisado

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo


Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 47

Sobre o Autor: Sandra Cecília F.de Oliveira   
Possui um grupo destinado ao consolo, mensagens psicografadas no Facebook: Psicografias on line. Páginas: RELAX MENTAL, DOCE MAGIA E SANDRA CECÍLIA.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Você tem realmente esse tal Livre Arbítrio?
artigo Contrato com a morte
artigo Estesia
artigo A mudança deve ser interna

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.





horoscopo


auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa