auravide auravide

Um caso de regressão e infertilidade II



Em muitos casos, a Regressão não traz informações tão romanceadas como muitas pessoas buscam e esperam encontrar. Muitas pessoas vêm à terapia tendo quase certeza de que em suas vidas passadas foram princesas, príncipes, reis ou rainhas, ou ainda, bruxas que foram perseguidas na Idade Média... Muitas vezes revivem momentos em que foram camponeses, pessoas simples sem muita projeção social.



A função da regressão é auxiliar um processo terapêutico pela investigação da causa de alguns conflitos interiores e inconscientes que trazemos para esta vida. Em alguns casos, a reelaboração já se dá pelo simples reconhecimento das causas, mas isso é somente paliativo e não duradouro pois estamos no nível do Ego, do consciente. No caso de Maria, a causa de sua infertilidade poderia ter sido diagnosticada na vida presente, por exemplo, pelo "sadismo" com que a menina Maria maltratava suas bonecas. Nessas brincadeiras, invariavelmente a menina se coloca no papel de mãe e consequentemente a boneca na condição de filha, portanto, o mal uso da boneca já poderia mostrar a sua tendência (de Maria) de maltratar sua filha e isso poderia estar bloqueando sua infertilidade. Isso porque estava claro que Maria trazia consigo a crença de que uma criança vir a este mundo não é uma coisa tão boa e sim angustiante, ruim, sofrida. Que os adultos fazem as crianças sofrerem... Porém, investigando mais a fundo pudemos constatar e confirmar a minha opinião de que o maltrato com as bonecas era somente um reflexo, um comportamento que mostrava um conflito interior em Maria, conflito que tinha sua origem mais anteriormente.



O conflito de Maria teve sua origem naquela vida passada, na vivência no orfanato. Ali teria sido gerado o medo, a insatisfação e a crença de que a vida não era boa para uma criança. Inconscientemente, Maria não engravidava para proteger a criança do sofrimento que ela teve e que acredita ser assim para todo mundo. Ela continuou o processo terapêutico e a partir daí, diminuiu seu sofrimento e ansiedade pela gravidez. Embutido nesta ânsia pela gravidez existiam outros sentimentos e conflitos encobertos por este comportamento e angústia de Maria.



Os casos de infertilidade são comuns e crescentes na atualidade e é fácil percebermos que entre as causas principais podem estar a vida sedentária, a má alimentação com muitos conservantes, a falta de qualidade de vida emocional. A simples falta de diálogo e troca afetiva com as pessoas com quem convivemos, dada a roda-viva de nossa vida cotidiana, gera stress e um incômodo inconsciente. Com certeza, mesmo em meio a estes fatores acima, sempre há entremeado um conflito interior, seja ele desta vida ou de vidas passadas, conflito este que pode ser uma causa ou um simples efeito. Isso pois trazemos em nossa memória espiritual: lembranças profundas de tudo o que nosso espírito viveu até hoje.



Maria conseguiu desviar a atenção para outras áreas de sua vida e mudar o foco da terapia para outros aspectos que precisava trabalhar como a ansiedade, insegurança e o apego. Hoje, 11 meses depois de ter chegado ao consultório recebo o seu telefonema me dando a notícia : Maria está grávida!



 
Roberto Gwydion é terapeuta e tarólogo tarologoweb


Texto revisado por Cris



Publicado dia 20/2/2007
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 7



foto-autor
Autor: Paulo Zonta   
Terapeuta e Coaching
E-mail: paulozontaescritor@gmail.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa