auravide auravide

Uma estrela chamada desejo


Facebook   E-mail   Whatsapp

"Os atuais são dias de libido desenfreada, de paixão avassaladora, de predominância dos desejos que desgovernam as mentes e atendem os sentimentos sob o comando do Eros. Não obstante, o amor está sendo convidado a substituir a ilusão que o sexo automatista produz, acalmando as ansiedades enquanto alça os seres humanos ao planalto das aspirações mais libertadoras". (Joanna de Angelis)

Há milênios, o homem experiencia um conflito interior que revela um paradoxo de sua própria existência, ou seja, apesar de morar num corpo físico, o homem é essencialmente espiritual e, por isto, está tão relacionado à dimensão dos espíritos quanto à realidade da matéria.
Ao longo do tempo, este paradoxo da condição humana tem gerado energias densas que estabelecem conflitos no seu íntimo, onde os significados do amor se perdem no labirinto do desconhecimento de si mesmo. Situação que exige amadurecimento emocional no sentido de encontrarmos um equilíbrio entre as inerentes necessidades de nossa natureza multidimensional.

Etimologicamente, a palavra "desejo" origina-se do latim de-sid-erio, significando estrela, como se vê na lingua zenda: relativo às estrelas, isto é, "seguir o desejo é seguir a estrela, estar orientado, saber para onde se vai, conhecer a direção". Mas na vida real, será que sabemos para onde estamos indo quando seguimos a estrela do desejo?
Sigmund Freud definiu as pulsões como uma energia que impele o indivíduo a buscar a sobrevivência e a satisfação de suas necessidades instintuais pela via da sexualidade. Carl Jung, por sua vez, expandiu o significado de sexualidade ao âmbito da transcendência, ou seja, a busca do self (si-mesmo), sem limitar a experiência vital às necessidades do ego.

Nesta direção, André Luis reflete o brilho da estrela do desejo, ao registrar através da psicografia de Divaldo Pereira Franco, uma esclarecedora mensagem: "Examinando como força atuante da vida, à face da criação incessante, o sexo, a rigor, palpitará em tudo, desde a comunhão dos princípios subatômicos à atração dos astros, porque, então, expressará força de amor, gerada pelo amor infinito do Criador".
Por outro lado, a estrela dos desejos mundanos, baseada em recentes estudos científicos, informa-nos sobre os benefícios do sexo em nossas vidas, tais como a perda de calorias numa relação sexual (cerca de 560 calorias), a cura de depressões leves (faz circular a endorfina pelo sistema sanguíneo), o alívio de tensões nervosas e melhora da saúde mental (liberação do excesso de adrenalina).

No entanto, na busca pelo equilíbrio da experiência existencial no contexto da vida (ego+self), um equívoco cometido pelo homem, é promover a apologia do desejo e do prazer através do consumismo e do sexo. Energia que desestabiliza e impede que o indivíduo visualize o intenso brilho da estrela-guia chamada desejo.
Semelhante equívoco é subestimar o desejo, o prazer e o sexo e superestimar os valores do espírito. Não esqueçamos que apesar de sermos seres essencialmente espirituais, nos encontramos numa vivência física, e estarmos aqui neste momento existencial tem um significado que deve, acima de tudo, ser considerado pela ótica da reencarnação.

Neste sentido, são muitos os casos de desequilíbrios fundamentados no desejo e no sexo, seja pela energia recalcada (não liberada) ou seja pelas práticas viciadas, geradas pelo mecanismo compulsivo do prazer como o sexo compulsivo e demais práticas transferenciais que reduzem o valor da sexualidade, limitando-a ao âmbito da experiência terrena associada à materialidade.
Portanto, o significado da palavra desejo, que nos reporta à sua etimologia, ou seja, estrela, pode servir como referência e, ao mesmo tempo, como aliada no sentido de cada vez mais visualizarmos a intensidade de seu brilho. Luz que poderá nos orientar nas turbulentas águas do desejo ao navegarmos no oceano chamado vida.
Vontade de seguir adiante neste oceano, desbravando-o e descobrindo o que estava encoberto pela névoa do comodismo e da alienação. E no final da viagem, encontrar o porto seguro de si mesmo, protegido pela luz do desejo realizado.

Texto revisado
Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 57


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Flávio Bastos   
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva (TRE), Psicoterapia Reencarnacionista e Terapia de Regressão, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose, e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Almas Gêmeas clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa