Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Lua Nova aos 05º de Peixes e Mercúrio Natal de Dane Rudhyar

por Sonia Beth

Publicado dia 23/2/2020 em Astrologia

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp



Em 23 de fevereiro de 2020, com a Lua Nova aos 05º de Peixes, mesmo grau do Mercúrio Natal de Dane Rudhyar , me proponho a comentar sobre a imagem simbolica deste grau, através de pequena biografia deste Homem Semente.

“Um bazar de Igreja “é a imagem simbólica para este grau, segundo Símbolos Sabeus. Benefício é a palavra-chave para este símbolo. Doação com alegria e animação é o tema central desta imagem.

É um símbolo que aborda a capacidade, habilidade ou necessidade humana de capitalizar benefícios. Solidariedade e humanitarismo através da rede social ou de amizade.

Dane Rudhyar,  escrevendo, compondo música, dançando, pintando, articulando conhecimentos, elabora a  Astrologia Humanista  cujo foco se  centra na pessoa, deixando para outros ramos da Astrologia a previsão do futuro e de eventos.

Mas quem foi Dane Rudhyar?

 Dane foi um artista, escritor,  astrólogo, nascido na França em  23 de Março de 1895 e falecido em 13 de setembro de 1985  com 90 anos, na California, Estados Unidos.

Foi chamado de Homem Moderno do Renascimento por sua capacidade de se expressar em vários  campos; música, pintura, poesia, filosofia e metafísica. Veja a lista de suas obras.

Iniciou-se na música aos 07 anos de idade, começando a compor para o piano em 1912.

Recebeu diploma de bacharel em filosofia pela Sorbonne aos dezesseis anos e neste período,  intuitivamente,  começa a entender  o tempo como cíclico, regendo todos os aspetos da vida, e a ver a civilização ocidental na  fase outonal de sua existência.

Estes são os dois pressupostos que norteiam a sua filosofia de vida nos próximos anos.

Vendo-se como homem semente, nasce, então, a vontade de deixar a Europa rumo aos Estados Unidos para semear novas perspectivas.

Em 1917, chega m New York, e em 1922 na California, relacionando-se com Teosofistas,  aprofunda seu conhecimento na  Teosofia ficando cada mais fascinado com constantes referências a ciclos.

Nesta mesma época começa a se interessar por Astrologia.

Em 1930,  Rudhyar conhece o filósofo, ocultista e astrólogo Marc Edmund Jones, através de sua esposa Malya.  Os cursos de MEJ  vieram ao encontro de  sua filosofia , uma vez que apresentavam a astrologia sob uma luz muito mais sólida e profundamente filosófica, mostrando a  Rudhyar quão amplo o escopo do pensamento astrológico poderia ser.

Além da Teosofia e da Astrologia, psicologia profunda de Carl Jung também atrai sua atenção, em 1932.

Todas essas influências começam a atuar na mente de Rudhyar que vê a possibilidade de elaborar uma síntese prática e conceitual sob o título de Astrologia Harmônica, na qual, através da Astrologia, demostraria de maneira concreta e eficaz o funcionamento de padrões cíclicos e holísticos da vida.  
The Astrology of Personality (1936) e New Mansions for New Men.(1938), foram seus primeiros livros sobre Astrologia. 

No livro Astrologia da Personalidade encontramos artigos astrológicos  publicados e amplificados, bem como  uma versão condensada dos Símbolos Sabeus, ou seja de um conjunto de 360 imagens simbólicas correspondentes a cada grau zodiacal, criado em 1920/5 por Marc Edmund Jones e pela clarividente Elsie Wheeler.

Em fevereiro de 1969, Rudhyar foi solicitado a iniciar o Comitê Internacional de Astrologia Humanística" com a finalidade de abordar a astrologia e usar mapas de nascimento de sob uma maneira diferente da variedade de previsão do futuro.

 Na astrologia humanista, Rudhyar mostra  que existem pelo menos duas abordagens básicas para a astrologia: "orientada a eventos" e "centrada na pessoa",  compiladas no livro Astrologia Tradicional e Astrologia  Humanista  (Person centered astrology) em 1972.

Em 1973, Rudhyar publica  uma de suas obras astrológicas mais significativas e importantes, Uma Mandala Astrológica - O Ciclo de Transformação e Suas 360 Fases Simbólicas , na qual reformula e discute os símbolos sabíamos psiquicamente produzidos em 1925 por Marc Jones e Elsie Wheeler.

Devido à sua enorme produção de artigos e livros sobre astrologia, Rudhyar torna-se naturalmente conhecido por muitas pessoas como "astrólogo"; mas ele afirma que "sempre viu na astrologia principalmente uma ferramenta, uma técnica para o desenvolvimento de um tipo" generalista "e humanista de entendimento e sabedoria, e a aplicação prática diária de uma compreensão holística e objetiva dos próprios fundamentos de toda a existência. " Um de seus projetos iniciais e não realizados tinha o lema: Solidariedade, Serviço, Síntese , caráter essencial da vida e obra de Rudhyar.

Você pode acompanhar a biografia completa em kaldhea.com

Que nós consigamos neste mês lunar de Peixes, capitalizar benefícios, solidariedade e humanitarismo como fez Dane Rudhyar através da escrita.

Até a próxima

Astrologa Sonia Beth

São Paulo, 23 de fevereiro de 2020.  

Texto Revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2

Sobre o Autor: Sonia Beth   
Astrologia, especificamente Cabalística e Símbolos Sabeus. Minha missão: auxiliar na compreensão do presente momento astrológico para tomadas de decisões. Informações: (11) 983327724 WhatsApp
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Cuide da sua energia
artigo O Invisível, visível, 2
artigo Quando as Estrelas Descem Para Dançar no Coração do Homem
artigo O poder do desinteresse

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.








horoscopo



auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa