auravide auravide

Lua Nova de Peixes e entrada no Novo Ano Astrológico



Neste décimo sétimo dia de março, se consolidou a Lua Nova de Peixes. As Luminares em trino a Júpiter retrógrado poente e quadrando Marte nos últimos momentos de Sagitário. Embora haja maior predominância dos elementos terra e água, há que considerar a tônica entre os cardinais de fogo e terra que marcam esta lunação: Mercúrio e Vênus conjuntos e Urano em Áries versus o ingresso da exaltação de Marte em Capricórnio dia 18 de março, onde já se aterram Saturno e Plutão.

Dos planetas, somente Júpiter está retrógrado no momento, desde dia 9 passado, aprofundando sua ênfase, deixando claras as questões difíceis que devem ser superadas em primeiro lugar, para que se possam iniciar novos movimentos e expansões diante do novo ano astrológico que se inicia na sequência dia 20 de março. Não adianta forçar o motor acelerando demais (Áries), se seguimos com excesso de bagagens (Júpiter), estaremos cada vez mais afundando (Escorpião) as rodas na terra (Capricórnio).

O eixo nodal em Aquário/ Leão, decrescendo do zênite, novamente evidencia a importância dos movimentos coletivos despertados no último eclipse, bem como, especialmente nesta lunação de Peixes, a tendência de que o eu individual se perca na coletividade. A força realizadora estará na afirmação individual do eu a partir de suas origens Nodo Norte Leão. Somente através do fortalecimento das raízes (Câncer - casa 4) é que será possível realizar algo real neste mês lunar. E com Peixes especialmente nas raízes da alma. Assim, será necessário primeiro resolver as coisas “em casa”, ou, no interior (Peixes), para encontrar o impulso correto (cardinal) que nos levará adiante. Sem o correto alinhamento interior - exterior, ou, o eu - nós, tudo o que for feito neste período poderá estar fora do senso de realidade. Aquele que se voltar para a originalidade (Leão) antes de mergulhar (Peixes) no compartilhamento (Aquário), poderá realizar algo importante neste ciclo, uma vez que a lunação em Peixes é a mais fecunda e inspiradora das lunações.

Na lua nova de Peixes ocorre um aumento do fluxo das aberturas pulsantes do inconsciente coletivo para o consciente individual. É nesta fonte que bebem os visionários do mundo, sejam artistas, médiuns ou místicos, pesquisadores, escritores, poetas ou músicos. Os buscadores passivos ativos do “eureca!”. É como se as maiores ideias das grandes descobertas da humanidade estivessem flutuando soltas fora do espaço tempo, apenas aguardando um canal que as receba, e, então, surge um “maluco”, ou, um visionário, que “pesca“, seja em um sonho ou em um breve cochilo, que gera uma inspiração e consequente descoberta, canalizando algo grandioso para o mundo. “A imaginação é mais importante que o conhecimento. O conhecimento é limitado enquanto a imaginação abraça o mundo inteiro, estimulando o progresso e dando origem à evolução”, assim disse o pisciano Albert Einstein. Assim, se tiver um grande problema para resolver, faça o que for possível no momento e depois vá meditar, literalmente.

Utilizar processos criativos para superar as questões do momento e alcançar objetivos concretos será a solução para equilibrar a tônica desta lunação de água mutável entre cardinais de terra e fogo. A questão de atender as necessidades humanas, do que se busca através do sentir, estará submetida às questões ou atributos materiais. Será unindo ações (Marte exaltando-se), Mercúrio e Vênus em Áries, que se concretizarão realizações importantes na realidade - Capricórnio. E, Peixes evoluído, se levado em conta à alma humana, de que as necessidades e sofrimentos do mundo são maiores do que as vontades e desejos individuais, muitas ações positivas em prol do bem do coletivo poderão ser realizadas. Mas, Peixes involuído, se pesarem demais as visões fantasiosas unilaterais, assim como algumas religiões intolerantes pregam, o sacrifício dos inocentes se manterá presente, justificado pelos insanos “assim dizem as escrituras”. Lembremos que, exatamente neste momento, há muito sofrimento sendo gerado no planeta em atentados, guerras e “lobos solitários sanguinários” em função de credos dogmáticos sociais e religião, justificativas típicas, ou das vítimas do mundo, ou de Deus, e dos que não separam ilusão de realidade. Acredita-se que um credo ou dor é maior do que outros, em revolta, outros devem ser sacrificados também, e por aí enveredam extremistas, religiosos radicais, pregadores ortodoxos, e também atiradores e os terroristas, estes últimos acreditando que ganharão o céu em suas empreitadas sanguinárias. Mistura de sofrimento, sacrifício, ilusão, religião... Infelizmente, desde o ingresso de Netuno em Peixes, em seu lado sombrio, evidencia-se claramente o acirramento do impulso religioso crítico destrutivo, ao mesmo tempo em que o maior foco da desorganização social que gera insegurança se dá através do consumo e do tráfico de drogas (Peixes escapista). Resquícios do fim da era de Peixes e do início da de Aquário, que mistura em no mesmo tempo mundo as barbáries da idade média, em paralelo com o fortalecimento cada vez maior da fraternidade aquariana, onde as tribos se encontram, ou conectam formando uma “aldeia global” alicerçada pela com tecnologia de ponta. Peixes aprofunda mais ainda a tendência em perder-se demais nos outros, ou em função do eu para o outro, em não questionar valores, crenças e conceitos arraigados que mantém o mundo. Nesta fase será importante que cada pessoa consciente exerça uma ação questionadora diante do que gera o sofrimento na sociedade, e de que forma alimenta ou sana esse sofrimento. Libertar-se do medo e perguntar: por que pensamos, falamos ou fazemos isso, se isso gera sofrimento? E se tiver outras formas que não levem ao sofrimento, por que não realizá-las? Pode ser pouco, mas planta uma semente de reflexão, que é a base da espiritualidade verdadeira que pode levar a evolução.

A luz da lunação de Peixes também traz um momento importante de maior busca pela espiritualidade e pelo autoconhecimento. As pessoas podem sentir que necessitam de uma pausa, ou de uma contemplação isenta do mundo, e naturalmente se voltarão mais para dentro de si mesmas a fim de encontrar soluções para seus problemas de vida. E buscar respostas para suas dúvidas, e que fazer diante do impulso que o Sol em Áries trará no novo ano astrológico. Se algo não vai bem em minha vida, o que posso mudar em mim mesmo para que as coisas fluam melhor? Esse é o princípio do eixo Peixes – Virgem: analisar (Virgem) o mundo interno (Peixes) para reorganizar minha vida (Virgem). Buscar dentro de mim mesmo (Peixes) as respostas do que devo fazer no meu dia a dia (Virgem) a fim de realizar minhas metas (Capricórnio). A única ressalva é que, com muito cardinal, especialmente com Vênus e Mercúrio em Áries, e contando com o ingresso de Marte em Capricórnio, regente do Ingresso do Sol em Áries, as ações devem ser realizadas com cautela, a fim de que não sejam por demais impetuosas e agressivas. Caso contrário, pode ocorrer o excesso competitivo onde todos querem conquistar e realizar a todo custo e de qualquer jeito, não interessa quem for afetado. O problema é que apenas exercer o ímpeto competitivo não será sustentável, e, novamente, Júpiter em Escorpião, regente de Peixes, que permanecerá durante quase todo o ano 2018 em fixo de água, sinaliza que somente os que souberem partilhar de forma estável, levando em conta o que deve ser melhorado e não ignorando, alcançarão suas metas e terão expansão de uma forma positiva e sustentável a médio prazo.

A Lua nova em Peixes, em sua mais elevada manifestação, traz uma importante abertura espiritual, ancorando uma fase para a cura interior a partir do reconhecimento da humanidade, da alegria e prazer, dor e sofrimento de cada ser humano. A água que acalenta a constelação de Peixes, onde um dos peixes está mergulhado e o outro está no ar, é fornecida pelo cântaro do homem evoluído da constelação de Aquário. Representando o verdadeiro ato superior de doar generosamente ao próximo daquilo que temos em abundância. De Aquário todo o processo de dar é de forma clara e inteligente, já que o ser humano superior que despeja a água de seu cântaro nunca a toca. Diferentemente de Peixes, onde o peixe de abaixo, da parte da constelação, está mergulhado na água e o outro peixe está no ar, representando que é a partir da humanidade que está em nós que podemos realmente compreender o sentimento do outro. Aquário é o compartilhamento e a miscigenação de diferentes para gerar um próximo, mas Peixes é a fusão total com o mundo do próximo, suas expectativas e alegrias, dores e tristezas. E então, a partir desta perspectiva, toda a atitude é mais real, pois está sobre o crivo do sentimento puro, ou a alma além da mente, que é a água de Peixes.

No negativo podem se manifestar ocorrências que refletem as expectativas ilusórias do eu, especialmente em relacionamentos mais sociais, e de certa forma ligados a questões materiais, de bens e dinheiro (terra cardial) dada a influência do eclipse anterior em Aquário, e o momento de concretização que se dará na próxima lua cheia que será em Libra no final deste mês. Sendo importante estar alerta e ter os pés (Peixes) bem firmes no chão (Capricórnio) ao desenvolver projetos pessoais importantes junto a outros. Cuidado ao entrar excessivamente nas questões idealistas de outros, por mais altruísta que possa parecer, talvez seja apenas mais uma grande ilusão, ocorrendo desarmonias com consequentes sacrifícios pessoais da parte quem se deixar levar pelas crenças cegas do outro.

Peixes é o último signo, e representa o fim das coisas, seja de ações, movimentos, projetos, ideias, relacionamentos etc. sendo, portanto, esta lunação, um importante período de finalizações. Se puder finalizar o que não está indo bem, aproveite o momento, pois se os assuntos pendentes não forem devidamente finalizados, se manterão como um incômodo na sequência do próximo ano novo astrológico. É como deixar na mesa de trabalho todos os papéis do trabalho anterior, atrapalham, tiram espaço e tomam sua atenção, assim, limpe a mesa de trabalho de sua vida, seja de forma literal ou metaforicamente. As melhores inspirações são frutos do desprendimento, ao recolher-se e voltar-se ao mundo interior. É um momento para colher inspiração a fim de direcionar o espírito diante da entrada do Sol em Áries, no novo ano astrológico.

Por ser naturalmente uma abertura a novos ideais movidos diante dos que sentem e sofrem, uma vez que o anseio individual está conectado com os sentimentos de toda a humanidade, talvez o desafio seja sermos realistas e racionais, antes de agir. Pois as coisas podem ser vistas por um ângulo ilusório, ou a visão pode ser excessivamente tingida pelas emoções e expectativas do observador. Esta Lua nova em Peixes tende a trazer um momento de intensificação do mundo interior moldado em expectativas que talvez estejam longe demais da realidade. Espaço de oportunidade aberto tanto a visionários inspirados como para simples charlatões.

Na carta do Lunação, novamente o nodo sul em Aquário influencia poderosamente o zênite, as mentes estão fundidas, há que haver um esforço voluntário a fim de buscar a auto afirmação do eu individual. Sendo necessário confiar em sua força interior, mesmo que o “mundo dos outros” ou a sociedade, exerça pressão contrária, os que forem confiantes e persistentes - fogo fixo ou Leão - serão reconhecidos e, talvez, idolatrados como reis e rainhas, e então a mesa vira novamente. Isto já vem ocorrendo faz algum tempo neste ciclo do eixo nodal em fixo de ar e fogo, de Leão Aquário, basta ler os jornais de destaque na mídia pelo mundo e lá estão eles o tempo todo...

O segundo regente de Peixes, Netuno, irmão de Júpiter na mitologia grega, representa que a expansão das visões individuais pode ser grande o suficiente para abarcar e moldar um mundo. Saturno, senhor da matéria, foi destronado por Zeus ou Júpiter, e Netuno recebeu o reino dos mares e oceanos. Sendo Netuno o regulador do processo da saída da alma do corpo, quando esta mergulha, entra ou percebe outro mundo. Sendo o regente maior da sensitividade, da entrega do eu a um fluxo maior, como na dança e na música, no teatro, dos filmes e sonhos, da mediunidade, das ilusões, do pensamento abstrato e da espiritualidade. Netuno é a noção de que somos parte de um oceano maior, que viemos dessa mesma origem primordial, que estamos temporariamente separados, como gotas de chuva, mas que tornaremos a nos unir no final, assim como todos os rios que recebem a chuva desaguam no mar. Assim, Netuno em sua elevada superior, também representa a compaixão verdadeira, o amor incondicional, ou o sentimento de fusão com o todo e com tudo o que nos cerca, a sensação de fazer parte integrante do universo.

Então Peixes, mutável de água, representa a dissolução final, o último signo zodiacal, onde ocorre o final de tudo, a etapa final que encerra um ciclo de tudo. Por isso, esta lunação de Peixes é um momento propício para iniciar a ação de finalizar algo que está impedindo o fluxo natural do progresso em qualquer área da vida. Mergulhar em Peixes é adormecer profundamente, sedando temporariamente as dores que sentimos, resolvendo-nos com o inconsciente, a fim de despertar descansado e renovado, com novas forças para recomeçar, entrando no cardinal de fogo Áries. Peixes são os passos que damos para trás, para tomar distância e ganhar velocidade, para poder saltar mais longe, e o ímpeto de saltar para superar é a entrada em Áries.

A Lua nova de Peixes traz a realidade de que somente quando sofremos é que podemos nos aprofundar e perceber a noção real da dor do outro. Então, despertando para a realidade de que o sofrimento é universal, que todos os seres “sencientes” compartilham das mesmas dores e alegrias, despertamos para a realidade inegável de que somos todos essencialmente iguais em nível da alma, de que não há separação. Podemos despertar compaixão verdadeira pelos outros seres, que é a percepção de Netuno, a oitava superior de Vênus.  Neste nível a dor do mundo é muito maior do que as necessidades pessoais individuais, e percebemos que alguns pequenos sacrifícios pessoais são muito justos. Nesta fase de Lua Nova em Peixes será importante abrir os olhos para a realidade em que estamos inseridos, e separar o que é realmente necessário do que é apenas desejo fantasioso. Sendo uma fase onde ocorrerão aberturas de conexão com a dor dos demais, havendo um reconhecimento maior de eventos dolorosos, trágicos e tristes da sociedade em geral, de forma que se as pessoas tendem a se mobilizar para apoiar ao próximo de alguma forma. Inclusive tendendo a exageros e confusões, já que há uma super identificação com os dramas e tragédias alheias em geral; como buscar fora um referencial do que se sente interiormente, a fim de aliviar a dor que antes não era expressa, e, esse processo, de certa forma, pode ser viciante.

Influenciada pela entrada do Sol em Áries no novo ano astrológico, esta lua nova de Peixes também traz questões de relacionamentos, exacerbando sentimentos e ilusões em relação aos demais. Os mais sensíveis (geralmente com muita água em seus natalícios), a fim de chamar a atenção e abrir espaço na rotina (Virgem) para poder se expressar, podem entrar em competições do tipo “minha dor é maior que a sua...”, ou da famosa “você não me entende...”, nestes casos a solução é simplesmente ouvir, sem sugerir soluções, como a terra que absorve a água depois da chuvarada. Uma vez que o elemento Yin (água-terra), passivo, está predominando nesta lunação, os ímpetos de fogo tendem a não ser bem recebidos, e nas questões de relacionamentos em geral o reconhecimento e a simples aceitação do mundo interior do outro será curativo, sendo desnecessárias críticas ou bons conselhos (para isso melhor aguardar a maturidade do Sol em Áries que se dará no próximo ciclo, e Mercúrio a partir de sua união a Vênus ficará retrógrado dia 23...).

Dando continuidade a esta Lua nova de água mutável, teremos a Lua Crescente no dia 24 próximo em água cardinal - Câncer, assentando estas tendências, para, posteriormente, na Lua Cheia do dia 31 março em ar cardinal - Libra, ocorrer a plenitude ou manifestação do impulso iniciado neste momento, seja de eventos, ações ou consequências, ou simplesmente, respostas do universo. O início da fase final desta lunação será a minguante, dia 8 de abril, em fogo mutável, Sagitário, até iniciar o novo ciclo.

Com base nesta lunação, recordo-me de alguns visionários importantes na nossa história que descrevem muito claramente a atual tônica pisciana das expansões inspiradas que podem mover ações importantes no mundo. Nascidos sobre Sol em Peixes e com o eixo nodal em Aquário Leão: Albert Einstein, Edgar Gayce e Yuri Gagarin, e um deles Sol em Peixes com forte qualidade cardinal de uma lua nova em Áries, Steve Jobs.

Ninguém mais indicado para expandir os conceitos do universo do que Albert Einstein, pisciano com forte predominância cardeal em seu natalício, e com o eixo nodal em Leão/Aquário, mudou e expandiu incrivelmente a visão da humanidade sobre a realidade do universo. Edgar Cayce, um dos maiores médiuns clarividentes da história com o eixo nodal Leão/Aquário, que entre outras previsões, previu o início da I e II guerras mundiais, a grande depressão econômica, a queda do comunismo na Rússia e a ascensão da China a potência mundial. Yuri Gagarin, pisciano com eixo nodal em Leão/Aquário, Saturno conjunto nodo norte Aquário, foi o primeiro homem no espaço, nascido em uma fazenda coletiva, quando jovem Gagarin se interessava pelos planetas no universo e sonhava em realizar uma “turnê no espaço”; quando se tornou astronauta, e, logo após realizar o primeiro voo tripulado a entrar em órbita, Gagarin observou o planeta e disse: “a terra é azul, como é maravilhosa, ela é incrível!”. E, finalmente, Steve Jobs, pisciano nascido em uma lua nova de Áries, com predominância cardeal em seu natalício, que abriu os conceitos de tecnologia no mundo moderno, e com suas ideias inspiradoras impactou definitivamente o mundo da informática através dos computadores pessoais - PCs e Tablets, e também dos filmes de animação e de música digital.

Artigo da Lua Nova disponibilizado para a CNA Astrologia do Brasil, leia mais em: link

Agradeço a Leo Lemos pelo convite e colaboração com o material desta série de artigos e aos coordenadores da CNA do Brasil pela oportunidade e o espaço para divulgar estes escritos. Desde sempre peço sinceras escusas, tanto por qualquer agressão a nossa língua, quanto a possíveis equívocos nos dados astrológicos. Os dados de nascimento para observação das cartas natais de Einstein, Cayce, Gagarin e Jobs foram extraídos do Astro-Databank
 

Publicado dia 20/3/2018
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstar Avaliação: 3 | Votos: 238



foto-autor
Autor: Fabrizio Ranzolin   
Fabrizio Ranzolin é astrólogo, escritor e professor em cursos holísticos alternativos. Membro CNA Astrologia do Brasil. Ativista ambiental na preservação da natureza.
E-mail: fabrizioranzolin@yahoo.com.br | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa