auravide auravide

Mudança nos ventos, ocultação e retrógrado de Marte no mês da primavera


Facebook   E-mail   Whatsapp

Setembro traz importantes mudanças nos ventos de 2020
Observando o brilho vermelho de Marte a estibordo, analisando as cartas celestes iluminadas pela luz baça desta lua cheia de Peixes, que clareia o convés pela neblina invadindo a nau, rascunho desalinho intrincado na mesa da cabina de popa.
Agora neste mês, desde chamado sete, ansioso pelo morno da estação das flores, ventos poderosos prometem mudar de direção junto com a chegada da primavera. Especialmente aqui, abaixo da linha do equador, inflando as velas que restaram inteiras nesta nau, que tenta sobreviver aos vagalhões desde a tempestade de março.
A partir do encontro (conjunção) dos “4 titãs” em março, Marte exaltado ativando Júpiter em queda, Plutão e Saturno domiciliado, começou a desdobrar-se a atual onda de manifestação de realidade, que mudou a dinâmica deste espaço tempo (para alguns “colapso de onda”). Abrindo novas possibilidades, oportunidade na forma de pausa, para perceber o que não está bem, para encontrar novos rumos, mais verdadeiros, positivos e menos destrutivos do futuro.
Nesta etapa do caminho, na quadratura de Marte (forte domiciliado áries desde fim de junho), reforça neste mês o desafio da quadratura a Saturno, que ficará intenso nos próximos 3 meses.
O que ocorrer agora, tanto o bom como ruim, será apenas a bussola do destino se ajustando novamente. Abra os olhos, encontre e siga sua direção. Qual direção? A que faz sua consciência ficar leve e clara, seu corpo se soltar e seu coração vibrar acima e apesar de tudo. Assim como o alívio que vem depois da exaustão, quando abrimos mão entregamos ao ser superior, infinitamente mais forte que nós. É sair da estrada de sombras, e seguir esse caminho simples, direto e poderoso, de ficar e viver com sua alma minuto a minuto, toque que a vida te mostrou no isolamento, na incerteza e no caos.
A lua segue cheia, quando, dia 5 setembro, passa na frente de Marte, ocorrendo um alinhamento: Terra, Lua e Marte. A ocultação de Marte será visualizável no Brasil, neste dia olhe para a lua, e próximo a ela poderá ver Marte, uma estrela de brilho vermelho elétrico. Após as 23h até por volta das 1h40min da manhã do dia 6, a Lua irá ocultar Marte ocorrendo a conjunção alinhamento em Áries. Cuidado por esses dias, evite impulsividades, respire 4 vezes e pense 10, antes de ser precipitado.
Em 9 Setembro Marte começa a realizar a saga a que foi destinado em 2020: inicia sua fase retrógrada em 28 graus de Áries, reforçando seu brilho rojo chocante no firmamento. Quadrando Pluto, Saturn e Jupiter em Capricórnio, para resgatar o grau de 24 agosto passado (há conexão de eventos nestas datas). Marte fica retrógrado até 13 novembro no grau 15 deste velho astrolábio enferrujado de maresia.
Confira a área da vida do signo de Áries em seu mapa, entre grau 15 e 28, grandes questões podem surgir.
No meio do caminho negro entre as estrelas, em 12 de setembro, Júpiter muda seu passo, já progressivo dia 13, seguirá desde o grau 17 Capricórnio, onde esteve em fevereiro (há conexão nestas datas). Júpiter agora seguirá cada vez mais veloz, correndo direto para o futuro, até parar somente em Peixes no ano que vem. Finalmente a luz no horizonte do professor caído. Mas esse fica para outro dia de lua com mais tinta na pena..
Dia 22 de setembro o Sol em Libra, às 10h41min, abre a estação da primavera, recepcionado por Mercúrio, pelo menos teremos a expectativa da dádiva perfumada das flores de Vênus. Essa primavera realmente trará novos ventos, serão bons para os viajantes que seguirem seu propósito testado desde março. Para os que simplesmente querem seguir com a mesma vida, cuidado com miragens do mar nas calmarias, fata morgan, ilusões que afundam embarcações de arrogantes cheios de suas certezas.
Finalizando o mês romano sete, o mais impactante no limite da visão do firmamento, Saturno muda para progressivo dia 29 de setembro, no grau 25 do cardeal de terra, como estava em fevereiro (há conexão entre os eventos das datas). Senhor do tempo finalmente começa sem parada a seguir na direção do seu domicilio de ar, Aquário em dezembro, a expectativa pelo senso de humanidade é sede e fome. Mas para a doce humanidade, no dom da palavra, ainda faltam muitas águas, perdas e tempos, quando o sono é profundo demais, precisamos que alguém já desperto nos sacuda com força pelos ombros.
Desafio será entrar em estado de paz com a tempestade, deixá-la seguir seu curso, para não enganar-se quando a calmaria voltar, para os que sentem ainda há muita dor para sanar. Perdoar tudo para compreender tudo, como dizia Buda. É manter a confiança na sequência do movimento do tecido da rede de realidade que se molda no espaço tempo, e cintila da cor da fé mais preciosa que seu coração puder sentir. E, assim, do tom mais belo que seu coração puder vibrar, será o seu mundo, esteja onde estiver.
A partir de agora se inicia o grande desafio que irá definir os rumos da nova jornada. Exatamente quando parece que a tempestade começa a passar é que se inicia a etapa mais importante do caminho: se voltarmos para trás, para o que já foi, não teremos aprendido nada. Os buscadores que não aprendem a serem sábios na adversidade, não conseguem chegar até o fim do caminho. Só o barqueiro que já adernou em todos os rochedos destas águas e sobreviveu, possui a certeza da rota mais segura.
É no limite da vida, no meio do temporal, no centro do medo, quando soltamos tudo o que não importa, é que percebemos o que é mais sagrado. Nesse espaço encontre seu propósito, aceite seu destino, entregue-se e siga o fio invisível que sustenta e une tudo o que poderosamente lhe faz sentido. Um universo de amor se abre com um pequeno vestígio de carinho, valor que nunca irá se perder, a sensação de ver o claro sorriso de quem amamos; o abraço precioso que pausa a saudade quando voltamos para casa, no momento sem fim de fixar olhos nos olhos de quem nos ama, e que reza por nós em segredo nas noites mais frias quando estamos longe.
Quem cuidou de quem está morrendo, sabe da dor insana e do alívio que é a chegada da morte. Especialmente, sabe que a morte traz a maior lição de todas, arranca do seu peito o que deve ir embora e joga na sua cara o que é realmente importante. Os passos de quem vai são como estrelas, imprimem luz de existência, sabemos que seguem e estão lá, mas nesta dimensão limitada podemos apenas vislumbrar seu doce brilho e chorar. Abrace, cuide e proteja o que é importante enquanto ainda pode..
Então, o que mudou em sua vida desde março? Quando puder vai voltar ao velho mundo e seguir na direção que afoga o significado de sua existência? Livre arbítrio..
A lição da tempestade é mostrar o seu verdadeiro propósito, sua missão nesta jornada, o que completa sua alma em constante plenitude em sua vida, independentemente de qualquer outra coisa fora de você mesmo.
Bons ventos...
imagem do mapa celeste no instagram fabrizioranzolin

Texto Revisado


Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 22


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: Fabrizio Ranzolin   
Fabrizio Ranzolin é astrólogo, escritor e professor em cursos holísticos alternativos. Membro CNA Astrologia do Brasil. Ativista ambiental na preservação da natureza.
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Astrologia clicando aqui.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa