auravide auravide

A autoestima como propulsora das realizações



Pensar, falar, agir, acreditar, tudo que movemos ao nosso redor ou internamente cria um padrão, uma intensidade, uma força e uma energia. As palavras ditas, os sentimentos e os pensamentos criados durante um dia, são sempre geradores de algum tipo de energia, sintonizando o indivíduo a vários tipos de vibrações energéticas, inevitavelmente a todo instante.

E por isso é possível tentar explicar uma oração ou uma prece, ou seja, uma conexão do pensamento humano com a sua própria consciência espiritual, fazendo referências a seres de luz, a Deus, a ensinamentos puros, entre outros. Essa conexão faz com que a pessoa receba uma energia na freqüência à qual ela está sintonizada, de boa qualidade ou positiva.

Na maior parte do tempo, nossa mente está conectada a algum pensamento ou estímulo que pode ser interno ou externo, positivo ou negativo. Quando se conecta com algo negativo são gerados estímulos ou reações igualmente negativas o que faz com que a pessoa atraia sensações em função de seus pensamentos, por isso aquela frase que diz “você é o que você pensa” é fundamentada na mais pura realidade.

Nossos pensamentos negativos e antagonistas são os maiores parasitas energéticos que podem existir; consomem a energia pessoal e de terceiros e ainda tornam a pessoa pessimista, o que a caracteriza uma péssima companhia para qualquer um.

Uma constatação deve ser comentada: os maiores obsessores de todos são os nossos próprios pensamentos mesquinhos e pessimistas, pois consomem e aniquilam qualquer criação positiva que possa existir em nossas consciências. Destroem e anulam qualquer otimismo interior que o ser humano possa ter e, pior ainda, contaminam de forma nociva tudo o que está ao redor: ambientes, pessoas, objetos, plantas, animais etc..

Pensar e agir de forma negativa é abrir uma porta de acesso ao nível mais impuro de um ser humano, onde residem os piores sentimentos: o “Eu Sombrio” que cada um de nós tem, a morada da polaridade negativa, geradora de tudo o que não é bom.

Porém essa lei funciona para as duas polaridades, a positiva e a negativa, o que torna possível beneficiar-se disso em prol de uma vida melhor através de atitudes muito simples. A autoestima é um exemplo disso. Muito se fala em autoestima e, na maioria das vezes, a referência está limitada à aparência física de um ser humano, ou seja, à satisfação que uma pessoa tem com a sua própria aparência física.

Vive-se em uma época em que as cirurgias plásticas são realizadas para fins estéticos em números que batem recordes a cada ano, mostrando fortes indícios que a busca por autoestima está sendo realizada enfatizando o corpo físico como causa principal, ou seja, olhando a causa externa da baixa autoestima. A busca pelo conhecimento interior está lenta, morosa, a essência de cada ser está adormecida. Se não acessamos essa essência, também não podemos conhecer a origem dos nossos pensamentos e sentimentos, normalmente onde também residem as causas de sentimentos como a baixa autoestima.

A busca por auto-estima não começa com ações mirabolantes e complexas, mas em pequenas atitudes durante o dia, na vigília dos pensamentos, evitando cultivar raiva, diminuindo reclamações, trocando as palavras negativas por positivas, rezando, etc.

Se o que nós pensamos condensa-se em nosso mundo de emoções e sentimentos, a partir do instante em que se pensa coisas boas recebe-se ondas de energia positiva como conseqüência e isso vai abastecendo aos poucos o campo energético; já simples atitudes positivas vão desencadeando outras e outras também positivas, podendo em pouco tempo transformar para muito melhor a vida de uma pessoa.

Quando a auto-estima de uma pessoa está elevada, seus pensamentos estão sintonizados em níveis de energia superiores, de altíssima freqüência, capazes de transformar qualquer sonho em realidade. Acreditar em si próprio, ter autoconfiança, coragem de enfrentar situações, é algo que nasce em pequenos atos e vai ganhando força, potência à medida que se pratica mais e mais, a cada dia, a cada instante.

A auto-estima floresce também quando contemplamos a beleza que está presente nas coisas mais simples da vida, como as plantas, a natureza, o sol, a chuva, o vento, etc. Admirar a presença divina existente nas coisas boas da vida, mesmo sendo elas tão simples e óbvias, traz um sentimento de unidade com o todo que é fundamental para que a pessoa possa se fundir à sua própria essência e à sua luz interior.

A prática de orações, mantras, meditações, afirmações positivas, programa a nossa mente para armazenar energia positiva e desprogramar o negativo. O ser humano tem o poder de se autoprogramar para suas realizações; só temos o Livre-Arbítrio de fazer isso para o positivo ou para o negativo. A qualidade dessa “semente” é uma escolha individual, pois o que virá a germinar será a conseqüência do que foi plantado, inevitavelmente.

Uma dica: você conhece a Técnica do Papel Dobrado? Assista ao vídeo onde eu explico esta técnica: Clique Aqui

Texto Revisado
Publicado dia 29/11/2007
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 59



foto-autor
Autor: Bruno J. Gimenes   
Professor e palestrante, ministra cursos e palestras pelo Brasil.
E-mail: bruno@luzdaserra.com.br | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa