auravide auravide

A rejeição que vem do berço


Facebook   E-mail   Whatsapp

A rejeição que vem do berço causa um impacto profundo na vida de quem passou por este tipo de situação.

Esta rejeição muitas vezes vem antes mesmo do nascimento, quando a mulher descobre uma gravidez indesejada.

Levando em consideração que a imensa maioria das gestações ocorre de forma não planejada, nota-se o reflexo desta questão em nossa própria sociedade hoje em dia.

Basta abrir os olhos e ver o quanto a opinião externa exerce grande influência na vida do outro, muitas vezes impedindo a pessoa, na realização de seus próprios sonhos, pois em seu íntimo nutre um medo primordial de ser rejeitada e não aceita. Em outras palavras ela tem medo de se expor.

Os prejuízos emocionais e financeiros são infindáveis, pois a pessoa não tem noção do impacto desta rejeição primordial.

Além da mãe, o pai também pode não ter desejado, naquele momento, ser pai.

Atualmente existem experimentos sobre o DNA, dentro da física quântica, que prova o que vou relatar abaixo.

O DNA possui todas as informações genéticas dos pais, além disso, traz também a frequência de ambos.

E o que isto tem a ver com este artigo?

Absolutamente tudo, pois no DNA, além da genética, tem a informação do meio (epigenética). Em outras palavras o que eles emanaram no momento da concepção e, principalmente depois que descobriram a gestação, foi transmitido para a criança. E neste caso ela registrou de forma inconsciente esta rejeição.

Isto gerou uma marca profunda e, consequentemente, o complexo de rejeição (psicologia profunda).

Se esta pessoa não for até a causa e elaborar isto, ela sofrerá bastante pela rejeição, registrada em seu inconsciente pessoal. Nós chamamos isto redução e inativação da potência do complexo.

O complexo da rejeição instalado dentro da psique humana, causa desconforto nas relações afetivas, no ambiente de trabalho, na relação da pessoa, com o próprio corpo e dentre outros inúmeros efeitos nocivos.

Ela invariavelmente se sentirá rejeitada.

Em muitos casos, por não ter consciência desta questão dentro dela, é provável que atribua isto à sensação de inadequação.

Terá dificuldade com questões de pertencimento, pois dentro dela existe a ferida da rejeição em estado “dormente”.

Não fará algo para chamar a atenção (medo da exposição), pois dentro dela a dor da rejeição pulsa. Mesmo tendo sonhos, não conseguirá ter força o suficiente para ultrapassar a autossabotagem que é grande.

Infelizmente, em alguns casos se tornará marionete nas mãos alheias, justamente por ter dificuldade de se posicionar e dizer não.

Em outros casos, pode se tornar extremamente agressiva, pois está ferida e antes que alguém a machuque, ela literalmente agride verbalmente, ou até mesmo fisicamente.

Independentemente da reação da pessoa, que pode ser de passividade ou de agressividade, o fato é que ela está profundamente ferida. Ou seja, está protegendo sua própria dor, mesmo inconsciente disto.

O prudente neste tipo de caso seria buscar ajuda, para identificar o machucado, limpar e elaborar. Caso ela queira ter qualidade de vida, leveza, flexibilidade e alegria.

Muitas vezes, o que ela mais quer é ser amada e querida, mas como forma de defesa, ou fica submissa, ou agressiva.

A situação fica totalmente em desequilíbrio.

Vou utilizar uma frase popular, é provável que você já tenha ouvido.

“Ela é uma pessoa oito, ou oitenta”.

No caso deste artigo seria submissão ou agressividade.

Note que nem uma das duas opções são saudáveis, pois trata-se de uma patologia emocional.

Com a tratativa correta, a pessoa conseguirá trafegar na linha do meio, ou seja, em equilíbrio e com a sua cura emocional.

Trabalho com estas questões há anos e vejo diariamente a dor da pessoa que possui o complexo da rejeição ativado. Na sessão ela expõe a situação, muitas choram, outras se revoltam. No entanto, após a tratativa, conseguem olhar para os pais com gratidão e respeito, sem a dor primordial da rejeição. Pois no fundo o que toda criança deseja ardentemente é ser amada e querida pelos pais. Quando isto não acontece, um grande vazio fica no lugar.

Muitas vezes, a pessoa tenta preencher este vazio comprando compulsivamente, comendo ou qualquer outra coisa. Afinal, todo excesso esconde uma falta.

A boa notícia é que é possível resolver esta questão, caso contrário, grande parte da população estaria condenada a ter uma vida sem sabor. Ou seja, sobrevivendo ao invés de viver.

Vou deixar abaixo 3 possíveis caminhos para você, caso queira trabalhar na solução desta situação tão dolorosa, com a minha ajuda.

Gravei uma meditação no meu canal do YouTube de Limpeza e Centramento. Sempre passo esta meditação, pois ela vai favorecer o equilíbrio e a serenidade interna, para acessar CLIQUE AQUI aproveite e se inscreva vou adorar te ver por lá também.

Como citei acima, trabalho com estas questões faz bastante tempo e atendendo a pedidos de minhas clientes e alunas, fiz uma Jornada de 40 dias, com 40 exercícios terapêuticos, com começo, meio e fim, para elas praticarem. Que tem o tripé da identificação, limpeza e reconstrução emocional interna.

Uma jornada para reconstrução de novo caminho neuronal, que se chama O Desafio de se amar. Caso queira adquirir CLIQUE AQUI

Agora se você sente que precisa de um acompanhamento terapêutico, pode verificar a possibilidade de agendar uma sessão de terapia comigo, se este for o seu caso CLIQUE AQUI

Grande abraço.

Instagram CLIQUE AQUI


Adriana Mantana
Texto Revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 45


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: Adriana Mantana   
Bióloga, Terapeuta Integral, Consteladora, Renascedora, Terapeuta ThetaHealer®, Terapeuta de Barras de AccessT, Floral de Bach, Radiestesista, Operadora de Mesa Quântica Radiônica, Cromoterapia, PNL, Mestre em Reiki Usui, Hooponopono, Cristaloterapeuta, Giver Deeksha, Terapeuta de Integração Quântica do Ser® e Ativista Quântica. CRTH 4103
E-mail: adrianagcl@gmail.com | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoajuda clicando aqui.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa