auravide auravide

Criando coragem para ser diferente


Facebook   E-mail   Whatsapp

Nessa época de festas de fim de ano, parece que encontramos situações ainda mais estressantes do que o normal. Tudo aponta para um único tema e nos causa uma opressão que talvez não devesse existir, mas mesmo assim a sentimos. Em tempos de opções individuais e eleições massivas, ativa-se internamente uma série de mecanismos que nos levam a avaliar, comparar, a nos pressionarmos para chegarmos a uma decisão clara, a discutirmos defendendo posições, expressões de intolerância e tudo isso, no fundo, acontece pelo medo de errarmos.
De fato, desenvolvemos formas automáticas que nos levam a repetir, uma e outra vez, o mesmo resultado. Não nos animamos a apertar o botão "atualizar" ou "renovar" das nossas informações, para explorar, com uma nova opção consciente, o momento presente, livre do medo de repetirmos o passado ou de errarmos, medo de que algo pior nos aconteça. Assim, somos incapazes de receber aquilo que realmente é. Mas podemos criar coragem para sermos diferentes e mudarmos em qualquer momento e, assim, fluirmos com a evolução.
Isto não implica o que escolher, mas sim sentir como estamos fazendo essa escolha. Nossa capacidade de escolher coisas MACRO está relacionada ao modo como fazemos com as pequenas coisas quotidianas.

Quantas vezes na semana –ou no dia, ou no mês– você planeja encarar seu dia de uma forma nova, efetuar mudanças ou tentar coisas novas, como por exemplo: subir as escadas em vez de esperar o elevador, ou usar a bicicleta no lugar do carro e poder passar pelo parque que tanto gosta, ou escutar a colega ou o chefe com uma atitude sorridente ao invés de ficar preso no ressentimento do passado... Por que não levar flores para a esposa, ou namorada, no lugar daquele relacionamento chato?

Estamos sempre querendo mudanças, mais entusiasmo, renovar as coisas, mas muitas vezes somos passivos e esperamos que o exterior faça tudo por nós, que o outro as invente, que algum novo site na internet nos leve a um novo caminho. As verdadeiras mudanças vêm de dentro, você nunca vai conseguir resultados esperando que venham de fora. Desse jeito só voltará para o mesmo ponto. A sua atitude, nesse caso, é como o meio de transporte no qual você sobe e ele o leva ao destino, mas sempre pelo mesmo caminho.

A vida se trata de variedade, de cores, de sabores, aromas, estímulos, interações, milhares de presentes que podemos receber. Mas o que acontece aqui? Coisas novas requerem coragem, incentivo, confiança. Mas confiar no quê? Em você mesmo! Confie que tudo o que você decide vai levá-lo para aquela experiência justa e necessária, e se não gostar dessa viagem ou experiência, não será um fracasso, mas sim uma prova de aprendizagem, e você pode alterar o caminho e não ir mais por ali.

Às vezes, a gente gosta de uma parte das coisas e não das outras partes; às vezes, a rejeição é interna, porque nos sentimos densos ou impotentes. Então: o que eu posso mudar para resolver isso? Lembre-se que nada na vida é um desperdício de tempo, senão uma maturidade adquirida, uma responsabilidade assumida.

Na verdade, não importa a sua situação, onde você mora, o que você tem ou não tem, se você não se propuser a mudar e crescer, aprender a fluir em todos os momentos que a vida lhe traz. A vida não pode ser controlada; então, só resta crescer, expandir nossa consciência, aprender a amar incondicionalmente e melhorar a nossa qualidade de vida interna e externa. Assim, a vida torna-se uma descoberta, uma aventura de viver, surpreendendo-nos e estando presente em todos os momentos.

Não é sobre o que escolher, mas ver em que situação está escolhendo: fazer tudo com estresse, tensão e ressentimento – pois você foi traído no passado – sem acreditar em nada; ou, ao contrário, fazer as coisas procurando uma mudança, melhorando, com mais oportunidades, apreciando no lugar de criticar, usando valores novos. Pare e veja a escolha, ao invés de estar estressado revivendo velhos momentos cheios de ressentimentos, escolha aquilo que serve para construir novos caminhos para sua experiência. O que estou tentando dizer aqui é que a vida é um acontecimento atrás do outro, e a coisa mais importante não é aquilo que você escolhe fazer, mas o que está sendo na ação. E isso vale para todo mundo, em cada momento.

E essa coisa nova, mais real e indestrutível, que você está criando nesse processo de transformação pessoal é o amor, e é a sua verdadeira natureza. Lembre-se sempre que diante do exterior, podemos escolher. A escolha é simples: o medo ou o amor? Em nossa experiência humana importa somente aquilo que estamos sendo em cada momento, e aí você poderá vivenciar o poder de ser criador.

Até a próxima semana!

*Tire umas férias do ser, participe com Isha dos retiros especiais de uma semana no Centro Internacional para a Paz no Uruguai clicando aqui

Texto revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Isha Judd   
Isha é mestra espiritual reconhecida internacionalmente como embaixadora da paz. Criou um Sistema para a expansão da consciência que permite a auto-cura do corpo, da mente e das emoções. Site oficial www.ishajudd.com
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoajuda clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa