Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Cure a sua relação afetiva

por Adriana Mantana

Publicado dia 17/3/2020 em Autoajuda

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Seu relacionamento afetivo para você é fonte de prazer ou de dor atualmente? Você se sente leve, feliz, expansiva e consegue ser você mesma na relação? Faz as coisas que gosta de fazer mesmo estando com alguém? Ou perdeu a identidade e não sabe mais quem é? Tem medo de ser abandonada ou traída?

Meu nome é Adriana Mantana e neste texto vou apresentar 3 pistas para você ter mais leveza em seu relacionamento, mesmo que ele atualmente a sufoque e você tenha mais motivos para chorar do que sorrir. Está disposta? Então, vem comigo, fique até o final, vai valer a pena. Espero que ao final do texto você consiga perceber algo diferente e que de alguma forma eu possa ter contribuído com você em novas reflexões e insights.
A relação afetiva é de longe a área que gera o maior crescimento para o ser humano, pois nela existe a possibilidade diária que é se observar através do outro. E quando falo observar me refiro exatamente àqueles pontos em que colocamos para o inconsciente porque a dor é muito grande, fruto de algum tipo de trauma do passado (por exemplo).
 
Sabe aquela ferida que você escondeu até mesmo de você? Pois é exatamente a ferida que será cutucada pelo seu parceiro. No seu passado, depois da situação desconfortável que você passou, você disse: “Vou seguir a minha vida e não vou olhar para isto, o tempo vai curar, vida que segue”.
Daí eu lhe falo que infelizmente não é isto o que acontece. Imagine que você teve uma relação um pouco traumática assim que começou a ter interesse em se relacionar. Pode ter sido algo forte, ou talvez não. O fato foi que para você, naquela idade, aquilo que aconteceu foi algo que lhe machucou muito, no seu desejo de se livrar da dor, o que o seu Ego e mecanismo de defesa fizeram? “Jogaram” no fundo (subconsciente) do seu ser, toda dor e caos, você chorou um pouco, ficou triste, com raiva, revoltada e talvez tenha até negado a sua dor. Esta situação durou um pouco e “logo” você estava melhor e desejando recomeçar tudo outra vez.

Entrou outra pessoa em sua vida e outra situação desconfortável aconteceu.
Bom e aí, Adriana, onde você quer chegar com tudo isto?
Acredito que me entendeu, a bola de neve que há dentro de você “às escuras” borbulhando aí dentro. Então, certo dia você conheceu o seu atual parceiro, que está com ele até hoje, inclusive.
 
O que desejo lhe mostrar agora é o seguinte, se você está na relação e ele tem o dom de lhe ferir (entenda que me refiro aqui a uma relação normal, não estou falando de relações abusivas), cutuca a ferida que pode ser, por exemplo, medo de ser abandonada, rejeitada, traída e ignorada. Isto vai lhe irritar e magoar, porque isto mexe com aquilo que você guardou a sete chaves no escuro do inconsciente.
 
Portanto, quando ele vem e fala algo que mexe profundamente com o seu ser, você pode ficar de frente para a sua dor do passado, e isto é um convite para você ver, limpar e transformar tudo aquilo que está guardado no inconsciente e trazer para a luz. A boa notícia é que quando você consegue fazer este movimento, a sua relação atual ganha mais leveza e alegria, porque não tem o peso do seu passado afetivo em cima dela.
 
Quantas vezes você brigou/gritou e depois que ficou mais calma no seu canto, se questionou porque ficou tão nervosa e irritada daquele jeito. Quando isto acontecer novamente, sugiro fortemente que vá para um lugar, acalme-se (respire) e trate você como você trataria alguém que você ama muito que entrou em uma briga. Provavelmente, você tiraria a pessoa da zona do confronto, levaria um copo de água para ela ou não, e diria para ela se acalmar.
 
Faça isto com você, para se acalmar. Depois que estiver mais calma pegue um papel e uma caneta e anote o que gerou tamanho desconforto em você. Em um momento oportuno, relaxe e veja se você não está repetindo o mesmo padrão de sempre.
 
Vou lhe dar três pistas no formato de perguntas para iniciar a sua limpeza:
 
1. O que mais te irrita no seu parceiro?
 
2. O que mais te magoa?
 
3. O que mais te decepciona?
 
Responda estas três perguntas (pode ser mentalmente) e depois, caso sinta o chamado, ouça esta meditação. Acredito que vai te ajudar, para acessar CLIQUE AQUI aproveite e se inscreva no canal será um prazer muito grande te ver por lá.
 
Agora se ainda assim deseja fazer parte de algo para ir à causa, eu gravei 8 vídeo-aulas pensando em minhas clientes e alunas. São 8 passos que vão desde identificar os bloqueios até a sua liberdade. Este curso funciona para limpar, enfrentar e transmutar o seu passado afetivo, bem como contribui para a sua relação atual. Nele, existe uma área de membros, que poderá escrever e falar diretamente comigo, para acessar o link CLIQUE AQUI
 
No entanto, se você já tentou de tudo e está frustrada, com raiva e magoada demais para fazer isto tudo sozinha, pode verificar a possibilidade de agendar uma sessão de terapia comigo, basta acessar AQUI
 
Seja o que for escolher, cuide-se com amor!
 
Grande abraço.
 
Adriana Mantana
 
Texto Revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 32

Sobre o Autor: Adriana Mantana   
Bióloga, Terapeuta Integral, Consteladora, Renascedora, Terapeuta ThetaHealer®, Terapeuta de Barras de Access™, Floral de Bach, Radiestesista, Operadora de Mesa Quântica Radiônica, Cromoterapia, PNL, Mestre em Reiki Usui, Hooponopono, Cristaloterapeuta, Giver Deeksha, Terapeuta de Integração Quântica do Ser® e Ativista Quântica. CRTH 4103
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Cuide da sua energia
artigo O Invisível, visível, 2
artigo Quando as Estrelas Descem Para Dançar no Coração do Homem
artigo O poder do desinteresse

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.








horoscopo



auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa