Menu

Despedida de uma amiga querida

Atualizado dia 6/19/2024 11:49:13 PM em Autoajuda
por Andrea Pavlo


Facebook   E-mail   Whatsapp

A paz invadiu o meu coração...

Amo essa música. E ia colocar para a minha amiga Marilu, quando fiz uma pequena homenagem a ela nos meus Stories, depois da sua precoce morte. Uma doença que leva pessoas queridas, você sabe qual é.
Eu nunca tinha perdido uma amiga. E o engraçado é que eu não convivia com ela há anos. Quando nos conhecemos há 24 anos, sentadas na antessala de um treinamento que iria mudar a minha vida, não sabia que duraria tanto. Ela entrou como um furacão, o furacão Marilu. Foi amiga, cliente, divulgava o meu trabalho e me admirava muito. Eu também a admirava mas, infelizmente, não sei se ela sabia disso.
Ela era forte, dentes e músculos, peitos e lábios. Uma mulher negra, bela, mãe, administradora. Um mulher cheia de um fogo de vida e de sorrisos intermináveis.
Estou aqui, escrevendo, e ouço a voz dela. Como uma voz forte e muito característica que nunca vai parar de ecoar no Universo. Foi em paz, como ela merecia. Dizem que os bons merecem uma morte calma e sem dor. Foi o caso dela.
Duas filhas muito bem criadas. O discurso das duas, de 11 e 17 anos, mostrou o bom trabalho que essa mãe fez. Não teve drama, não teve gritos desesperados, não tinha ninguém que não estivesse ali pensando "ela aprontou essa com a gente". Era a cara dela, uma menina de 50 anos muito bem vividos.
As homenagens, todos vestindo amarelo (a cor predileta dela - e eu pensando "você foi morrer no outono, não tenho nada amarelo de frio"). As fotos dos bons momentos com a família, as filhas, o trabalho. E um ensaio tão lindo dela vestindo roupas africanas, honrando lindamente sua ancestralidade.
Que bênção foi ter te conhecido querida amiga. Que privilégio ler o seu tarot, dar uns conselhos, ser tão íntima. Que merecimento o meu, eu acredito. Vou seguir a vida como ela queria: em paz. A paz que invadiu o meu coração quando, na cerimônia de cremação, o caixão cheio de flores e lip tint (a filha dela que colocou lá) subiu, ao invés de descer. Mostrando o lindo lugar para onde você foi há 7 dias.
E agora o céu em festa para te receber. Vou, com eu estava dizendo, ser feliz. Me inspirar na sua coragem e na sua força. E caso eu não tenha deixado claro: te amo e te admiro profundamente. Vamos nos encontrar um dia e estaremos juntas para uma taça de vinho.

Marilu Santana nasceu em 16 de agosto de 1971 e partiu dia 02 de junho de 2024


P.S. Na pequena homenagem nos Stories acabei escolhendo "Se eu quiser falar com Deus" do Gil, e foi das músicas que tocou no funeral. As outras duas foram sambas para uma rainha
Texto Revisado

 

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 44


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: Andrea Pavlo   
Psicoterapeuta, taróloga e numeróloga, comecei minhas explorações sobre espiritualidade e autoconhecimento aos 11 anos. Estudei psicologia, publicidade, artes, coaching e várias outras áreas que passam pelo desenvolvimento humano, usando várias técnicas para ajudar as mulheres a se amarem e alcançarem uma vida de deusa.
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoajuda clicando aqui.
Deixe seus comentários:



Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


Siga-nos:
                 




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 


Siga-nos:
                 


© Copyright 2000-2024 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa