auravide auravide

Não sofra e faça a mudança acontecer



Durante meu trabalho terapêutico que realizo com Biomagnetismo, Programação Bioenergética e Florais desta semana surgiram muitas emoções, sensações e memórias de ódio, revolta, agressividade ao outro e até mesmo relato de paciente ventilando a possibilidade de suicídio, ainda que sabedor de que esta não seria a solução de seus conflitos internos. Obviamente, esta seria a pior das soluções, haja vista que somos uma alma cósmica, eterna e este corpo que nos reveste nada mais é que uma capa de proteção que nos possibilita viver nesta dimensão por longos anos.


Acredite, apesar de todos os desafios, vale muito a pena viver e agradecer a Deus por cada milagre da vida. Não só a Ele, mas aos cuidadores, pela permissão para chegarmos a este mundo, por termos sido nutridos, por termos sido acalentados durante nossos choros de medo, dor e carência afetiva, por terem nos levado à escola e por terem participado de momentos tão especiais. Tudo e todos merecem e precisam de nosso agradecimento para restabelecer a frequência de um campo vibracional, tornando-o mais forte, atrativo, saudável e curador.

O que fizemos com o que nos deram ou com o que não nos deram? Muitos acabam por repetir os mesmos padrões de comportamento daqueles com quem nos magoamos, e, saiba, tudo isso pode ser interrompido, a partir do momento que tomamos consciência do que está ocorrendo e, então, poderemos alterar este circuito, injetando sentimentos de amor, compaixão e perdão por cada memória de dor e mágoa registrada em nosso subconsciente. Esta mudança será libertadora e interromperá projeções nos relacionamentos de nossos descendentes.

Todos erram e, eu disse, todos erram. Não podemos passar a vida inteira buscando culpados pelo nosso sofrimento e deixar passar um tempo que pode ser produtivo e fazer a diferença acontecer. Apesar dos pesares, você pode se acertar.

Grandes milagres acontecem quando agradecemos abertamente aos nossos antecedentes e os perdoamos e pedimos perdão. Ainda que não mais estejam aqui conosco, podemos perdoá-los e pedir perdão pelas falhas cometidas. As nossas células ouvem e sentem o pedido que chega carregado do mais profundo amor e desejo de acertar e curar. Faz parte do processo evolutivo não somente experenciar momentos de alegria e bem-estar, mas também as dores e os dissabores. E o que podemos fazer com tudo isso é o que nos tornará mais fortes e aptos para alcançar a sintonia que ajuda a restabelecer a calma necessária para reagir através dos sentimentos do amor, da compaixão e do perdão. Isso não é balela. Isso não é esotérico. É ciência. É quântica.

O famoso e tão querido poeta Mário Quintana concluiu, durante a sua trajetória nesta vida, que o sofrimento emocional era um grande indicador de que ele estava indo contra a sua Verdade. Ele precisava fazer alguma coisa e não ficar sofrendo por toda uma existência. Foi quando ele decidiu amar-se de verdade. Quando ele decidiu respeitar-se mais, como ser divino e belo que é. Quando ele desistiu de querer ter razão de todas as coisas.
A partir dessa transformação, desse querer, ele, e nós todos poderemos fazer isso, conseguiu mudar sua frequência energética e as coisas boas começaram a acontecer, os nós energéticos foram sendo desatados e ele pôde, verdadeiramente, entrar em contato com a sua essência.

Então, a partir daí, quero que você se ajuste, faça as mudanças necessárias que irão lhe fazer bem consigo mesmo. Entre em processo meditativo e peça a Deus e ao Universo que você agora tem consciência de que está aqui para serviço, de que está aqui para compartilhar o amor, o cuidado consigo e com aquele outro que pode, precisa e quer receber o amor em sua mais pura essência.
E finalizo com uma reflexão muito bonita e pertinente para este momento transformador do nosso também querido Papa Francisco:

"Durante a nossa vida, causamos transtornos na vida de muitas pessoas porque somos imperfeitos. Nas esquinas da vida, pronunciamos palavras inadequadas, falamos sem necessidade, incomodamos. Nas relações mais próximas, agredimos, sem intenção ou intencionalmente, mas agredimos. Não respeitamos o tempo do outro, a história do outro. Parece que o mundo gira em torno dos nossos desejos e o outro é apenas um detalhe. E, assim, vamos causando transtornos. Esses tantos transtornos mostram que não estamos prontos, mas em construção. Tijolo a tijolo, o templo da nossa história vai ganhando forma. O outro também está em construção e também causa transtornos.
E, às vezes, um tijolo cai e nos machuca. Outras vezes, é a cal ou o cimento que suja nosso rosto. E quando não é um, é outro. E o tempo todo nós temos que nos limpar e cuidar das feridas, assim como os outros que convivem conosco também têm de fazer. Os erros dos outros, os meus erros. Os meus erros, os erros dos outros.

Esta é uma conclusão essencial: TODAS AS PESSOAS ERRAM. A partir dessa conclusão, chegamos a uma necessidade humana e cristã: o perdão.

PERDOAR é cuidar das feridas e sujeiras. É compreender que os transtornos são muitas vezes involuntários. Que os erros dos outros são semelhantes aos meus erros e que, como caminhantes de uma jornada, é preciso olhar adiante. Se nos preocupamos com o que passou, com a poeira e com o tijolo caído, o horizonte deixará de ser contemplado. E será um desperdício. O convite que faço é que você experimente a beleza do perdão. É um banho na alma! Deixa leve!

- Se eu errei, se eu o magoei, se eu o julguei mal, desculpe-me por todos esses transtornos. Estou em construção".


Se você está passando por um processo difícil, experenciando emoções negativas e destrutivas que corroem o seu coração e sentindo dores fortíssimas na alma, mister se faz que busque a quietude, que entre em um processo meditativo e acesse sua sabedoria interna e, então, poderá encontrar melhores possibilidades para a resolução de conflitos internos. Se puder, busque por uma ajuda terapêutica para acompanhamento e auxílio para o reequilíbrio energético, emocional e espiritual.

Desejo a você um lindo dia. Siga caminhando e alcançará passos mais confiantes, criativos e transformadores.

Um grande beijo.


Elza Lopes

Texto Revisado

Publicado dia 20/6/2018
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 46



foto-autor
Autor: Elza Lopes   
Biomagnetismo. Programação Bioenergética. Terapia Floral. Ionic Detox. Cone Hindu. Massagem quântica para a terceira idade
E-mail: ecoelopes@gmail.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa