auravide auravide

O poder destruidor da carência


Facebook   E-mail   Whatsapp

Para fins didáticos, a carência gera uma sensação de privação ou falta de algo. Sua raiz central pode estar na infância.

Uma pessoa carente sente como se algo estivesse faltando o tempo todo, por estar fragmentada interiormente, ela se apega a terceiros com extrema facilidade. Consequentemente sofre muito por isto.
Ela sente uma falta de completude.
O que de ser forma é verdade.

É provável que tenha algum tipo de trauma ou bloqueio em sua vida não resolvido. Pode não ter se sentido amada o suficiente na infância pelos pais, e por conta disto, um tumor emocional foi gerado e fica latejando constantemente.

Exatamente por ter esta sequela emocional, acaba se envolvendo em relações complexas, abusivas e tortuosas, o que faz agravar ainda mais a sua dor, aumentando a sensação de falta e inadequação.

Caminha junto com a rejeição, e mesmo não tendo sido (de fato) rejeitada, a carência, cria uma ilusão nociva na mente da pessoa, fazendo-a se sentir rejeitada. Gerando assim o medo da rejeição.

A carência tem o poder destruidor pois ela literalmente causa uma cegueira emocional na pessoa que é acometida por ela.

Faz a pessoa cometer atos que normalmente não cometeria.

Uma pessoa pode ser bem resolvida no ambiente de trabalho, no entanto, ser extremamente carente em sua vida afetiva e pessoal, por exemplo.

Pode aceitar receber o mínimo necessário (migalhas) em um relacionamento, pois nutre um medo extremo de ser abandonada e rejeitada.

Sente insegurança, ciúmes e ansiedade quando o “objeto” amado, não está ao seu lado, ou quando ele se ausenta por algum tempo. Quer saber onde a pessoa estava e com quem estava o tempo todo.

A carência pode destruir a vida dela, pois se a carência não for tratada, pode consumir toda a energia da pessoa e a faz perder tudo, trabalho, família, dinheiro e até mesmo a própria saúde.

Trata-se de algo sério e nocivo, pois tem a capacidade de minar a pessoa de dentro para fora.

É como se fosse uma erva daninha de um jardim, que se não for arrancada, pode destruir todas as outras plantas, através do sufocamento.

Na psique humana, a carência é uma erva daninha que precisa ser eliminada, para que a qualidade de vida possa existir no dia a dia.

Uma pessoa carente pode se tornar paranoica e isto pode acabar se tornando algo ainda bem pior.

Infelizmente, não existe um atalho para isto, realmente é preciso identificar a origem da carência para tratar o problema na causa.

A carência precisa ser extirpada, para não matar a alegria de viver, o equilíbrio e o bem-estar de quem a porta.

Tentar “controlar” a carência, tendo o “objeto” amado por perto, além de não resolver, desgasta a relação e piora o quadro da pessoa que é acometida por ela.

Por que o outro tem a sua própria vida, e não pode ficar 24 horas por dia ao lado da pessoa que está carente.

Consequentemente, assim que ele se ausenta, a pessoa que tem a carência aciona o gatilho emocional da insegurança, ansiedade e medo. E todo o processo se reinicia, gerando muita dor, angústia e sofrimento.

Portanto, não adianta beber água salobra e pensar que isto matará a sede. A verdade é que isto não mata a sede, mas, sim, a pessoa que morre desidratada.

Em suma, é preciso ir até a causa, como citei acima, se a pessoa realmente quer se ver livre do efeito destruidor da carência.

Atendo várias mulheres em meu consultório há muito tempo com este tipo de questão. Seja no meu consultório físico, ou de forma online.

E todas tiveram uma ótima evolução, com alguns caminhos, que vou te passar logo abaixo, caso queira o meu acompanhamento direto, para tratar esta questão interna.

Mas antes de citar os caminhos, gostaria de te presentear com a meditação que eu fiz no meu canal, para acalmar a mente e o coração, esta meditação te beneficiará em vários níveis, caso queira ouvir CLIQUE AQUI aproveite e se inscreva no canal, vou adorar te ver por lá também.

Notei nos atendimentos em consultório, que minhas clientes e alunas, que sofriam com a carência, padeciam pela falta de amor-próprio. Pensando nisto e atendendo aos pedidos delas, eu gravei 40 vídeos curtos com exercícios terapêuticos, voltados para a desconstrução e reconstrução do autoamor e autoestima.

Pois uma pessoa carente é extremamente autopunitiva, em outras palavras não se ama e muitas vezes tem baixa autoestima.
Com estes exercícios, elas conseguiram ter mais leveza com o seu processo interno.
Reduziram a carência e adquiriam mais qualidade de vida.

Além dos vídeos, existem as lições, para esclarecer o método utilizado.

Atuo há mais de 10 anos com a mente e emoção humana, portanto, todos os exercícios são validados. Caso queira adquirir O desafio de se amar, com o acesso vitalício CLIQUE AQUI

Agora se a sua situação é mais agravante e necessita de uma proximidade maior, pode agendar uma sessão de terapia comigo, se escolher dar este passo CLIQUE AQUI

Cuide-se com amor!

Grande abraço.

Instagram CLIQUE AQUI

Adriana Mantana
 
Texto Revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstar Avaliação: 2 | Votos: 231


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: Adriana Mantana   
Bióloga, Terapeuta Junguiana, Consteladora, Renascedora, Terapeuta de Integração Quântica do Ser®, Terapeuta ThetaHealer®, Terapeuta de Barras de AccessT, Floral de Bach, Radiestesista, Operadora de Mesa Quântica Radiônica, Cromoterapia, PNL, Mestre em Reiki Usui, Cristaloterapeuta, Giver Deeksha, Ativista Quântica. CRTH - 4103
E-mail: adrianagcl@gmail.com | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoajuda clicando aqui.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa