auravide auravide

Os malefícios causados por um relacionamento mal resolvido


Facebook   E-mail   Whatsapp

Os malefícios causados por um relacionamento mal resolvido podem variar muito, de um problema emocional até dívidas homéricas por conta de uma relação afetiva desestruturada. O passado mal resolvido, também pode pesar muito para as relações atuais e até mesmo as futuras.
A área afetiva é um lugar de muito aprendizado.

Normalmente quando se está ao lado de alguém, existe uma grande vulnerabilidade. Isto quer dizer que tudo aquilo que dormita escondido no inconsciente pode emergir, por este contato tão próximo. Em outras palavras, quando se vive uma relação, principalmente as mais duradouras a tendência e se mostrar, como se é verdadeiramente. As máscaras e as personas não se sustentam muito tempo.

Se uma relação é longa, ou curta, o fato é que se aprende muito quando estamos ao lado de alguém.

Costumo dizer para minhas alunas e clientes que uma relação afetiva gera muita consciência e, se houver um aproveitamento intencional de todos os momentos desconfortáveis, o crescimento emocional, mental e espiritual será notório.

Afinal o outro mexerá com aquelas feridas mais ocultas.

Imagine uma pessoa que não se sentiu querida quando era uma criança, que não teve atenção e nem se sentiu amada pelos pais. Quando cresce, tem um relacionamento com um parceiro, que não se importa e que é indiferente, frio e distante. Ela sentirá profundamente esta dor, mas note que não se trata desta relação atual, mais sim de uma ferida primal, gerada na infância. Mas a pessoa não faz a relação da dor da sua pequena criança interna, com a sua vida afetiva.

Por isto, se uma pessoa realmente quiser passar por um processo profundo de cura emocional, eu sugiro fortemente que ela esteja em uma relação. Pois se a vida é uma escola, o relacionamento afetivo é uma universidade.

Conforme a pessoa identifica quais são as suas dores na relação afetiva, ela pode ir cada vez mais se aprofundando em seu autoconhecer e na autocura. Se ela estiver em um processo terapêutico, vai facilitar muito mais, pois ela ganhará tempo.

Agora se ela está com uma pessoa, ou até mesmo sozinha, mas dentro dela existe uma dor emocional muito forte, com relação a um relacionamento mal resolvido do passado, ela não conseguirá avançar. Porque pode ter culpa, raiva, mágoa, ressentimento, frustração e tristeza com relação ao seu passado a dois.

E um dos malefícios de um relacionamento mal resolvido, é que isto vai impactar não só a vida afetiva da pessoa, mas infelizmente em tudo, até possivelmente na saúde.

Dependendo do jeito que este relacionamento mal resolvido terminou, ela pode alimentar pensamentos nocivos, que foi implantado por seu parceiro ou parceira, no ato do término. E isto fica indo e voltando na mente da pessoa, como um eterno looping negativo sobre ela mesma e a sua capacidade de ser feliz.

Ou seja, ela vai minando a sua vida emocional e afetiva por dentro, pouco a pouco.

Noto com certa frequência que as pessoas tendem facilmente se perder em uma relação a dois.

Você pode estar se perguntando: Em quê sentido Adriana?

No sentido de perder a sua identidade própria e viver a vida do outro, este na minha opinião é um dos piores malefícios causados por um relacionamento mal resolvido. Porque a pessoa se perde completamente na relação e depois que ela acaba, não sabe o que fazer, pois literalmente se perdeu.

Daí fica pensando na pessoa e não consegue ter força e nem energia para seguir com a sua vida.

No início do texto disse que as relações afetivas podem ser professoras emocionais para todos os seres humanos, isto se houver uma abertura e uma vontade genuína de navegar nas águas profundas do inconsciente para resgatar as dores e traumas emocionais. Tudo isto precisa ser feito com amor.

Afinal a pessoa já está machucada por dentro.

Quando a pessoa tem uma infância sem amor, atenção e carinho. Ela pode se tornar uma pessoa adulta carente, insegura, com baixa autoestima e desvalor. Isto a fragiliza nas relações, que pode atrair aproveitadores profissionais. Vou sugerir um filme muito bom, que mostra exatamente o que estou dizendo. Limite da Traição, assista este filme para compreender a magnitude do problema que isto pode chegar.

Existem pessoas mal-intencionadas que podem tirar tudo de alguém justamente por esta pessoa estar carente e fragilizada. Por isto costumo dizer que se existe uma coisa séria neste mundo é um processo de se conhecer internamente e de se auto curar. Pois desta forma e pessoa tem uma vida mais leve e consegue ao mesmo tempo, evitar cair em uma possível armadilha afetiva.

Uma relação afetiva saudável envolve duas pessoas bem resolvidas, que se bastam e que conseguem viver uma sem a outra. Pois o oposto disso é a codependência.

Agora para ficar didático, segue abaixo a lista de alguns malefícios de uma relação afetiva mal resolvida.
  • Impacto na vida da pessoa em todas as áreas,
  • Diminuição da autoestima e autoconfiança da pessoa,
  • Somatização por doenças ou problemas financeiros,
  • Sensação de impotência e inadequação,
  • Sensação de incapacidade para ser plenamente feliz,
  • Depressão,
  • Sensação de ser refém nas mãos do outro, em casos que o relacionamento vai e volta constantemente,
  • Crise de pânico associada a ansiedade.
Estes são só alguns, mas existem outros. Depende de cada caso e situação que a pessoa está passando.

Atendo casos críticos há muito tempo, com relação à vida afetiva e emocional das pessoas. Caso tenha sentido ressonância com as minhas palavras e deseja o meu acompanhamento deixarei alguns possíveis passos.

Para agendar uma sessão de terapia comigo CLIQUE AQUI

Gravei uma meditação no Youtube sobre Limpeza e Centramento, caso queira ouvir CLIQUE AQUI aproveite e se inscreva no canal vou adorar te ver por lá também.

Agora se deseja um outro recurso para aumentar o amor-próprio, sem necessariamente fazer uma sessão de terapia comigo, pode adquirir o Programa O desafio de se amar, que são exercícios terapêuticos que gravei, com o intuito da própria pessoa se auto aplicar, está estruturado e bem didático, com começo, meio e fim. Para adquirir CLIQUE AQUI

Cuide-se com amor!

Grande abraço.

Instagram CLIQUE AQUI

Adriana Mantana

 

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 135


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Autor: Adriana Mantana   
Terapeuta Junguiana, Consteladora, Renascedora, Terapeuta de Integração Quântica do Ser®, Terapeuta ThetaHealer®, Terapeuta de Barras de AccessT, Floral de Bach, Radiestesista, Operadora de Mesa Quântica Radiônica, Cromoterapia, PNL, Mestre em Reiki Usui, Cristaloterapeuta, Giver Deeksha, Ativista Quântica. CRTH - 4103
E-mail: adrianagcl@gmail.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa