auravide auravide

Os pilares do amor-próprio são construídos na primeira infância



Pilar é uma estrutura vertical, que sustenta toda uma obra. Os pilares do amor-próprio são construídos na primeira infância.

Para trabalhar de forma didática com você neste texto, o tempo cronológico seria da gestação até os 6 anos de idade.

Se um pilar estiver com rachadura, trincado ou com infiltração, toda a obra poderá ser condenada. Justamente por ele ser fundamental, na sustentação de qualquer empreendimento na construção civil.

Fazendo uma analogia com a vida humana, acontece o mesmo. Muitas vezes pessoas tem um problema estrutural com relação ao amor-próprio, na primeira infância. Seja pelo motivo que foi, de alguma forma, elas não foram supridas com a quantidade suficiente do amor dos pais.

Neste caso, elas podem estar sofrendo hoje, de baixa autoestima, falta de amor-próprio, carência, insegurança e medos psicológicos infundados, justamente por não ter se sentido amada e querida, neste período crucial, da formação da psique.

Muitas vezes tentar resolver um problema emocional, olhando superficialmente a questão, invariavelmente levará a frustração e aumentará ainda mais a sensação de falta de amor-próprio.

Casos de codependência emocional, não acontecem por acaso. Especialistas fizeram um estudo e a imensa maioria das pessoas, codependentes tiveram sérios problemas na primeira infância.

Além da falta de amor, presenciaram cenas fortes e marcantes.

E por mais que a pessoa se torne funcional, ou seja, trabalhe, estude, cuide de uma rotina. Chega um determinado momento em que infelizmente a conta chega. São os reveses da vida, para fazer esta pessoa despertar para esta ferida, que na correria do dia a dia, ela não dava importância. A verdade é que ela nem sabia de forma consciente da sua existência.

A vida é uma mestra, e mostra as estas feridas reprimidas, justamente para acontecer o tratamento e consequentemente a cura, ou melhor a autocura.

Caso contrário, o fato é que ninguém olharia para o mundo interno. Isto só acontece quando a dor da baixa autoestima e falta de amor-próprio são fortes demais. Nestes casos, o fundo do poço torna-se uma fonte luminosa, para levar a pessoa para dentro dela. E este movimento pode ser feito com muito amor, se a pessoa estiver acompanhada com um profissional, que sabe conduzir o processo para as águas profundas, onde a causa está.

Na psicologia profunda, trabalhamos o fortalecimento do ego, para só então acontecer este reconhecimento e integração. Pois se isto não é feito o risco de uma cisão emocional é bem forte. Podendo dependendo do caso causar uma psicose em uma pessoa.

Porque imagine se de repente em uma sessão de terapia, vem à tona uma cena em que você foi abusada sexualmente por um de seus pais, mas que o seu consciente, promoveu o esquecimento, justamente porque naquele momento, aquela situação poderia literalmente causar a sua destruição.

Se o profissional não souber que precisa fortalecer o ego antes de iniciar esta jornada rumo as profundezas do inconsciente, poderá causar um dano irreversível na pessoa. Pois a dor de relembrar isto, pode causar uma cisão na psique e a pessoa, poderá se tornar psicótica.

Portanto, entenda que a solução não está no raso. Muito pelo contrário. Jung escreveu várias obras, aprofundando várias questões, justamente porque trata-se de algo delicado.

Mas entenda, não quero causar medo ou aflição em você, muito pelo contrário o intuito aqui é contribuir de alguma forma com o seu processo.

E gostaria de esclarecer que se você não se sentiu amada e querida por seus pais, nem tudo está perdido. Não me entenda mal. O amor-próprio pode ser reconstruído.

Os pilares da primeira infância são fundamentais e para solucionar, uma dor estrutural é preciso:
  • Fortalecer o ego
  • Ver
  • Limpar
  • Integrar com amor as feridas mais dolorosas
Em mais de 10 anos de atendimento clínico, percebo que quando isto é realizado, a pessoa consegue não só resgatar o amor-próprio, a saúde emocional, mas também consegue ter outra qualidade de vida. Tendo mais leveza e alegria na condução do seu dia a dia.

Sem dizer que todos os aspectos de sua vida melhoram: vida afetiva, financeira, profissional, saúde e vida familiar.

O que não é resolvido na causa, vira sintoma, que posso resumir de forma breve nas sensações de dor, estagnação, insegurança, frustração e tristeza.

Parabéns, seguir com a leitura até aqui.

Se gostou de minha abordagem e deseja passar pelo processo de autocura com a minha ajuda, em sessões de terapia, vou deixar alguns possíveis próximos passos, para eu te ajudar a resgatar a sua criança ferida, o amor-próprio e a autoconfiança.

Mas antes disso gravei uma meditação para acalmar a mente e o coração, no meu canal do YouTube, caso queira ouvir CLIQUE AQUI aproveite e se inscreva no canal vou adorar te ver por lá também.

Fiz um treinamento, com começo, meio e fim. Com os exercícios terapêuticos que mais uso em meu consultório com as minhas clientes. Gravei 40 vídeos curtos, junto com 40 lições, para que qualquer pessoa possa praticar sozinha, de forma prática e objetiva.

Ele se chama o Desafio de se amar, uma jornada rumo ao amor-próprio. Com este treinamento, você poderá utilizar a área de membros para falar diretamente comigo caso queira. Então se deseja se aprofundar em si e em seu processo interno CLIQUE AQUI para adquirir o acesso vitalício do Desafio de Se Amar.

Outra possibilidade é você fazer parte do treinamento que eu fiz para pessoas que estão passando por algum desconforto afetivo. Neste treinamento eu ensino exercícios terapêuticos para você fazer no dia a dia (não subestime são muito eficazes). O nome do treinamento é Cure a sua vida afetiva. Para acessar CLIQUE AQUI
 
Agora se você deseja algo mais personalizado para o seu caso e a sua situação, pode verificar a possibilidade de agendar uma sessão de terapia comigo. Para agendar CLIQUE AQUI

Cuide-se com amor!

Instagram CLIQUE AQUI

Abraços.

Adriana Mantana
 
Texto Revisado

Publicado dia 15/4/2021
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstar Avaliação: 3 | Votos: 238



foto-autor
Autor: Adriana Mantana   
Terapeuta Junguiana, Consteladora, Renascedora, Terapeuta de Integração Quântica do Ser®, Terapeuta ThetaHealer®, Terapeuta de Barras de Access™, Floral de Bach, Radiestesista, Operadora de Mesa Quântica Radiônica, Cromoterapia, PNL, Mestre em Reiki Usui, Cristaloterapeuta, Giver Deeksha, Ativista Quântica. CRTH - 4103
E-mail: adrianagcl@gmail.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa