auravide auravide

Por que algumas pessoas não conseguem fazer a passagem


Facebook   E-mail   Whatsapp

Fiz uma pesquisa e descobri que existem muitas pessoas que não temem a morte, mas temem morrer e ficar por aqui ou ir para o difamado umbral.

Existe farta discussão sobre a obrigatoriedade de ter de passar pelas zonas umbralinas após o falecimento, então, essa parte eu deixo para que você, leitor, também pesquise e tire suas conclusões.

Da minha parte, acredito que não é obrigatório passar por essa localidade do mundo espiritual.

Mas por que alguns sequer conseguem sair daqui, do plano físico?

Será que você que está agora lendo, se falecesse hoje, conseguiria sair?

Vamos fazer um teste!

Se eu te pedir para fazer um breve resumo da sua vida em nomes de pessoas, e não em situações, esses nomes que você citaria estariam conectados a assuntos felizes ou infelizes?

Meio a meio? Nesse caso, é muito provável que algum parente viesse te buscar.

Mais negativos do que positivos? Muitos positivos, mas um muito negativo, que você jamais vai se esquecer? Nesse caso, você continuaria por aqui.

São esses assuntos mal acabados e pendentes que seguram o espírito no plano físico ou o mandam direto para o umbral.

Esses espíritos sequer enxergam o outro lado, quanto mais o famoso túnel de luz, ou o filminho com a sua vida.

Essas ocupações mentais nos prendem em vida e em morte.

Pense nessas situações negativas, que te doeram tanto, como um dente doente, que você sentiu muita dor, precisou ir muitas vezes ao dentista, fazer o canal e pagar bem caro para parar de sofrer.

Foi marcante, foi desagradável, você bem que não merecia, mas... passou!

As nossas maiores chateações tiveram seu ápice num único dia, ao contrário do processo muito dolorido de tratar um canal de dente e, mesmo assim, você esqueceu da dor do dente, mas não da dor que na sua cabeça, foi toda causada por outra pessoa. Só que não.

Ficamos dias, meses e anos absortos na dor do passado, como se ela se repetisse a cada manhã.

Esse sentimento, de revolta e dor, contamina nosso corpo, que adoece e pode até nos matar e, mesmo depois da morte, a dor continua.

Ficou esperando justiça, mas o que é essa justiça?

De acordo com o mundo espiritual, nada é por acaso e nada é injusto, apenas será explicado no momento oportuno.

A justiça procura pela injustiça em muitos mundos. Hoje o que parece uma injustiça, pode ser reflexo de algo que aconteceu em outras vidas.

“Ah...mas eu não me conformo!” E isso muda o quê?

“Mas ele morreu antes da hora! Não era a hora dele!” Tem certeza? Como você sabe isso? Já vi gente cair de altos andares de um edifício e não morrer, como já vi gente morrer fazendo uma endoscopia.

Se morreu e não foi suicídio, era a hora sim.

Nada pode mudar o que já ocorreu e nem devolver o que foi perdido e, mesmo assim, continuamos nos torturando e pensando dia e noite na mesma pessoa, ou em várias.

Isso faz de você um obsessor vivo. Muito triste!

Quando pensamos com dor ou raiva numa pessoa, ela recebe isso em forma de pensamentos invasores e destrutivos e, se estiver receptiva, será afetada.

Sei que é difícil mandar bons pensamentos para pessoas que nos marcaram negativamente, mas também sei que é possível reavaliar os acontecimentos e tirar algum aprendizado disso e parar de sofrer.

Se você pensa muito em alguém que já se foi, também está colaborando para prender o espírito por aqui.

E não adianta ficar pedindo ajuda toda vez que está com problemas, porque quem morreu não virou santo e não pode te ajudar. Isso perturba demais a mente do espírito no plano astral.

Você precisa se virar por conta própria e deixar o outro seguir o seu novo caminho.

Se a pessoa teve morte violenta ou foi uma criança que partiu, o amparo é imediato. Nem os animais são desamparados.

Você precisa liberar compaixão. Pare de ser magoável!

Hoje é o dia de deixar partir.

Libere sua compaixão para todos que te feriram, todos que você feriu, consciente e inconscientemente.

Pense em flores e perfumes e mande com muito amor, para todos os desencarnados que estiverem precisando, nas zonas umbralinas, cemitérios, hospitais, rodovias, lugares abandonados, zonas de conflitos, fome, miséria e drogas.

Eles recebem isso como alimento, flores e brisas calmantes. Você nem precisa saber o nome de ninguém, apenas mande isso em pensamento e eles receberão.

A vida é feita de escolhas, mas a decisão é sempre sua.
Texto Revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 66


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: Rosana Ferraz Chaves   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoajuda clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa