Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Quando eu mudo, o mundo muda

por Isha Judd

Publicado dia 31/8/2020 em Autoajuda

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


É incrível como funciona a mente humana: nos obcecamos com trivialidades. A vida sempre se desenvolve magicamente, mas como temos ideias fixas sobre as consequências, não permitimos que as coisas fluam. Resistimos, tentamos lutar, tentamos ir contra a corrente.
 

Por que nadamos contra a corrente?

Não nos damos conta de que a consciência é um rio veloz e muito claro!

Mesmo quando a correnteza for forte demais, se soltarmos e confiarmos, ela nos levará diretamente à unidade, à abundância.
 

Qual a chave para a mudança?

Rendição. Essa é a chave: render-nos à alegria do momento presente. Qualquer coisa externa é só mais do mesmo. Acreditamos que é importante, mas é o mesmo! É nossa mente tratando de manter nossa atenção longe de nossos corações.

  Só existe este momento,

este momento perfeito.

A experiência humana é exatamente como deve ser: existe em dualidade. Em uma dualidade que está em constante evolução. Uma vez que cada ser humano ame intimamente a si mesmo, tudo mudará no exterior. Quando eu mudo, o mundo muda: evolução em movimento.

Todos temos ideia de como devem ser as coisas ou como queremos que seja um mundo em unidade. E eu digo: tudo é consequência de nossa própria cura, a mudança começa em cada um de nós.
 

Como realizar uma mudança verdadeira e consciente?

Ser feliz é uma escolha que se deve fazer a cada momento. Se tenho um vício em sofrimento e vejo a necessidade de criar um drama, é preciso parar, ancorar-se na consciência e tomar responsabilidade do que sou em cada momento. A felicidade é literalmente uma escolha. Uma vez que somos conscientes de nossos vícios, temos a opção de escolher ser feliz.
 

O que acontece com nossas ideias?

Devemos questioná-las! Muitas de nossas crenças baseiam-se em velhas tradições que já não têm valor atualmente. Seguimos agarrados ao velho sem abraçar o novo, temos a necessidade de que o futuro seja de uma “certa maneira”.

 Na verdade, nunca paramos realmente para fazer uma simples pergunta:

Eu sou feliz?

Devemos questionar em vez de simplesmente comprar uma ideia como nos venderam. O que é sucesso? O que é uma vida satisfatória?

E quando conhecemos nossa própria grandeza, passamos a ver os outros evoluindo também. Já não vemos as pessoas como vítimas que precisam de salvação. Não é que deixamos de nos importar com os outros, é porque passamos a amá-los incondicionalmente que reconhecemos que os momentos difíceis os fazem crescer.
 

O que acontece com a mudança das outras pessoas?

Se o que acontece aos autos nos afeta internamente, devemos perguntar: por que estou sofrendo? Isso ocorre quando ainda não curamos nossa própria vítima, quando ainda não nos sentimos empoderados. Quando empoderados, percebemos o potencial e a grandeza de nós mesmos e dos demais, começamos a ver todos como mestres criadores
 

Ter razão é importante?

Todo mundo quer ter razão em toda parte, esse é o problema. Estamos sempre lutando e discutindo sobre quem tem razão e quem está equivocado. Fazemos isso nas relações entre países, nas relações pessoais, à mesa do jantar com nossos filhos, com nossos parceiros etc.

Em algum momento perceberemos que isso é apenas superficial, não é importante. O importante é o que existe por baixo da superfície, o que nos une a todos, que é o amor incondicional.

Essa é a grandeza que somos realmente,

de verdade,

é só o que queremos:

 amor incondicional.

 

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 25

Sobre o Autor: Isha Judd   
Isha é mestra espiritual reconhecida internacionalmente como embaixadora da paz. Criou um Sistema para a expansão da consciência que permite a auto-cura do corpo, da mente e das emoções. Site oficial www.ishajudd.com
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Cuide da sua energia
artigo O Invisível, visível, 2
artigo Quando as Estrelas Descem Para Dançar no Coração do Homem
artigo O poder do desinteresse

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.








horoscopo



auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa