auravide auravide

Quantas vezes você tem se sentido vítima da injustiça?


Facebook   E-mail   Whatsapp

É normal no dia a dia enfrentar coisas que nos fazem sentir como vítimas das injustiças, ficando cheios de raiva ou tristeza, explodindo quando não podemos controlar.
A injustiça mexe na gente, parece que mexe no mundo inteiro! E é possível transformar essas situações indesejadas num grande presente. Você deve estar pensando: "a injustiça, é um presente?". Sim exatamente, pois o que se mexe encontra-se na profundidade: essa raiva, impotência, tristeza, indignação, um conjunto de sentimentos -por exemplo, depois de ter sofrido uma acusação injusta– e agora temos que provar que somos inocentes, que não fizemos aquilo pelo que somos acusados.

Agora eu pergunto: quantos episódios de injustiça você já viveu; quantas vezes vendo o jornal sentiu indignação porque ficou sabendo da injustiça com alguns outros moradores da cidade, do país, do mundo?
Brinque de usar isso para torná-lo num presente de transformação e num aliado para o seu crescimento interior. Depois de ter feito a lista, pergunte-se: "O que está causando isso em mim? Realmente, o que é que se mexe emocionalmente?" E então você se conecta. Não estou falando da necessidade de responder ou lutar contra o que gera a injustiça, mas do que realmente faz você sentir. E aí, depois da pergunta: "O que isso me faz sentir?" pode aproveitar para mover a carga emocional, sentindo tudo, quão profundo possível, dentro de você.

Se você quer justiça talvez tenha que ir morar em outro planeta, pois neste mundo não acho que você possa encontrá-la. Este mundo não é justo e nunca será justo, porque a justiça é uma percepção que pode ser manipulada e alterada em qualquer momento por aqueles que têm algum tipo de poder. Todo mundo sabe isso. Então, se você estiver apegado a ter razão e que as coisas sejam justas, você vai sofrer.
O que realmente fazer para lidar com isso? Falo de coisas que vão além de uma luta, uma briga, de suprimir, de controlar ou construir uma outra guerra para defender esta ou aquela situação. E não significa que você tem que parar de agir contra determinadas situações, estou compartilhando um jeito para usar tudo pessoal, individual e internamente, para contribuir com a transformação externa e criar um mundo alinhado com a paz, o amor e bem-estar geral de todos os seres humanos.

Diante de tudo o que acontece, se você for vulnerável ao invés de proteger e reagir, se você voltar-se para dentro e sentir o que acontece com você mesmo, conseguirá liberar a tensão e poderá transformar e contribuir com clareza, a partir da harmonia interior e mudar, em vez de reagir a partir da necessidade de estar certo.
Você perceberá como o desejo de que as pessoas o compreendam, de que tudo é justo e equitativo, vai começar a sumir e, então, começará a experimentar um monte de liberdade interna. Você perceberá como vai limpando o motivo pelo qual você e todos os seres humanos brigam: a necessidade de estar certo. Porque sentimos que se não estivermos certos, se o exterior não concordar com a gente, se o outro não aprovar o que nós acreditamos, estão nos negando, e sentimos que não somos valorizados.

É o mesmo que acontece em muitas famílias, ou colegas de trabalho, ou até em situações nas ruas. Se uma ideia for compartilhada, mas a outra pessoa não concordar, não aprovar, nos sentimos negados, desvalorizados, e a briga começa. Descobrimos que isto acontece diariamente em nossas cidades e no mundo. Grupos de pessoas que saem para protestar e marchar por várias razões, algumas muito válidas e altas, mas que finalmente acabam em violência.
Então, o que aprendemos quando usamos isso para limpar tudo que temos amontoado internamente? Conseguimos que os lugares de insegurança que carregamos de forma silenciosa e autodestrutiva se harmonizem. Conseguimos parar com esse processo dinâmico entre defender e lutar, para cultivar um lugar mais profundo de paz interior que levará a decisões de paz. Então, está na hora de aproveitar os resultados destes presentes que a vida quotidiana nos oferece!

*Tire umas férias do ser, participe com Isha dos retiros especiais de uma semana no Centro Internacional para a Paz no Uruguai clicando aqui

Texto revisado
Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 21


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Isha Judd   
Isha é mestra espiritual reconhecida internacionalmente como embaixadora da paz. Criou um Sistema para a expansão da consciência que permite a auto-cura do corpo, da mente e das emoções. Site oficial www.ishajudd.com
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoajuda clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa