auravide auravide

Tem muito barulho e não consigo encontrar a paz


Facebook   E-mail   Whatsapp

É normal se deparar com experiências constrangedoras no dia a dia: situações intolerantes de trabalho ou familiares, situações sociais que nos  puxam para baixo tirando a liberdade para planejar a vida, situações econômicas que afetam decisões e provocam medo sem poder fazer nenhuma mudança etc. e tal.

Ouço muitas das histórias e perguntas de pessoas que vêm nos nossos eventos à procura de uma mudança e de um estado interior de amor, alegria e paz que transforme suas vidas numa experiência alegre e feliz, tornando-se atores pró-ativos para a contribuição à sociedade, família e o mundo, sendo eles mesmos.

Mas o que acontece quando não é essa a experiência e tudo fica pesado? Quando crianças muitas vezes ficávamos assustados, qualquer coisa dava medo, e por isso começávamos a nos desconectar daquilo que sentíamos e entrávamos num estado de choque. Por exemplo, quando dizem “pára de chorar” ,paramos, mas nos afastamos dessa experiência física, sem nos experimentar numa totalidade. Somente nos distanciamos garantindo uma proteção ilusória para não sofrer.

Isso vira um hábito e continuamos desconectados do que sentimos. Então, agora, o melhor é começar a estar presentes em todos os momentos, presentes na capacidade de sentir e estando conectados com nós mesmos - que é realmente o único jeito de saber o que você está sentindo - e usar isso como um guia para as decisões e passos a dar. O oposto é viver como um zumbi, como um autômato, incapaz de assumir a responsabilidade pela própria vida.

Acontece também - e isso eu tenho visto, e entendo o esforço que tem de ser feito para conseguir reverter – que algumas pessoas têm vícios descontrolados, ou realizam práticas que os afastam de uma experiência de clareza e felicidade estando presentes no momento a momento com o que sentem, o que pensam.
Então, é só estar presentes, e assim poder sentir o que surgir: se for tristeza senti-la, deixá-la fluir, e aí ter clareza. Se for raiva, no lugar de vomitar sobre a pessoa ou situação, você pode mover a carga de energia que está por trás, conectando-se com aquilo que sente. Para isso você pode escolher a forma mais saudável que encontrar: sair para correr ou fazer exercício, ou pegar um travesseiro e dar gritos nele para liberar essa pressão que tem no interior.

Quando você fizer isso, quando descarregar essa energia, sua mente vai discernir com clareza. E depois de transformar isso num hábito criativo, construtivo e saudável, talvez entenda com mais luz o porquê dessa tensão toda. Você vai observar as situações que precisa mudar e que não tinha percebido até agora, pois estava tampando emoções carregando o peso do passado.

A vida é assim, coisas acontecem. E enquanto você vai vivendo, chega uma hora que vai dizer “chega, já foi suficiente” uma dor profunda por causa do parceiro que a deixou e isso move outras perdas passadas, ou talvez porque você perdeu o seu dinheiro, ou uma injustiça que alguém fez, uma doença, ou alguma coisa que tenha acontecido a um dos seus filhos. Mas agora aprendemos a esvaziar a carga para conseguir se conectar no interior e, assim, vamos respondendo às coisas que vão acontecendo em cada momento, sentindo com clareza como agir.

Este é um convite para descobrir o caminho de volta à nossa verdadeira essência, que é um lugar de alegria e inocência, e naturalmente, aparece num encontro consigo mesmo. Como consequência, as separações que tínhamos (por não sentir), são fundidas, e vão se tornando em proximidade, em união. Recuperando, desta forma, a paixão pela vida e surge uma nova visão pois começamos a perceber as coisas bonitas, pois agora podemos ver pela janela limpa. Não é maravilhoso? Se você estava desiludido e um pouco deprimido, agora experimenta uma vida diferente com um “ah, sim, que lindo!” e na verdade, o que você está vendo não mudou, o que mudou é a sua visão.

Para isto, a mudança deve ser no interior, e aí o externo será percebido diferente. Isso é lindo e você vai se sentir lindo também. Será capaz de ver a beleza, a sua beleza. Agora bem, a responsabilidade é sua, só sua. Por isso está lendo isto agora. Todo mundo chega neste ponto em algum momento da vida, e é um momento ótimo: um momento de transformação.

Então, se chegar a hora e na sua cabeça surgem situações ou pessoas com quem sente carga do passado e mantém uma separação, se tiver defesa ou rancor, você vai saber e vai poder sentir que isso que está rejeitando é um aspecto seu qual não está abraçando, não está amando, e que provavelmente tem recriado uma e outra vez.

Resolva agora mudar suas reações, mudar sua atitude, deixar ir aquilo que virava tensão, que automática “fazia uma cruz” em contra de alguém, ou um tipo de “vendetta”. O que você vai fazer agora é liberar a tensão interna, soltar o ressentimento, até que não tenha mais nada ali. Se você ainda não sanou a separação, mas está querendo sanar, irá criar a mesma situação com outra pessoa, e depois outra, até que finalmente possa ver.

Você precisa fazer as pazes com o interior e abraçá-lo dentro de si mesmo, caso contrário você vai continuar se separando... é o que fazemos, mas então? Nada, criamos a mesma coisa uma e outra vez. Então, meu convite é: não podemos sentir a separação, não podemos dizer “eu amo essa parte do meu universo, só essa parte, a outra parte não amo tanto, mas não importa, não preciso dela, pois tenho esta outra parte que amo". Precisamos abraçar com amor todas as partes, porque cada uma é um reflexo do nosso próprio interior. Nós não estamos separados de coisa alguma, de ninguém, somos uma unidade humana cuja essência vibra em puro amor incondicional, e por isso, sem dúvida, podemos alcançar a paz.

*Tire umas férias do ser, participe com Isha dos retiros especiais de uma semana no Centro Internacional para a Paz no Uruguai clicando aqui

Texto revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 18


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Isha Judd   
Isha é mestra espiritual reconhecida internacionalmente como embaixadora da paz. Criou um Sistema para a expansão da consciência que permite a auto-cura do corpo, da mente e das emoções. Site oficial www.ishajudd.com
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoajuda clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa