Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
Home > Autoajuda
Vamos falar sobre o Amor

Vamos falar sobre o Amor

por Isha Judd
Facebook   E-mail   Whatsapp   chat aura


Se eu não me amo, ninguém vai me amar. Eu preciso me dar amor, preciso me apreciar, preciso encontrar essa paz interior, esse amor interior. E preciso compartilhar tudo isso. Daí, absolutamente tudo pode mudar.

Se você anda pela vida pensando "estou triste porque ninguém me ama", não importa quanto amor as pessoas deem a você. Este amor nunca será suficiente porque você está vazio internamente. Todos nós temos que nos amar e parar de demandar do lado de fora. Isso nos dá uma liberdade muito grande e que acaba sendo também um presente para quem nos rodeia.

Nos relacionamentos é muito importante soltar tudo, expressar como nos sentimos e, mais uma vez, soltar. Se não é assim, o amor começa a enfraquecer e a nos separar. E o que sobra? Ressentimento, ao ponto de esquecermos porque amamos o outro. E nós temos que fazer o mesmo conosco, afinal, nós humanos fazemos coisas das quais não nos orgulhamos. Mas ficar relembrando tais coisas só serve para nos fazer sofrer.

Os seres humanos são tão sensíveis... Acontecem fatos em nossas vidas que nos assustam tanto que acabamos tendo medo de nos abrir. As pessoas mais fechadas, mais negativas são as que mais precisam de amor. Por isso, é melhor não ser duro com elas. Seja o oposto: seja amoroso, apenas dê a elas. Faça assim pois é isso que o amor faz: ele dá. Não procure uma resposta positiva do outro, apenas dê amor, porque o amor rompe todas as barreiras. Em algum momento aquela dureza começa a se quebrar e o amor começa a se entranhar.

E as pessoas ciumentas? Os ciumentos acreditam que são descartáveis, que não são bons o suficiente ou que há sempre alguém melhor do que eles. Quando realmente nos amamos, passamos a nos valorizar tanto que percebemos que somos responsáveis por nossas ações. Quando eu me amo, eu me valorizo, não me sinto descartável, não sinto como se fossem me abandonar. Não sinto nada disso. Me sinto sim, responsável por mim.

E a ironia por trás do ciúme é que você acaba criando seus piores medos, porque o ciúme distancia as pessoas. O ciúme é como um veneno. Causa dramas e separação. Portanto, há apenas uma solução: você tem que se valorizar. Valorizar-se profundamente. E como consequência, as pessoas que são seus espelhos também o valorizarão.

Ao começar um relacionamento, seja inocente, apenas desfrute. Não se preocupe se vai casar ou ter filhos com essa pessoa, apenas divirta-se. A vida é para ser curtida, mas temos umas ideias muito rígidas que nos assustam. Em vez de nos divertir ficamos planejando a vida até nossa velhice. Temos que curtir, nos abrir a receber, nos abrir a amar e soltar o medo, a cada momento.

Abra-se para receber, abra-se para amar e solte o medo, a cada momento. Não tenha medo da intimidade. Seja íntimo de você mesmo e, em consequência, vai se conhecer melhor e será capaz de se abrir para outras pessoas. Não perca a oportunidade por medo. Mas não se prenda por medo de ficar sozinho.

Se estou bem comigo, ficarei bem com todos. Se eu me amo, consigo me abrir para receber amor.
Até mais!
Veja mais informações no Facebook: Sistema Isha Judd
Encontre o filme da Isha Judd “Por que caminhar se você pode voar” .

www.isha.com

Texto revisado

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo




Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2
Atualizado em 05/03/2019

Veja também
artigo A resiliência pode ajudá-lo a superar a crise
artigo Só o agora importa
artigo Você sabe quem é quem na trama familiar da mãe abusiva?
artigo Coração Ardente

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




horoscopo



Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa