auravide auravide

Perda de energia e vampirismo espiritual.

por Adriana Garibaldi

Publicado dia 20/4/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Permanecemos imersos num mar energético e este, tanto quanto o oceano, guarda leis que precisam ser atendidas para fugirmos do perigo. As energias que nos penetram e interpenetram são qualificadas conforme o teor de nossos pensamentos. Tudo é energia, mas ela não é qualificada em seu estado original. Os pensamentos e as emoções as qualificam, dando-lhes uma coloração própria.

Todos somos responsáveis pela qualidade energética de nosso planeta, tanto quanto por mantermos o nosso ar, a nossa água e a nossa atmosfera em perfeita condição de pureza. Manter limpas essas energias por meio de um pensar harmonioso e puro é tarefa de todos, mas obrigação básica para os que já começaram a despertar para uma nova compreensão espiritual.

As energias magnéticas espirituais, tanto quanto o ouro ou outras formas de riqueza material, podem ser poupadas, guardadas, armazenadas, doadas, roubadas, etc... A riqueza energética com que a vida nos brinda de forma graciosa e abundante é capaz de promover milagres na nossa vida quando aprendemos a manuseá-la com sabedoria e competência.

Imaginemos que a vida nos coloca nas mãos uma soma muito grande de dinheiro. Seria descuido da nossa parte mantê-lo desprotegido. Seguramente a entregaríamos a uma instituição bancária para ser devidamente aplicada, garantindo o seu valor.

Reflitamos agora. A energia magnética entregue pelo Pai como precioso patrimônio, tanto quanto a energia do dinheiro, precisa ser devidamente vigiada. Como disse no começo, essa energia pode e deve ser armazenada e quanto mais o fizermos, maior será o nosso poder para atrair mais e mais energia da fonte. Lembremos sempre as palavras de Jesus, o Cristo: "A quem tem se lhe dará e terá em abundância".

Agora pensemos um pouco a respeito disso. Quando permanecemos distraídos, perdendo o foco de concentração que deve ser mantido sempre vigilante, perdemos energia. Quando falamos a esmo ou tentamos fazer um esforço para impressionar a quem nos ouve, perdemos energia, entregando-a ao nosso interlocutor. Quando deslocamos o nosso corpo emocional tentando auxiliar outrem de forma imprevidente sem um preparo interno perdemos energias.

Auxiliar o nosso próximo é tarefa importante para todos nós, mas devemos fazê-lo de forma sábia, sem abrir nosso campo áurico de maneira perigosa. Nesse caso não só estaremos perdendo energia como permitindo que ela seja vampirizada pelo nosso irmão que inconscientemente acaba exaurindo nossas forças psíquicas. Quanto mais energia for acumulada, mais e mais energia será atraída para nós e maior será a nossa força. Desse modo teremos condições de nos transformar numa usina de armazenagem de energia, podendo direcioná-la em beneficio das pessoas as quais desejarmos levar auxílio.

Quanto maior for a energia que acumulamos, mais energia será atraída para nós. Quando dispersamos a pouca energia que temos, menos energia teremos e menor será o nosso poder para manter-nos ligados à Fonte que a emana. Lembremos que "a quem mais tiver, mais se lhe dará".

Existe um método prático para aprender a armazenar energia.
1- Não nos rendermos à tentação, principalmente à tentação de destaque. Este é um ponto importante que deve ser considerado em primeiro lugar. Quando desejamos chamar a atenção de nosso interlocutor um canal fluídico se abre de nós para ele e a nossa energia magnética fluirá através desse canal deixando-nos exauridos.
2- Não falarmos sem propósito, de forma compulsiva e, principalmente, não fazermos apreciações críticas a respeito dos outros. Falar mal dos outros, especialmente dos ausentes, abre o nosso campo áurico ao influxo do astral inferior que acaba roubando nosso tesouro energético.
3- Sermos comedidos ao falar, pensando em cada frase para não despendermos a nossa energia através da fala. Lembremos sempre que quanto mais as energias forem poupadas, mais energia teremos à disposição.
4- Quando nos sentirmos inclinados a prestar algum auxílio aos outros, principalmente através da palavra, devemos faze-lo sabiamente, sendo, para isso, preciso envolvermo-nos numa couraça protetora. Imaginemo-nos dentro de uma redoma de vidro, na cor ou no formato que desejamos. Ela deve ser semipermeável e controlada pela nossa própria vontade. Dessa forma teremos o poder de doar as energias necessárias para nosso irmão sem corrermos o risco de sermos assaltados energeticamente por ele. Envolvamo-lo, ao mesmo tempo, numa aura de luz, preferentemente na cor rosa, mentalizando em seu favor um cordão luminoso que o mantenha unido à sua própria alma. Lembremos que a nossa mente é criativa e guarda o poder de transformar, criar e construir conforme a nossa vontade, renovando-nos para uma nova jornada de clareza mental e despertar interior.

Mensagem inspirada pelo mestre Vywamus
 

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 29

foto-autor
Sobre o Autor: Adriana Garibaldi   
Confira minha página no Facebook
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa