auravide auravide

A Criança Luz



Como diminuir a violência que se mostra tão visível em todos os lugares do nosso planeta? Está tão difícil a gente conviver com uma imprensa que sempre prioriza as notícias tristes de assassinatos, roubos, corrupção, mesquinharia, vulgaridade. Como se tudo isso fizesse parte da natureza humana e não pudesse ser diferente. As crianças de hoje se acostumam com as cenas de dor, que vêem na televisão a todo instante, como se viver fosse apenas sofrer. E sabemos que isso não é verdade. Deveríamos viver de forma mais simples, procurando ser feliz, ajudando o outro a também o ser e respirando uma atmosfera de mais compreensão, amizade e cooperação. Mas, infelizmente, não é assim que estamos vivendo, como família humana.

Particularmente, eu acredito que podemos construir um mundo interior pacífico e que assim estaremos dando nossa grande parcela de ajuda ao mundo. Parece que isso é muito fácil e até cômodo demais, mas não é. Viver serenamente no meio dessa correria, sob a pressão de trabalhos que a maior parte das vezes não temos tempo hábil para concluir, convivendo com parceiros mal-humorados e insatisfeitos, não é nada fácil. Mas precisamos tentar. Se temos valores diferentes, se acreditamos na paz e na essência amorosa que habita cada ser humano, podemos exercitar um viver diferente.

Quando os problemas se avolumam e a tristeza tenta inundar o meu coração, lembro-me de onde estou inserida - num universo amoroso, onde pela respiração mesmo eu entro em contato com o equilíbrio e a paz. E me entrego, pedindo ajuda e força para continuar, de forma coerente, com minhas crenças. Como a criança pura e confiante que existe em mim... aquela que aceitou encarnar, mesmo sabendo tudo que iria enfrentar. Como ela me ajuda! Entro em contato com ela e me sinto harmonizada, inteira, centrada. Pois ela é meu lado mais coerente, mais confiante, mais saudável. Tem um retrato de você criança, não tem? Ponha-o num local visível, onde possa sempre ser olhado e veja o que vai lhe acontecer...

Como no fim de tudo, somos seres únicos e solitários, acho que precisamos nos ajudar, para podermos ser de alguma ajuda para alguém. Se continuarmos esperando que outras pessoas nos façam felizes, que a sociedade se organize, que os nossos amigos e familiares nos resolvam os problemas, estaremos sempre nos decepcionando, pois todos eles também, em sua maioria, estão esperando o mesmo de nós... Mas, em conexão com o centro amoroso que habita em nosso ser mais profundo, nos alimentamos, nos fortalecemos e passamos a habitar um mundo interior muito mais pacífico, amoroso e cheio de realizações verdadeiras. Sem com isso deixarmos de conviver com tudo o que se manifesta neste momento, em volta de nós.

Na verdade, é aparentemente como se vivêssemos em dois níveis ou mais, ao mesmo tempo. Indo ao centro de nossa alma, para nos alimentarmos e expressando no meio externo, de forma mais verdadeira, o que realmente somos. Esta é a verdadeira ajuda que podemos dar, a nós mesmos e aos outros!

Sei que é um caminho aparentemente simples demais... pode até parecer brinquedo de criança... e é! Pois nosso lado criança sabe, de forma totalizadora, porque sente e não explica. Vive, e não faz de conta. Comunica, e não diz o que não sente para se esconder da verdade. Confia, ou não encarnaria, sem saber se seria aceito, se seria realmente cuidado, se sobreviveria. Basta olhar um bebê para sentir a confiança que tem na Vida... Se for abandonado, não permanece por aqui - desencarna.

O Amor nos ampara, nos rege, nos orienta, nos embala e nos habita. Se confiamos nisso, mais e mais, nos sentimos felizes, apesar de tudo que poderá nos acontecer. E estaremos melhorando o nosso planeta. Espalhando uma esperança, plantando uma flor de pureza no solo das almas que encontrarmos pelo caminho. Estaremos SENDO e iluminando o caminho por onde passarmos.

Imaginem isso multiplicando-se... cada vez mais... Quantas luzinhas... que Luz tão grande, clareando as sombras e festejando a Vida!

Texto revisado por: Cris
Publicado dia 4/10/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 146



foto-autor
Autor: Maria Cristina Tanajura   
Socióloga, terapeuta transpessoal.
E-mail: tinatanajura@terra.com.br | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa