auravide auravide

A Drogadição e o Século XXI

por Marcos marques da silva

Publicado dia 1/10/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Hoje, conversando com um amigo também trabalhador na área de tratamento e recuperação de dependentes, coloquei uma visão que já tenho há algum tempo e, para minha surpresa, ele concordou plenamente.

Infelizmente, o que vemos hoje em dia, tanto em clínicas como em comunidades e consultórios, é um tratamento defasado, na maioria das vezes embasado nas literaturas do século passado, sem a intenção de desmerecer, pois ajudaram a muitos naquela época e ainda servem de base para quem está iniciando nesses conhecimentos. Mas, que não se adequa aos dias atuais, quando desperta e surge um novo ser humano (bem poucos ainda) com valores mais espirituais, transcendentes.

Surgem, então, dois ramos de trabalhadores que precisam ser observados:
- Primeiro, muitos ex-usuários que fizeram um tratamento, estacionam naquilo que aprenderam em suas internações e pregam piamente para os pacientes de hoje em dia como se ainda estivéssemos em "1900 e bolinhas", quando era imposto um religiosismo quase fanático, achando que com algumas oraçõezinhas, um pouco de pseudo arrependimento e uma falsa humildade momentânea, Deus se condoeria do nosso problema, faria alguns milagres e a realidade catastrófica de anos de desregramento e impulsividades se transformaria num mar de rosas, onde tudo seria alegria e (fingindo) que o passado não teria existido, às vezes até desmerecendo as próprias leis do mesmo Deus, como a de causa e efeito, por exemplo, e seríamos felizes para sempre. Esta classe precisa de aperfeiçoamento, estudos, atualizações e, realmente, mais crescimento espiritual.
- Segundo, são os acadêmicos que possuem uma grande quantidade de informações, inclusive científicas, mas que não têm a visão real de que a dependência em 70% dos casos é uma conseqüência e não a causa, portanto não é com alguns remédios (que são de grande ajuda, mas apenas paliativos) ou uma sessão de uma hora por semana, que vai se resolver o problema vital do ser.

Penso que é necessária uma revisão profunda em todo esse processo, utilizando todos os novos conceitos de valores de vida que vêm sendo discutidos e apreciados, pois a verdadeira recuperação, além de fazer com que o dependente pare de usar drogas, também deixe de viver uma droga de vida, tendo uma melhor qualidade em seus ideais, planejamentos e acreditando num futuro próspero, mas real.

Acho que esse artigo é só uma gota de início de uma discussão que tem que ser aprofundada e espero que a partir daqui possa desenvolver uma idéia mais didática e construtiva para levar, a quem necessite, a real esperança de uma mudança de vida para melhor.

Um abraço.

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 4

Sobre o Autor: Marcos marques da silva   
Orientação e Tratamento em Dependência Química; Palestras; Cursos; Terapias Alternativas.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa